Anúncio

Após o conturbado lançamento de Cyberpunk 2077, a CD Projekt Red, desenvolvedora de jogos polonesa que também foi responsável pelo lançamento do premiado The Witcher 3, confirmou nessa terça-feira (9) que sofreu um ataque hacker.

Os hackers tiveram acesso a dados internos da empresa, incluindo materiais relacionados a Cyberpunk 2077, The Witcher 3, Gwent e uma versão não lançada de The Witcher 3. Os criminosos também tiveram acesso a documentos corporativos de contabilidade, administração, RH e outros. Além disso, servidores também foram criptografados, situação que, segundo a CD Projekt Red, já foi resolvida com o uso de backups.

Os invasores enviaram um pedido de resgate com data limite de pagamento de quarenta e oito horas para a empresa, ameaçando que, caso não houvesse o cumprimento dos termos, as informações obtidas no ataque seriam divulgadas para jornalistas e que os códigos-fontes dos jogos seriam vendidos ou publicados na internet, o que faria com que as ações da empresa caíssem ainda mais (desde o lançamento de Cyberpunk 2077, o preço das ações da empresa baixaram, e, com um ataque dessa magnitude, a incerteza faz com que os investidores se afastem cada vez mais).

No comunicado oficial publicado em uma conta oficial no Twitter, a CD Projekt Red anunciou que não irá pagar e nem negociar o valor do resgate e que irá lidar com as consequências, caso o conteúdo realmente seja vazado. Os fãs também foram tranquilizados, já que, aparentemente, os dados de jogadores não foram acessados. A empresa também destacou que já está tomando as medidas legais para a resolução do problema.

Veja abaixo a nota da CD Projekt Red e a mensagem de resgate deixada pelos hackers:

Anúncio

 

Anúncio