Olá! Eu sou o Jack e seja bem-vindo a mais um Primeiro Gole! O anime da vez será Girly Air Force, um anime da Temporada de Inverno 2019, feito pelo estúdio Satelight, mesmo estúdio que participou na produção de White Album e Fairy Tail. É um anime de ação e sci-fi e está disponível na Crunchyroll!

Darling in The Franxx Style

Na Temporada de Inverno do ano passado, querendo ou não, um anime acabou tomando vários holofotes para si. No caso, Darling In The FranXX.

Não vou mentir, Girly Air Force tem muitos dos elementos presentes em Darling, mesmo que de uma maneira diferente, porém mantêm alguns “padrões”. A protagonista excêntrica de cabelo rosa, um protagonista que não tem muita noção do que está fazendo e a amiga de infância que, provavelmente, é apaixonada pelo protagonista.

Claro, não estou acusando o anime de plágio! GAF tem uma essência própria e totalmente diferente de Darling, porém tenho medo que eles não consigam executar bem a premissa do anime (como aconteceu no final de Darling).

Girly Air Force
Girly Air Force (Imagem Divulgação)

Afinal, sobre o que o anime fala?

Girly Air Forces conta a história dos Zai’s, criaturas misteriosas que apareceram subitamente no mundo. Para combater elas, foram criados alguns aviões chamados “Daughters” (do inglês, filhas), pilotadas por Animas.

O protagonista, Naturani Kei, junto de Minghua Song, que aparentemente é sua irmã de consideração estava sendo evacuados de seu país de origem, até que o navio que estavam sendo transportados é atacado pelos Zai. Entretanto, Kei percebe a queda de um dos aviões da tropa do Japão.

Em uma atitude irracional, Kei nada atrás do caça caído, quando é revelado que ele era pilotado por Gripen, uma garota de cabelos rosa que beija Kei e desmaia.

Algum tempo depois, Kei é enviado para a base aeronáutica do Japão, onde descobre que será responsável pelos cuidados de Gripen, que misteriosamente só consegue pilotar e ficar acordada na presença de Kei, seu príncipe encantado.

Girly Air Force
Girly Air Force (Imagem Divulgação)

Fui ao Jardim da Celeste, Girofflé Girofflá ♪♫

A animação é bem bonita, o estúdio de GAF é realmente promissor e as cenas de batalha (as que apareceram no primeiro episódio) foram bem dirigidas, entretanto, o enredo é um pouco genérico e corre o risco de GAF se transformar só mais um anime com garotas bonitinhas.

Uma coisa que a produtora do anime realmente acertou foi na musiquinha do episódio 2, onde Gripen canta uma cantiga em português (veja AQUI), isso é uma boa estratégia para atrair atenção ao anime, já que ele não está sendo tão hypado.

ASSISTA AGORA NA CRUNCHYROLL