Cervos de Nara
Cervos de Nara (Imagem Divulgação)

Com o aumento de turistas sendo mordidos pelos cervos de Nara, as autoridades do parque divulgaram dicas para alimentar os centenas de animais que atraem pessoas do mundo inteiro.

O parque na antiga capital é lar de mais de mil cervos sika, que podem ser encontrados até mesmo andando pelas ruas atrás dos biscoitos especiais oferecidos pelos turistas.

Mas sua aparência fofa e calma pode ser enganadora e os turistas podem se ver cercados por animais agressivos quando ao tentar alimentá-los.

Por conta disso, as autoridades colocaram placas em chinês, inglês e japonês com os dizeres: “Por favor, peça permissão aos cervos quanto forem alimentá-los” nas barraquinhas onde os biscoitos são vendidos.

As crianças pequenas devem estar sempre acompanhadas por adultos e a “linguagem de sinais para cervos” deve ser utilizada, mostrando ambas as mãos para os animais quando quiserem alimentá-los.

“Como são animais selvagens, eles ficam irritados se as pessoas os provocam”, disse o oficial Yuichiro Kitabata.

“Por exemplo, se você os deixa esperando para dar a comida, eles podem mordê-lo… Mas nem todos os turistas sabem que eles são selvagens, acreditando que eles são mantidos pelo parque”, ele completou.

O grande parque também oferece templos de madeira e santuários construídos há séculos, que atraem cerca de 13 milhões de turistas anualmente.

Mas com o aumento de visitantes estrangeiros, o número de feridos pelos cervos chegou a 180 no ano passado em relação a março do ano anterior, com 118 feridos por ano.

Cervos de Nara
Cervos de Nara (Imagem Divulgação)

São cerca de 1.200 cervos no parque que são protegidos como patrimônio nacional.