Após o 11 de Setembro, a CIA liderou o Programa de Detenção e Interrogatório, realizado para torturar afegãos dentro do terrorismo para descobrir a localização de Osama Bin Laden, o argumento é que salvou milhões de vidas, mas a que custo?

É isso que Adam Driver investigou em nome da ministra e deu origem a uma das histórias mais tristes que assombraram os Estados Unidos, O Relatório apresenta a brutalidade que uma nação chegou a fazer em defesa de sua população.

Clima criminal e suspense

O filme está dentro do gênero criminal com um pouco de suspense, resumindo, espere uma trama bem arrastada, carregada de diálogos e zero de agitação, sim, agitação e não ação, uma vírgula perdida ou desvio de atenção e você se perde em uma trama muito bem desenvolvida, a lentidão é necessária para o tanto de informação passada em cada cena de diálogo, misture com a velha burocracia política e sujeira por debaixo dos panos, o resultado é de um filme fantástico, maravilhoso, mas para um público específico, isso não diminua a qualidade da obra, por ser bem trabalhado e impecável em desenvolvimento, faz você se deliciar e aclamar o filme como algo grandioso e chocante.

o relatorio

Desenvolvimento de Daniel Jones

Daniel Jones (Adam Driver) é o protagonista que carrega o filme, e chama a atenção pela mudança de seu pensamento com o caminhar de tudo que vai sendo descoberto, primeiramente a profissão exige que se mostre nulo, sem ideologia, feito uma pedra de gelo.

Porém, a realidade prova que não é bem assim, o personagem não cai, e sim despenca para a loucura e surta quando descobre a verdade sobre a CIA e esse programa, a muito tempo acobertado pela “grande pátria” dos EUA, a farsa caindo à tona e Daniel indo junto, batendo de frente com aqueles que defendem esse programa e colocam como o grande trunfo que salvou os EUA de mais um atentado, por meio de tortura a afegãos capturados, a falta de humanidade para salvar a humanidade.

Confiança é tudo!

Ainda sim, o ponto maior do filme rodeia a ministra Diane Feinstein (Anette Bening), a qual a todo momento confronta a CIA a cada descoberta, mas perde a chance de reeleição, dando lugar aos republicanos, e fato de ser o grande ponto é que mostra o quanto a justiça é cega, principalmente na política, todo país tem uma história de corrupção a qual não se fez justiça, e se a fez, a mesma acontece do outro lado da moeda, os grandes feitos de Daniel não foram em vão, mas não significa que ocorreu uma mudança, porém trouxe uma questão, a falta de confiança dos ministros norte americanos, todo ano é alguma coisa omitida que vem na mídia, e assim segue a luta pelo poder a cada coisa divulgada.

Saindo do clichê do cinema popular e também do manto de vilão da saga Star Wars, O Relatório é quase que um documentário sobre formas asquerosas de proteger um país, a qual deu certo e, por incrível que possa parecer, dividiu opiniões e gerou condecorações aos agentes envolvidos, Adam Driver prova mais uma vez o seu talento em mais um filme que envolve a obscuridade dos Estados Unidos da América.

REVIEW
O Relatório
Artigo anteriorTeeny Tys estrelam nova campanha do McLanche Feliz
Próximo artigoTOKYO GHOUL:re CALL to EXIST sai nesta semana!
Baraldi
Editor, escritor, gamer e cinéfilo, aquele que troca sombra e água fresca por Netflix e x-burger. De boísta total sobre filmes e quadrinhos, pois nerd que é nerd, não recusa filme ruim. Vida longa e próspera e que a força esteja com vocês.