Anúncio

O que você escolheria se tivesse direito de pedir 3 desejos? Escolheria ser rico, ser da realeza ou ter o seu próprio exército? Ou talvez, escolheria a amizade acima de tudo isso?

Essa é a premissa de Din e o Dragão Genial, o longa estadunidense – chinês da Sony Entertainment Animation que nos traz o questionamento sobre as coisas mais importantes da vida, numa animação dirigida por Chris Appelhans, e produção de ninguém menos que Jackie Chan!

Era uma vez….

Ao início, o filme nos apresenta Din, um menininho fofo e sonhador, na escola, devaneando sobre dragões em aula. Ele é colocado para fora da aula, e acaba conhecendo Li Na, uma menina decidida e de sentimentos abertos, que aparentemente teve o mesmo problema.

Tanto Din como Li Na, não tem uma vida fácil, ele é criado apenas pela mãe, e ela só pelo pai, e os dois trabalham muito duro por suas crianças, e vivem numa comunidade pobre, onde todos lutam para sobreviver, mas apesar das dificuldades, são sempre amigáveis e alegres.

Agora amigos, vemos um breve crescimento dos dois, onde estão sempre juntos, enfrentando os pequenos momentos felizes e tristes da vida, como a criação do Piada, um franguinho de estimação, e até mesmo disputas de medidas na parede sobre quem é o maior.

Os dois possuem uma cumplicidade e amizade divertida, os levando a fazer uma promessa de estarem sempre juntos.

Anúncio

Este momento feliz, de cenário iluminado pelo sol, e alegre, é contrastado no segundo seguinte para um quadro cinza e triste, quando vemos Li Na entristecida, pois não quer se mudar. O pai de Li Na melhorou de vida, com uma cena de cortar o coração, levando-a para morar longe da comunidade, e de Din.

Agora já adulto e bastante esforçado, Din trabalha num bico e mata aula, para conseguir um dinheiro extra. Em seu trabalho como entregador, ele conhece um cliente estranho, que alega ser um Deus, falando frases sem sentido enquanto veste meias desemparelhadas, chinelo e cueca.

Ele paga à Din com um antigo bule chinês, avisando que ali haverá tudo que um jovem inocente como ele precisa. E notamos que algo está errado, quando Din percebe ter passado 1 hora ali com o cliente estranho.

Ainda que tenha tido um dia difícil, Din ainda continua confiante, pois tudo que havia feito, era por uma razão. Uma garota! Li Na. Que agora é uma socialite com uma vida totalmente diferente. Com um terno comprado numa lojinha barata, durante a noite, ele vai até o ponto de encontro dos dois, o telhado, e com uma cena muito bem dirigida, onde Din conversa com a câmera, como se fossemos os olhos do convidado recém chegado, o próximo quadro revela que o encontro era de fato com um grande outdoor com a foto de Li Na, e ali revela que planeja ir a festa de aniversário dela, para que eles possam voltar a ser amigos.

Mas, o dia complicado, ainda não chegou ao fim, e se tudo havia dado errado até então… O terno comprado começa a se rasgar, e ainda acaba sendo puxado e destruído pelo duto de ar próximo.

Din mostra seu lado mais sentimental, abrindo o coração para o outdoor. – está fazendo o seu melhor para agradar a todos, mas, tudo que ele deseja, é que eles pudessem cumprir a promessa.

E por falar em desejos, chegou a hora do bule ter seu papel. Ele finalmente revela seu segredo: Ele guarda Long, um dragão milenar sarcástico e arrogante, com a missão de realizar 3 desejos de cada dono do bule, para que ele finalmente possa ascender ao reino celestial.

Com esta possibilidade em mãos, quais escolhas Din fará para reencontrar com Li Na?

Tem referências?

Não há como não pensarmos no clássico Aladdin neste momento, e com razão. Chris Appelhans, além de dirigir, também roteirizou o filme, e contou que a história da Disney, é baseada originalmente de um conto chinês, e ele bebeu da mesma fonte, combinando a história de um amigo dele para criar o roteiro do filme

E como todos os filmes que envolvem Jackie Chan, que além da produção, também interpretou o personagem Long na versão em mandarim, o filme tem muitas características que são comumente vistas em filmes dele, com os diversos questionamentos morais de certo e errado, como quando Long anseia para que Din faça os desejos logo, alegando conhecer os humanos, e já saber que todos, ao final das contas, querem apenas poder, e dinheiro, pois só isso resolve qualquer problema, enquanto Din é resoluto sobre isso não ser o mais importante

Durante o filme, no entanto em diversos momentos, vemos Din pensando sobre esse questionamento, duvidando do que realmente acredita, enquanto Long segue o caminho contrário, e vai aprendendo melhor sobre sua real missão em ser um dragão de desejos, e termina aprendendo o verdadeiro valor de uma amizade.

Comédia leve

O filme é uma animação clássica neste ponto. Existem os momentos questionadores, de ação e sensíveis no desenrolar da história, mas praticamente toda as cenas contêm elementos engraçados

Um dos momentos hilários do filme, onde vemos Long conhecendo o mundo no nosso atual século, pois, sendo milenar, ele não conhece nada da modernidade, ficando encantado e curioso ao ver diversos itens do nosso dia a dia, desde a parede invisível (o vidro), o homem que entrou na pequena caixa (uma tv) as grandes carruagens (os ônibus e carros) e principalmente, o salgadinho de camarão. Long também descobre o engarrafamento e o barulho causado por eles e o quanto isso pode ser incômodo.

Os vilões do filme também possuem seu ar de comédia, com os dois desajeitados capangas que possuem aspirações um tanto peculiares, como ter vários filhotinhos de cachorro, para abrir uma loja que vende filhotinhos especificamente

O filme que teve sua estreia no dia 11 de junho de 2021, pode ser visto pela plataforma de streaming Netflix, e conta com atores de peso como Jimmy Wong (Mulan) Alexandre Shen (insight) e Constance Wu (as golpistas).

ASSISTA AGORA NA NETFLIX

Anúncio