Anúncio

A Netflix mudou muito a forma como assistimos série e gastamos nosso tempo livre. Com um catalogo de centenas de produções fantásticas, fica difícil escolher qual vai ser a próxima que vamos cair de cabeça e perder alguns dias da nossa vida em uma nova trama.

No meio desses longas às vezes é bom que nos presentemos com entretenimento mais instantâneo, que é o caso de The End of the F***ing World, série de apenas oito episódios, com curta duração que cativa, ao mesmo tempo que distrai e trata de maneira cômica assuntos muitos pesados do dia-a-dia.

Baseada na série de quadrinhos de mesmo nome do autor Charles S. Forsman, a série britânica estreou em outubro de 2017 pela Channel 4, e em janeiro de 2018 pela Netflix.

Na trama acompanhamos dois protagonistas, James – um jovem de 17 anos que acredita ser psicopata – e Alyssa, sua colega de igual 17 anos que tem sérios problemas domésticos. Os dois acabam por decidir fugir de casa, vivendo uma aventura onde eles ficaram frente a frente as mais diversas situações absurdas do mundo dos adultos.

Com ótimas críticas sobre sua produção, fotografia e trilha sonora, a série desempenha com excelência uma crítica moderna ao modelo de família do século XXI, ao mesmo tempo que usa do humor negro para tratar assuntos sérios como abuso sexual e psicológico, divórcio, abandono parental, e psicopatia.

Enquanto acompanhamos as aventuras e enrascadas dos protagonistas nós acabamos nos questionando sobre uma enorme quantidade de valores que são propagados diariamente, principalmente quanto a estilo de vida e felicidade. Também encaramos quanto a juventude atual, e a barreira entre a fase adulta que é cruzada com um simples passar de dias. Por que todos os atos que cometemos com 17 anos de repente ganham 10x mais impacto ao atingirmos a maior idade?

Mas se for para definir a série em um único tema seria: relacionamentos. Cada capitulo nós tentamos entender mais a respeito dos relacionamentos que criamos ao amadurecer. Nosso relacionamento com nossos pais, amigos, amantes, desconhecidos e até mesmo com nós mesmos. The End of The F***ing World é uma viagem através do autoconhecimento, com dois adolescentes desesperados tentando entender seu lugar no mundo, e que papel eles devem desempenhar em uma sociedade que não parece oferecer nada de bom para eles. É questionador, inteligente, divertido e dramático.

A série optou por mudar um pouco o final da HQ e deixou o enredo em aberto na esperança de uma renovação – o que se sucedeu – já que a série britânica já teve a segunda temporada anunciada (ainda sem data confirmada).

Sendo assim não perca tempo e corra para assistir logo, pode ter certeza que vai valer a pena.

ASSISTA AGORA NA NETFLIX