O Que Será de Nozes é uma animação a qual possui personagens que te prendem, todos eles têm uma personalidade única, de esquilos humildes a muquiranas; um humor para toda a família!

Confira também: Lino – Uma Aventura de Sete Vidas | Review

Nessa situação, é difícil de pensar em uma sequência que possa manter o mesmo humor. É possível se manter na mesma fórmula do primeiro filme, porém isso pode ser um tiro no pé e se tornar repetitivo – o que não aconteceu em O Que Será de Nozes 2.

Em time que se ganha, não se mexe

A linha de roteiro é praticamente a mesma que a do anterior, só muda o objetivo. Ao invés dos animais procurar comida, dessa vez eles têm que salvar o parque onde moram. Manter essa fórmula deu certo, mesmo parecendo que possa ser repetitivo, cansativo, isso não ocorreu no filme, pelo contrário, ele é engraçado e divertido!

Além dos momentos em que você pode dar muitas risadas, há cenas de tensão, outras de emoção e muitas de ação. certo que algumas piadas acabaram ficando forçadas, mas nada que atrapalhe a trama do filme.

Dublagem marcante

Uma coisa legal desse filme foi a questão da dublagem que foi mantida, com todas as vozes originais do debut. Isso é bom pois você acostuma com a voz, “vê” o personagem. Isso é um fator que não atinge apenas as crianças, mas até para adultos esse costume de uma voz só para o personagem é essencial. Então assistimos O Que Será de Nozes 2 sem pensar que: “ah, a antiga voz estava melhor” ou “essa nova voz ficou melhor”.

Uma ressalva é de que existe um personagem novo, um rato branco que luta kung-fu, dublado por Jackie Chan. Uma grande surpresa, e maior satisfação quando você assiste o trailer (veja abaixo) e ouve de relance a voz de Wendel Bezerra já no início, este que dublou o Jackie Chan naquela antiga animação As Aventuras de Jackie Chan.

Não sabemos o que de fato aconteceu, mas a dublagem do personagem do Jackie Chan não é dublada pelo a Wendel na animação, propriamente dita. Isso não é de todo mal porque Marcelo Pissardini foi muito bem, trouxe uma característica forte para um personagem fofinho. Para aqueles que não conhecem, é o dublador de Bills, o Destruidor, Lula Molusco, e o Meowth na primeira geração de Pokémon.

O que eu gostaria um dia, é de assistir esse filme com os dubladores originais, não só por causa do Jackie Chan, mas a toupeira Mole, que aparece no primeiro filme, é dublada pelo ventríloquo Jeff Dunham, conhecido por fazer duas a três vozes diferentes em seu show de bonecos – sem contar a dele própria – é um artista bem conhecido nos EUA.

Por sinal, aos que se interessarem por ventriloquismo, busquem pelos shows dele que estão no YouTube, não têm só piadas internas no norte da América. Ele fez uma dublagem em um personagem no filme Scooby Doo! Estrela de Circo, seria interessante se ele explorasse mais o mundo da dublagem.

Situações espalhafatosas e muitas risadas!

Piadas de todos tipos (mas não inclua as mais pesadas aqui), aventuras, emoções e tudo aquilo que tinha no primeiro filme, está presente nesta sequência. Cenas exageradas que não necessitam de explicação – pois é um desenho – tem como objetivo fazer o telespectador rir, gargalhar de situações espalhafatosas e desastradas.

O antigo toque que existia dos desenhos ainda vive em poucas animações, e isso que faz O Que Será de Nozes 2 um belo planejamento de fim de semana para a família, com a criançada vibrada num filme de um esquilo marrento, um rato lutador e um casal de cachorros hilários.