Perto de finalizar o impecável universo que a Marvel construiu nos cinemas, nada como um filme mais leve depois de toda a perda sofrida em Vingadores: Guerra Infinita (veja nosso REVIEW).

Dessa vez vimos em tela o que acontecia com Homem-Formiga enquanto todos estavam lutando, ainda acrescentando a heroína Vespa, uma parceria que se transforma em um casal ao estilo romântico leve, na pegada comédia romântica que os produtores prometeram desde o início de suas gravações.

A Marvel entrega Homem-Formiga e a Vespa, um filme de ação ao estilo romântico engraçado, no qual de romance não teve quase nada e de comédia esteve extrapolado.

homem formiga e a vespa
Homem-Formiga e a Vespa (Imagem Divulgação)

Sem grandes pretensões?

Claramente não há um grande hype por um filme desses. A verdade é que comédia romântica têm como objetivo divertir e cativar, sendo que as pessoas não esperam que um filme de heróis onde normalmente a ação domina, teria tempo para envolver um gênero tão incomum, com risco de parecer um absurdo e um erro, nesse caso a Marvel juntamente com a Disney errou em muitos pontos, começando pelo romance que não funcionou.

Foi tão jogado em tela que todos acabam esquecendo de que formam um casal, não cativa, e é totalmente descartável na trama, mesmo que dentro do universo eles começam uma relação, não teria a menor importância, esse casal é tão forçado quando Viúva Negra e Hulk, mesmo que em algum momento teve alguma relevância, simplesmente não funciona.

O humor é um pouco mais extrapolado, mas ao invés de arrancar risadas, apenas trouxe sorrisos amarelos, algumas cenas ainda funcionam e te fazem rir, mas mais uma vez a Disney passa do ponto e poderia ter diminuído um pouco do humor e trabalhado mais no romance sem sal.

homem formiga e a vespa
Homem-Formiga e a Vespa (Imagem Divulgação)

As falhas não depreciam o filme!

Apesar de tantas falhas, o filme é muito bom, trás umas questões de ficção científica sensacionais, apresenta a Fantasma, vilã do filme que ficou fantástica, Hannah John-Kamen roubou os holofotes em muitas cenas de ação e até de humor, e se o casal protagonista não cativou, ver Michael Douglas e Michelle Pfeiffer como um casal de velhinhos foi uma das coisas mais fofas que dificilmente é esperado em filmes de heróis – sem falar do talento inquestionável de ambos.

Mesmo com a mediocridade de roteiro, o elenco carregou o filme de forma genial, mas temos que falar de Michael Pena, se há um maior destaque nesse filme, é para o papel dele, um alívio cômico que saia do extrapolado para o sátiro e ondulava a ponto de surpreender na hora da ação, no qual ele tem uma grande ideia que funciona e ajuda os heróis, conhecido já por papéis desse tipo, mais uma vez ele é o maior marco de humor do filme e todos vão abraçar esse personagem de tão fantástico e engraçado que ficou.

homem formiga e a vespa
Homem-Formiga e a Vespa (Imagem Divulgação)

Vamos ter Homem-Formiga na luta contra Thanos?

Homem-Formiga e a Vespa funciona, mas nítido que poderia ser evitado, na realidade serviu para trazer de volta Homem formiga para que possa participar na luta contra o Thanos no quarto filme dos vingadores, além de colocar a Vespa como um grande reforço.

Contudo o filme tem duas cenas pós crédito e a primeira delas quebra algumas teorias de muitos que criaram a ideia de que a nova formação dos vingadores poderia contar com a presença de Homem formiga e Vespa – realmente essa cena só atiçou ainda mais para o Vingadores 4. Não sabemos mais o que esperar!