Desde quando saiu o primeiro trailer, já dava pra perceber do que é que o anime ia ser e The Helpful Fox Senko-san (Senko-san) foi todo o conforto e mimo que podia se esperar!

Foram 12 episódios onde a cada semana o carinho da pequena raposa confortava e ao mesmo tempo alfinetava aquela pontinha de solidão do dia-a-dia que o anime te faz lembrar. Mas sem dúvida, a espera valeu a expectativa e este foi um anime lindo de se ver!

SEM MEDO DE AMAR E SER AMADO

Senko-san tem a mesma fórmula de cada episódio, com direito a episódio de praia e tudo, então vocês já sabem do que se trata. Tudo o que tinha de ser dito sobre o anime foi dito no Primeiro Gole.

Esse é um anime para os desamparados e todo o episódio te ampara ao ponto de te deixar solitário no final, a tônica permanece a mesma até o final então não precisamos nos alongar tanto assim pra esse Review além deste único ponto que vale o subtítulo.

O choque principal que sentimos assistindo o anime é o completo oposto do que costumamos ser por aqui. Enquanto somos íntimos e amigáveis demais, no Japão, amar e ser amado possuem muitos, mas muitos protocolos. Não me perguntem se sempre foi assim, só suspeito que não; não se faziam 10 filhos por família na Era Meiji ou Taisho numa sociedade frígida, mas isso são só achismos meus. O fato permanece que Kuroto hesita em contar muita coisa, hesita em se deixar ser mimado, e talvez a tensão que fica no ar nos últimos episódios se resolveria se ele simplesmente tivesse dado um simples abraço.

Sewayaki Kitsune no Senko-san

Só não se enganem, até um abraço no Japão é um big deal enorme. Por um lado isso tem suas vantagens: eles não banalizam o contato humano como nós e apreciam a importância do contato certo no momento certo. Talvez por isso Kuroto consiga sentir mais do que a gente as palavras e os gestos gentis da Senko. Mas essa percepção também pode ser graças ao defeito desse tipo de atitude: vive-se isolado e justamente sem contato humano, pois os protocolos impõe barreiras e condenam à solidão.

Senko-san é um anime que te incentiva a amar sem medo de amar e ser amado. E essa mensagem é até mais universal do que pensamos, afinal, o quão realmente diferente estamos dessa situação? Se por um lado, se fechar demais seja pelo motivo que for (normas, tabus, etiqueta, etc) te joga na solidão, por outro, se abrir demais também nos joga na mesma situação: deixamos qualquer um entrar no nosso íntimo, nos magoamos, a mágoa vira medo e daí nós viramos a nossa própria nuvem negra, relegados à solidão sem saber quando e pra quem deixar a porta aberta para o nosso íntimo.

Kuroto tinha isso em alguém que era ao mesmo tempo uma mãe, uma acompanhante, um espírito protetor e… bem, algo romântico? Não necessariamente e essa é a boa notícia. O tipo de amor que se expressa em Senko-san também é o tipo que pode ser dado e recebido por qualquer amigo ou amiga que simplesmente precise de um ouvido para ouvir suas lamentações ou alguém para assistir juntos ao final de um anime ou comer comidas gostosas.

CONCLUSÃO

E é isso. Se tudo isso parecer difícil de assimilar seja pelo motivo que for, se o coração estiver pesado e cheio de nuvem negra pelo motivo que for, Sewayaki Kitsune Senko-san é um ótimo remédio pra dar aquela leveza que nossos coraçõezinhos merecem de vez em sempre.

Mediano, mas cumprindo bem o que promete, uns 3 suquinhos fazem justiça ao anime.