Anúncio

Considerado por muitos como “o melhor KOF de todos”, confesso que realmente The King of Fighters ’98 é um dos melhores da franquia pra mim, como também um dos melhores jogos de luta de todos os tempos. Entretanto, e gerando um pouco de discórdia entre os kofeiros, o 2002 é o meu xodó eterno. Continuando…

KOF 98 Ultimate Match Final Edition é a versão definitiva e presente na Steam para quem quer uma experiência mais completa possível e mais próxima daquele sentimento – nostálgico, por sinal – das locadoras e casas de fliperama, já que com o advento da Internet, podemos desafiar não só o camarada ao lado, mas qualquer jogador do planeta!

Em 2022, ano que estamos prestes a receber mais um King of Fighters, KOF 98 UM teve recentemente um update dos grandes (Major Update), onde a experiência online teve melhorias (rollback netcode), atualização do Lobbie Online, entre outros detalhes que devem agradar os jogadores competitivos e profissionais. Por sinal, a SNK junto a Code Mystics fizeram um ótimo trabalho com as latências, o que evita atrasos em comandos, facilitando combos contra aquele seu adversário do outro lado do mundo.

De volta a 1997

Tenho um carinho especial com a franquia King of Fighters e já vou explicar. Nunca fui lá muito bom em jogos de luta, e achava Street Fighter II (e suas incontáveis versões), muito difícil. Já com Mortal Kombat, a história era um pouco diferente, já que na minha cidade, os flipers não contavam com MK, então nos restava jogar x1 em consoles com os amigos.

E então conheci King of Fighters. O pôster do Kyo Kusanagi me chamava a atenção, pois tinha um apelo realista e bem, fui procurar saber mais sobre. Comecei então, com o lançamento de King of Fighters 97 e aí, o resto é história. Passei a conhecer as outras edições, como a 94, 95 e 96, esta última, também entre minhas favoritas da série.

KOF 97 tinha um “modo história” interessante, e seu Boss final, Orochi, me encantava demais; era deveras estiloso, poderoso (lê-se apelão) e que mantinha inclusive, seu poder em um corpo de um garoto inocente. Aquilo me fascinava!

Anúncio

E então, vivenciei e aguardei por uma nova edição deste jogo que tanto gostava. King of Fighters 98 foi uma revolução nas locadoras e casa de jogos. Começando por sua extensa lista de personagens, o jogo fluía, pelo menos é o que parecia (ou por conta dos analógicos novos do fliper), e parecia que tínhamos o jogo de luta perfeito. Eram combos atrás de combos e pra variar, eu levava muita surra dos mais velhos.

De volta e agora na Steam

Com esse sentimento nostálgico é que fui buscar jogar estas últimas atualizações do game, que mesmo agora em um controle, ainda mantém sua precisão e jogabilidade que o elencam como um dos melhores.

Me aventurando um pouco no lobbie online, não só partidas 1 contra 1, mas podemos criar salas com até 9 jogadores, montar pequenos torneios e até mesmo ter Espectadores no modo Observador. Sabe aquele seu amigo apelão? Então, é o momento de bisbilhotar seus segredos e descolar um jeito de derrotá-lo!

Não sou e nem pretendo ser um jogador competitivo, e confesso que me dei bem nas lutas online, o que prova que a experiência de anos – quase 25 – ainda pesam nos golpes dos combos que lembramos. Meus times continuam os mesmos, apesar de que devo procurar por listas de golpes e deixar anotados em minha mesa; deu até saudade das revistas antigas…

Por sinal, deixo aqui os personagens que mais uso em KOF ’98:

  • Kyo Kusanagi
  • Iori Yagami
  • Athena Asamiya
  • Shermie
  • Yuri Sakazaki
  • Chris

Gosto de iniciativas como estas que revivem uma franquia clássica. Assim como Street Fighter ou Mortal Kombat, King of Fighters fez história. No Brasil, algo ali no fim dos anos 90 e começo dos anos 2000, e quem sabe, com estes novos respiros, atualizações, e jogos novos, o competitivo no Ocidente desperte – pois há anos, dominado pelos asiáticos.

Este é o espírito dos jogos de luta; superar frame a frame seu adversário e quem sabe, emendar aquele combo perfeito. Deixo abaixo, um parágrafo de um SUCOLINO, também fã da franquia, e que resume muito bem o que este jogo cravou em nossos corações:

Eriki: “KOF98 foi um gosto retrô bem saboroso para quem cresceu com KOF2002 e queria uma experiência mais completa dos The King of Fighters “dos velhos tempos”. Um Mugen antes do Mugen, com o balaio todo, era um desafio divertidíssimo buscar as imagens de cada time especial do jogo depois dos créditos.”

king of fighters 98
Imagem Divulgação

ADQUIRA AGORA NA STEAM

Anúncio