Kalen Anzai lança novo single ‘Genjitsu Camera’

Kalen Anzai
Imagem Divulgação
Anúncio

A cantora Kalen Anzai lançou no dia 15 de dezembro o novo single ‘Genjitsu Camera(apresentado no Laguna Illumination TVC). A música foi coproduzida com Charlie XCX e carrega tendências modernas como Vaporwave e City Pop. Ainda, ela foi feita para ser do estilo NEWTRO, movimento sul coreano que junta modernidade e nostalgia, o novo com o velho.

Além disso, foi a própria Kalen que escreveu a letra, baseada no novo retrónimo “Genjitsu Camera”. Mas o que é um retrónimo, você pode perguntar. Bom, essa é a designação para termos que foram criados a partir de outra coisa, que se enquadram na mesma categoria, a fim de diferenciá-los. Como por exemplo o “telefone fixo” que anteriormente era chamado apenas de “telefone”, no entanto, com o surgimento do “telefone celular” passou a ser chamado de “telefone fixo”.

Assim, “Genjitsu Camera” é uma câmera sem processamento e é um retrónimo que foi criado com o aparecimento das câmeras digitais com filtros e efeitos embutidos. O que Kalen Anzai pretendia expressar nessa música são seus sentimentos em relação ao que está além… Um fenômeno no qual aqueles que se esforçam para viver no mundo das mídias sociais, para serem quem pensam que são, acabam se tornando a realidade de seus “eus” alternativos. Para demonstrar isso, uma das frases de impacto que a cantora colocou na música foi “Onde estou nos olhos dessas vidas falsas”.

“Genjitsu Camera” pode não significar mais uma câmera que captura a realidade não processada, mas se tornou um retrónimo que descreve a sensação de não ser capaz de se desligar da realidade alterada, desse “eu” alternativo. Especialmente para a geração atual que vive no limite entre a realidade e o mundo virtual, que está se tornando cada dia mais vago.

O videoclipe estreou junto com o lançamento da música e é um trabalho colaborativo com Gaako, que também desenhou a arte. O ilustrador é mais conhecido por sua arte no estilo cyberpunk, que retrata a lacuna entre o que é real e irreal.

Anúncio

Neste videoclipe “distorcido”, cópias de Kalen Anzai (Kalen no mundo real, no mundo do espelho e no mundo ilustrado) se dissolvem no mundo virtual: as ilustrações, para vagarem desafiando as fronteiras entre os diferentes mundos, perdem a noção do que é real e o que não é.

Anúncio