Centenas de usuários do Weibo estão publicando selfies com maquiagem gótica e usando a hashtag #ASelfieForTheGuangzhouMetro em um protesto online depois que uma mulher foi obrigada a tirar sua maquiagem para poder embarcar no metrô.

No dia 10 de março, uma mulher com uma maquiagem escura foi impedida pela segurança no guichê da estação de metrô. Ela descreveu a experiência no seu blog no Weibo, relatando que uma mulher da segurança do metrô da cidade de Guangzhou disse que sua maquiagem era “problemática e simplesmente horrível”. Depois disso ela disse para remover sua maquiagem escura se quisesse entrar no transporte.

Mesmo não estando carregando nenhum item proibido, disseram que ela seria proibida de entrar se não removesse a maquiagem, pois ela podia deixar os passageiros nervosos.

Mesmo a equipe do metrô tendo se desculpado oficialmente, os internautas chineses dizem que eles tem a liberdade de se vestir do jeito que quiserem, e estão querendo chamar a atenção dos outros para que haja uma maior aceitação desses tipos de estilo.

O governo chinês acredita que as subculturas possam ter um efeito negativo nas crianças, especialmente se tem influência estrangeira. A China já tomou algumas medidas para proibir elementos da cultura hip-hop, com a mídia borrando a tatuagens e brincos em artistas.

No Brasil, Thoryn Witch, filha do Richard Rasmussen também adotou a hashtag em suas redes sociais. Veja abaixo.