De tantas musas já vistas na tela do cinema, Charlize Theron é uma das que estão presente em muitas situações.

Dessa vez, em Tully, vemos uma mãe de três filhos, casada e sem esperança. A imagem da mãe cansada que deprime a todos e a si mesma, ela precisa de uma válvula de escape, descansar e curtir um pouco, nem que seja um tempo sem fazer nada, eis que ela contrata uma babá noturna e a vida de Charlize dá uma virada de mesa e vemos uma imagem mais feliz e animada da personagem.

Um filme tão gostoso de ver que o soco na cara que você leva quebra tudo o que já foi visto; um tremendo choque a ponto de calar a todos por um tempo após o filme.

Tully pôster
Tully (Pôster Divulgação)

Mãe Guerreira e Resiliente

Na sociedade, a mãe é vista como guerreira e sempre resistente, mesmo ela não se impondo para isso, esse fator é muito mostrado em Tully, onde Charlize prova de seu talento mais uma vez ao fazer a mãe de três filhos que está de saco cheio.

O elenco impressiona de várias maneiras, como Mackenzie Davis, no papel de Tully, se mostra um alívio na trama tanto para a protagonista como para quem está assistindo. A babá sempre alegre e positiva, não tão inocente pois ela está em um papel de adolescente e se mostra saber de algumas coisas que cativa a todos, e ambas juntas em tela ficaram incríveis.

Ron Livingston faz o papel do pai ausente e se torna o símbolo mais importante no filme, tendo uma reviravolta ao saber que sua mulher está doente, começando a ajudar na casa, nada tão incrivelmente construído mas impecável na apresentação – uma mensagem que serve de lição para a vida real.

tully
Asher Miles Fallica como Jonah e Lia Frankland como Sarah em Tully (Imagem Divulgação)

Clareza na Mensagem

Porém o ponto mais forte do filme é o roteiro, aparentando ser um filme sem profundidade e apenas parecendo a história de uma família sem esperança, fica a mostra que o intuito era mostrar a realidade que não era vista de uma família.

Todas as dificuldades que podem aparecer e a falta de esperança que faz perder a vontade de viver ao dar tudo errado, dizendo isso só prova que essa trama não é tão simples assim, pois a mensagem é passada claramente; contudo estamos tão abraçados pela história que o plot-twist fica mais inesperado que o normal, o choque é muito maior, e ficamos catatônicos por alguns instantes tentando entender o que acabou de ser visto.

A trama estava tão bem amarrada que a reviravolta deixa a todos confuso – no bom sentido – deixando de lado a mensagem passada por alguns instantes e sentimentalizar com a protagonista que achamos que está sofrendo com tanta coisa. O filme simples se tornou um cult com plot-twist que fez todos ficarem calados ao sair da sessão e a criar suas próprias teorias. Genial é pouco para a definição desse filme.

tully mackenzie davis
Mackenzie Davis em Tully (Imagem Divulgação)

Dificuldade e Ausência

Tully não só mostra as dificuldades de uma mãe e ausência de um pai que precisam trabalhar juntos para sustentar os filhos seja lá quantos forem, como também mostra as sequelas de uma vida depressiva e problemática em todos os pontos.

Tully é um filme que pode trazer vários pensamentos e ainda criar algumas teorias da trama, dificilmente quem for assistir o filme não ficará falando sobre ele – isso depois do estado de choque ao sair da sessão.