Feito às pressas no final de 2017 para ser lançado na CCXP 2017, DON Brothers – Suor, Stress e Cafeína é uma pequena coletânea de one-shots, idealizada por Kaji Pato, Max Andrade, Rafa Santos e Wagner Elias, composta pelas seguintes historias: Uma Disputa de Amor!, MATAR NEYMAR JR e Dorival Rainner.

Descrito pelos próprios autores como sendo um experimento maluco, DON Brothers consegue quebrar aquela velha máxima que diz: a pressa é inimiga da perfeição – e faz isso entregando histórias divertidas, engraçadas e com uma pitada de Brasil.

E vemos bem a veia brasileira no prefácio do quadrinho, já que as primeiras páginas contém os conversas de WhatsApp e Facebook dos autores durante a idealização e execução do projeto. Então confiram o que esse título lhes guarda.

don brothers capa
Don Brothers (Capa Divulgação)

Lampião Shippuden

Ser bom é uma opção pessoal de cada indivíduo, e muitas vezes é julgada pelo senso comum, o que torna bem e mal algo relativo. Só que em Uma Disputa de Amor! temos Rafa Santos e Wagner Elias brincando com essa ideia. E se você só pudesse ser bom e gentil?

Nessa história nos deparamos com Escarra Brasa, um cangaceiro temido que é obrigado a ser gentil com todos graças a um chá esquisito que tomou. Escarra Brasa vive em um sertão distópico (ou pelo menos é isso que a história deixa a entender), com direito a criaturas mutantes, calangos de duas cabeças e obras do governo atrasadas.

Escarra Brasa acaba se envolvendo em uma disputa de dois caçadores pelo coração de uma garota. Na disputa aquele que derrotar o Futre das Sombras, uma criatura que atormenta a região, será o escolhido de Alzira, a garota cobiçada.

O roteiro é simples, mas é bom, a narrativa lembra a literatura de cordel em alguns momentos, assim como os desenhos com toques que se assemelham a xilogravura.

don brothers escarra brasa
Escarra Brasa em Don Brothers (Imagem Divulgação)

O Hexa Está Ameaçado

MATAR NEYMAR JR é o título da história de Max Andrade que chega a causar arrepios na espinha de muitos, principalmente pelo fato de estarmos em ano de copa.

O one-shot começa com um homem encapuzado segurando uma faca na direção de Neymar, o craque da seleção, mas porque ele faria isso? Seriam os argentinos diminuindo a concorrência? Um atentado terrorista?

Na verdade tudo é sobre uma aposta. Todo começo de ano um grupo de ricaços tentam adivinhar os famosos que vão morrer no ano em questão e apostam uma fortuna nisso. Só que para salvar sua empresa um desses playboys tinha que ganhar a aposta e a morte que lhe daria a vitória seria justamente a do Neymar.

A trama é tão absurda que chega a ser plausível, e apesar de ser ter uma veia cômica ainda consegue passar tensão, afinal é hexa sendo ameaçado. Os desenhos permitem identificar muito bem os famosos que aparecem. E o final? Vou deixar vocês pensarem nas possibilidades.

don brothers neymar jr
Matar Neymar Jr. em DON Brothers (Imagem Divulgação)

O “Grande” Problema de Dorival Rainner

E pra finalizar temos a “triste” história de Dorival Rainner. Na história roteirizada e desenhada por Kaji Pato vemos Dorival Rainner, o último homem da terra, e sua namorada Calidi Patty, ambos tentando sobreviver em um mundo devastado por um vírus, que matou todos os homens e transformou as mulheres em mutantes, enquanto tentam discutir a relação.

Dorival é tipo o Mad Max desse mundo, sendo caçado por grupos rivais enquanto tenta sobreviver, com a exceção que esses grupos rivais são mutantes do sexo feminino que tem por objetivo usá-lo para a preservação da espécie, se é que você me entende ( ͡° ͜ʖ ͡°).

Novamente temos um trama absurda. Absurdamente zoeira, já que as situação toma rumos imprevisíveis e muito engraçados. Pobre Dorival, sendo perseguido pelas sereias do deserto, criaturas que lembram lâmias (se você viu Monster Musume sabe do que estou falando), ao melhor estilo Mad Max – Estrada da Fúria, enquanto tem que dar atenção pra sua namorada.

O roteiro nonsense misturado com a narrativa e os desenhos formidáveis entregam uma leitura rápida que deixa um gosto bom na boca e a vontade de repetir.

don brothers dorival rainner
Dorival Rainner em DON Brothers (Imagem Divulgação)

Conclusão

Sem chefe, sem culpa e sem bloqueios, em DON Brothers – Suor, Stress e Cafeína vemos os quatros idealizadores completamente confortáveis, fazendo o mangá que querem e como querem.

E toda essa originalidade torna DON Brothres, um marco no cenário nacional de mangás e quadrinhos, um marco desconhecido por muitos, mas que existe.

 

LINKS

Max Andrade

Kaji Pato

Wagner Elias e Rafa Santos

REVIEW
DON Brothers
Artigo anteriorCovil de Ladrões | Review
Próximo artigoOverlord | Terceira temporada confirmada para julho
Emanuel Victor Barroso Leite
Amante de livros, animes e faroestes, especialista em Turma da Mônica Jovem. Fã do Metallica e do Queen. Apoiador dos quadrinistas nacionais. Futuro escritor e roteirista.