Anúncio

Enquanto buscava por um bom romance, me encontrei com o Mr Sunshine, série coreana produzida pela Netflix que estreou em 2018.

A sinopse apresentada, conta sobre um coreano que é levado aos EUA, e volta depois de muitos anos, e se apaixona por uma nobre. Porém, garanto que trata-se de muito mais do que isso.

A história se inicia, um tanto confusa, com diversos personagens e suas histórias, porém, ao decorrer da trama, vamos conhecendo os personagens, e nos afeiçoando a cada um deles.

A primeira parte da série, é voltada para o desejo de vingança contra Joeseon, o país de origem do personagem principal Eugene Choi, interpretado por Lee Byung-Hun e o desenvolvimento da paixão pela Nobre Go Ae-Sin (Kim Tae-Ri), no entanto, Ae-Sin, membro do exército dos justos, luta e se arrisca para salvar seu país (na época, sendo invadido pelos japoneses)

As escolhas e lealdade dos dois é testada, a cada momento que passa. Eugene e Ae-Sin ficam divididos entre seguir suas ideologias e sua paixão um pelo outro. O mais interessante, é que a história se passa em diversas épocas, com foco em 1905, e conta de uma forma intensa, sobre a guerra verídica entre Japão e Coreia, ocorrida na época.

Também há referências sobre acontecimentos e nomes importantes citados, que existiram de verdade. Outro ponto que deve ser destacado, são os atores de diversos países. Temos personagens coreanos, japonês e ingleses, cada um falando sua devida língua, e mesmo com a dublagem realizada, ainda temos a diferenciação de cada língua. (Recomendo inclusive, para quem assistir dublado, manter as legendas, para não perder nenhuma fala)

Pessoalmente, fui pega de surpresa, pois, ao procurar por um simples romance, encontrei uma série incrível, com direção e fotografia impecáveis, enredo envolvente, e com conceitos históricos. O final é surpreendente, e não deixa a desejar em nada. Seja você, amante da história, das batalhas, ou como eu, busca por um romance, a série tem tudo a te oferecer!

Bônus: o exército dos justos, realmente existiu e lutou contra a invasão japonesa com toda sua força. Um livro foi escrito sobre ele intitulado “Korea’s fight for freedom” do jornalista Britânico Frederick Mckenzie, e ele também foi responsável pela única foto existente do grupo, e por contar aos outros países sobre o ocorrido.

ASSISTA AGORA NA NETFLIX

Texto por Verinha