Anúncio

Foram 18 anos que os fãs esperaram para chegar nesse momento com o lançamento de Shenmue III. A franquia traz a história do Ryo Hazuki que viaja em busca do assassino de seu pai conhecendo novas pessoas, amigos e inimigos.

Contudo de forma a não trazer spoilers nesse primeiro gole, o inicio do jogo é a continuação direta do Shenmue II. Então se você não jogou nenhum dos jogos anteriores e está pronto para começar o Shenmue III, tem um vídeo retrospectiva da história.

Você será levado ao pequeno vilarejo chinês de Bailu, na região de Guillin. O pai de Ling Shenghua, um artesão, está desaparecido e ninguém sabe o paradeiro dele. Nesse momento toda a dinâmica de Shenmue aflora, com o storytelling e exploração.

Você que não conhece a franquia será apresentado ao sistema do diário onde anotações das missões ou andamento da história são anotados e destacados. Por exemplo, “Fale com o Bellan no chat do Suco as 19 hrs”, fazendo você gastar o dia em outras atividades ou pular direto para esse evento.

Dentre as atividades disponíveis, você pode trabalhar para conseguir uma grana, treinar seu kung-fu e seus combos a fim de melhorar sua habilidades e resistência em batalha, ou fica batendo papo e coletando ervas.

shenmue 3

Exercite-se, jovem!

Como na realidade entre os emaranhados do enredo, você deverá cuidar de si mesmo, Ryo tem uma barra de stamina que permite ele tem um vigor nas lutas e nas atividades extras, como treino ou trabalho. Durante os treinos, você eleva a resistência, e durante as praticas de luta, você aumenta a força de seus golpes.

Para recuperar as energias você precisa se alimentar e isso custa dinheiro, então trate de trabalhar em alguns momentos. A vila precisa da força do jovem Ryo, para desvendar o mistério e para, por quê não, usufruir dele. Existe também jogos de apostas que você pode ganhar uma boa grana ou perder tudo.

shenmue 3

“Oi, eu sou Ryo!”

Agora um pouco dos aspectos negativos até então vistos em Shenmue III. O que pode irritar um pouco é o porte da dublagem e a movimentação dos personagens durante um diálogo. Por ser um jogo focado na narrativa você espera o aspecto audiovisual ser sincronizado, o que não acontece bem.

Outra coisa que deixa a desejar são alguns diálogos repetitivos desnecessários. Imagine a situação: ‘Oi, Lembra o dia na hamburgueria?’ e três minutos depois, ‘Naquele dia da hamburgueria‘ , “na hamburgueria‘, ‘da hamburgueria‘, ‘com hambúrguer na hamburgueria‘. tudo isso numa conversa da sua casa até a padaria. Talvez faltou uma curadoria mais acurada na localização dos diálogos.

Graficamente temos uma nostalgia e ao mesmo tempo a questão: como ressuscitar a franquia a partir de financiamento e fãs e não ter um apoio de uma grande empresa pode trazer?  Quando eu comecei a jogar Shenmue III, eu fui recolocado na era do Dreamcast, com um polimento mais bonito, aquela movimentação old school dos jogos 3D. Não tá tudo quadradão, tem texturas, existem dedos nos personagens, cabelos ao vento, e com laque travados.

O sistema de combate permite você criar atalhos de combos em um botão, o que facilita uma gameplay mais rápida em alguns momentos. Shenmue III é uma viagem ao tempo em jogabilidade e para os padrões de hoje, pode irritar novos sucogamers exploradores, mas deixe a história abraçar e jogue com calma – você não vai se arrepender.

Shenmue III está disponível para Playstation 4 e PC (Epic Games Store) com versões deluxe com roupas e golpes especiais para Ryo. Deixo o agradecimento a Yu Suzuki, por não desistir dos fãs e entregar mais um capitulo dessa história. A essência do jogo é essa e está ai para todos.