Anúncio

Finalmente o mangá de Kingdom Hearts chegou ao Brasil! Lembro que, há alguns anos atrás, a Editora Abril anunciou que tinha comprado os direitos do mangá…

Confira também: Jaco, o Patrulheiro Galáctico | Review

Desde de então eu (Franja), que sou fã declarado do game, fiquei ansioso para comprar… Porém a Abril enrolou… Enrolou… Enrolou… Mas finalmente lançou.

Volume 1 de Kingdom Hearts, publicado pela Editora Abril (Imagem Divulgação)
Volume 1 de Kingdom Hearts, publicado pela Editora Abril (Imagem Divulgação)

Um lançamento esperado

Em 2013, chega o mangá do Kingdom Hearts no Brasil. Com um preço um pouco salgado pela qualidade do material, mas ainda sim valendo a pena pelo conteúdo, depois de 4 volumes o mangá chegou ao fim (da primeira fase). E as minhas conclusões foram:

Primeiro começo falando da formula de sucesso do game: Final Fantasy (Square Enix) + Disney… Não tinha como dar errado!

O game leva ‘5 copos’ fácil, é um excelente jogo! Um dos melhores que já joguei, sem exagero! E era mais que óbvio, por levar um traço ‘mangá’, que o jogo iria ganhar uma adaptação.

Anúncio

Porém o jogo tem uma história bem complexa, com muitas reviravoltas, em resumo, uma história muito ‘grande’. O mangaká escolhido para a adaptação foi o talentoso Shiro Amano que, por sua vez, mandou muito bem!

Volume 2 de Kingdom Hearts, publicado pela Editora Abril (Imagem Divulgação)
Volume 2 de Kingdom Hearts, publicado pela Editora Abril (Imagem Divulgação)

O mangá por si só

Mesmo resumindo muito a história, tem trechos que passam muito rápidos no mangá e que no game são tratados com mais profundidade, o cara mandou bem. Sobre a arte, não tem como reclamar, Amano é muito versátil, seu traço adaptou muito bem nos personagens ‘estilo Final Fantasy’ como nos da Disney.

Esse choque de universos ficou muito bonito no mangá. As passagens de cena são muito boas, os movimentos e expressões também merecem destaque. A falha fica nas batalhas, aparecem bem resumidas no mangá.

Ainda sobre a história, que foi o ponto chave para o mangá não ganhar nota máxima na review, é o lance que ‘algumas partes’ foram cortadas ou muito resumidas… Por exemplo, cortaram alguns mundos como ‘Tarzan’ e o clássico ‘O estranho mundo de Jack’, que é um dos mundos que mais gosto no game!

Amano deu preferência para os mundos onde rola mais a história principal que, por sua vez, fica bem corrida as vezes. Mas, mesmo quem não jogou, vai entender tranquilamente, só perde um pouco a sensação de quão épico foi algumas cenas.

Volume 3 de Kingdom Hearts, publicado pela Editora Abril (Imagem Divulgação)
Volume 3 de Kingdom Hearts, publicado pela Editora Abril (Imagem Divulgação)

Indispensável para os fãs

Se o mangá vale a pena… É claro que sim! Para os fãs do game é indispensável! Já para os que não jogaram, ainda sim é divertido.

Todo mundo gosta da Disney! E Final Fantasy segue há anos conquistando novos e novos fãs, tenho certeza que o mangá irá ganhar um espaço no seu coração.

O mangá chegou por aqui pela editora Abril, como eu já citei lá em cima, com o valor de R$12,00. São 4 volumes, igual o original.

A Abril prometeu lançar todos os mangás da franquia, que não são poucos! Esse mês a editora lançou o mangá ‘Kingdom Hearts: Chain of Memories’, 2 volumes com o preço de R$15,00 cada.

Agora é esperar ansioso pelo lançamento do ‘Kingdom Hearts II’ e os demais mangás da franquia… Só tomara que a Abril não aumente mais o preço. De qualquer modo, os fãs agradecem!

Volume 4 de Kingdom Hearts, publicado pela Editora Abril (Imagem Divulgação)
Volume 4 de Kingdom Hearts, publicado pela Editora Abril (Imagem Divulgação)
Anúncio