Anúncio

No meio a tantos filmes cults e franquias milionárias, surge no horizonte um desenho, uma animação direcionada ao público infantil: Uglydolls.

Não temos maturidade, então também entramos no hype para animações no cinema e dessa vez somos apresentados à um mundo de rejeitados os quais são julgados por sua aparência, mas percebem a verdade sobre tudo isso, aceitando quem eles são e sendo felizes. Com essa moral de história e a profundeza de roteiro, nem parece que estou falando de Uglydolls, um filme infantil bobinho que te faz chorar.

Entretenimento e Profundidade

Não se espera grandes coisas de um filme infantil, apenas que seja bobo o suficiente para entreter crianças, se for razoável, adultos irão gostar também. Em Uglydolls o negócio é mais complexo, por ser infantil, eles são livres para trabalhar piadas sem graça e desenvolvimento básico de roteiro previsível, ainda incrementam com músicas modernas para a geração millennials, nesse quesito, o filme deixa a desejar e incomoda muito, principalmente se não gostar do tipo musical, dentro do gênero de eletrônica, faz com que filme seja irritante demais. Se fosse mais simplista, seria um filme descartável e esquecido.

O Impacto de Uglydolls

Dessa vez um filme infantil conseguiu impactar dentro dos padrões Pixar e Dreamworks, aquela animação que vai divertir e emocionar, dentro dele há profundezas de trama muito além do infantil que é facilmente percebida e pensada.

Anúncio

Começando pelos bonecos de pelúcia rejeitados que seriam queimados, a dura realidade fez com que um desses brinquedos defeituosos criasse uma cidade com todos esses rejeitados para que tivessem um lugar para morar e viver para sempre, pois não há outro caminho para bonecos defeituosos a não ser lixo, deixando a existência deles largada à deriva, sem propósitos ou objetivos, mas sonhos ainda alimentados para que um dia possam fazer parte da vida de uma criança, mas não passando de ilusão da cabeça de cada um.

Julgar o brinquedo defeituoso de lixo é um preconceito, uma ofensa dentro da trama do filme, que deixa esses brinquedos depressivos, os quais eles só conseguem superar de uma maneira, aceitar quem eles são, fazendo isso eles voltam a ficar felizes, animados e cheios de esperança, colocando uma lição de moral maravilhosa quanto ao amor próprio e um “cala a boca” ao bullying gratuito, colocando Uglydolls em um patamar muito acima do infantil, e agradando a todas as idades, com certeza esse filme infantil é uma das melhores animações do ano.

Tom Emocionante

Uglydolls impressiona por seu tom emocionante, mas peca em padrões musicais, o conjunto da obra transforma esse filme na estréia mais procurada nos fins de semana para todas as famílias, divertida, alegre e emocionante.

Esse filme é uma grande surpresa para quem não esperava nada, feliz por ter assistido uma animação tão incrível como essa que a muito tempo não se via no cinema, com certeza marcará muitas pessoas que assistirem, principalmente quem não anda muito feliz quanto a amor próprio.

Anúncio
REVIEW
Uglydolls
Artigo anteriorConheça DEZERT | Suco Apresenta
Próximo artigoDocumentário do “Seu Madruga” recebe trailer e imagens inéditas
Editor, escritor, gamer e cinéfilo, aquele que troca sombra e água fresca por Netflix e x-burger. De boísta total sobre filmes e quadrinhos, pois nerd que é nerd, não recusa filme ruim. Vida longa e próspera e que a força esteja com vocês.