Anúncio

Quer as pessoas concordem ou não, Star Wars é a franquia mais amada pelos nerds do mundo inteiro, com várias discussões sobre velhos e novos filmes, é também a mais debatida e que ainda emociona a todos.

Seja pelo amor ou pelo ódio, a Disney têm acertado em alguns pontos e errados em outros, e dessa vez a produtora mexeu no maior anti-herói do cinema. Desde de que Han Solo: Uma História Star Wars foi confirmado, ansiedade e receio andaram juntos a partir daí; e todos esses pensamentos estão chegando ao fim e finalmente essa história poderá mais uma vez tocar o coração dos fãs, seja ela alegria ou angústia.

Han Solo: Uma História Star Wars
Han Solo: Uma História Star Wars (Pôster Divulgação)

O Anti-Heroi em Ação

A história de Han Solo é um conjunto de cenas de ação incríveis que te remetem ao velho anti-herói já visto antigamente, mas acompanhado da tristeza de uma construção de personagem que muitos fãs poderão detestar, o que salva é a trama que trabalha visivelmente em escalas.

Daquela velha lentidão onde tudo começa até a conclusão da aventura e criação do amado contrabandista, toda a malandragem e lábia de Han Solo é trabalhada perfeitamente. Contudo algumas barrigas no roteiro chega a ser um incômodo e algumas delas só são boas porque trabalha o alívio cômico, que está no ponto certo, sem exageros ou ausências, faz com que esse filme se torne um blockbuster gostoso de assistir e divertido de comentar com os amigos e até família.

Han Solo: Uma História Star Wars Lando
Lando, por Donald Glover, em Han Solo: Uma História Star Wars (Imagem Divulgação)

Uns cativam, outros nem tanto

O elenco também está no mesmo equilíbrio, Donald Glover no papel de Lando é incontestável, na medida certa, ele não é só o alívio cômico como é o malandro charmoso e atraente de BIGODE e CAPA que todos amam, protagonizando de forma fantástica com Alden Ehrenreich no papel de Han Solo, que dificilmente alguém irá engolir…

Não é por causa de viver a sombra do Harrison Ford; o personagem não cativa e nem agrada, em muitos momentos ele some da trama e se as pessoas já estavam incomodadas desse ator fazer o Han Solo, o sentimento de tristeza e raiva irá aparecer em muitos fãs após assistir o filme. Infelizmente o resto do elenco não teve grandes marcos.

Um adendo deve ser feito sobre o problema que esse filme traz: todas as explicações e ligações com outros filmes antigos ficaram tão jogadas em tela que engolir todas chega a ser uma tarefa difícil, principalmente uma ligação de Q’ira com Darth Maul. Sim, você não leu errado, uma cena tão aleatória que o único sentimento que apareceu foi desgosto e ódio, isso sem citar como surgiu o nome Han Solo e o início da amizade com Chewie – confuso para alguns, inaceitável para outros.

Han Solo: Uma História Star Wars
Os Personagens em Han Solo: Uma História Star Wars (Imagem Divulgação)

Um Blockbuster Divertido… e passageiro

O filme de origem do Han Solo é um blockbuster divertido, mas peca em tantos pontos que faz com que esse filme seja esquecido.

Mesmo que tenha cenas épicas de ação e diálogos que remetem ao personagem, ele não funciona, e provavelmente irá criar uma onda de hate em direção a Disney e a Lucas Film; isso claro dependendo do nível de fanatismo do indivíduo, porque esse que vos fala remoeu bastante o que foi assistido, e ver o conjunto da obra doeu o coração.