Anúncio

Mesmo em um mar de filmes virados para cultura pop, uma certa franquia de livros segue com sua adaptação firme e forte nas telonas, After mantém sua base de fãs dos livros e muitos chegam por parte dos filmes, em 2021 a franquia cresce nesse mais novo capítulo da história com After – Depois do Desencontro, ao qual segue a linha padrão de drama, consegue te envolver pelo romance clichê nos padrões teen e impacta a todos os gêneros e idades com um arco excepcional de amor.

After é uma franquia de respeito, muitos não fazem parte do fandom e mesmo assim foi conquistado por ela, mesmo que tenha pulado ou esquecido de assistir algum dos filmes anteriores, é incrível como a obra sabe te manter nela pelo que está sendo assistido de momento, pois todos os arcos de personagem, seja principal ou secundário, são trazidos do primeiro filme, e mesmo assim não se fica perdido, não sai nada atropelado e nem abusa de flashbacks desnecessários. O que precisa refrescar sua memória ou trabalhar um contexto é feito por diálogos, flashbacks secos porém curtos o suficiente para não atrapalhar a trama, e tudo isso graças a mão da diretora Castille Landon a qual foi o grande diferencial para o terceiro filme da franquia ser esse filme incrível, e não é por acaso que estará a frente do quarto filme.

O romance teen não têm grandes artifícios para ser uma grande obra, em After – Depois do Desencontro isso é quebrado, não só como foi citado a importância da diretora, como o elenco pouco conhecidos pelo público que graças ao seu talento e a força da franquia, vão ganhando mais relevância. Cada personagem foi desenvolvido de forma que ninguém sumisse em tela, até os mais problemáticos que estavam lá para ser só uma aparição, acaba tendo seu momento e faz diferença na vida dos protagonistas, que aliás merecem ser destacados merecidamente, por mais que Hardin (Hero Fiennes Tiffin) foi colocado como um mero romance lá no primeiro filme, ele foi tomando forma durante o seguimento da franquia e aqui ele te coloca uma divisão de sentimentos sobre o que ele se tornou, alguns vão achar ele insuportável, outros vão achar ele fofo, e acredito que o mérito aqui está no ator que é muito bom em cena, porém After – Depois do Desencontro ainda mostra muito mais a vida de Tessa (Josephine Langford), mais focado no relacionamento, mas sem deixar ofuscar trabalho e estudo, você enxerga que é alguém que quer crescer na vida e muitas vezes coloca acima do relacionamento, ao qual Hardin não é muito a favor, um drama padrão de novela trabalhado de forma impecável, dificilmente não conquista o público.

Um drama normalmente passa por problemas de bolhas de roteiro, seriam aquelas cenas com personagens conversando sobre nada, aqui têm um leve acontecimento disso, aparentando que é muita coisa a ser desenvolvida, mas não será citado aqui por causa de ser um grande spoiler, e o modo que foi feito o cliffhanger no final foi perfeito, funcionou como migalha para o público aguardar o próximo filme com um hype gigantesco. Muitos gostam de diminuir um romance teen por causa de sua simplicidade, por ser para jovens, por ser muito bobinho e por aí vai, mas é aquilo, tudo que é bem feito com um mínimo de capricho, pode transformar a tal obra “bobinha” e um FILMAÇO que pode te fazer abraçar a franquia com unhas e dentes.

Muito longe de ser um simples romance, After – Depois do Desencontro é uma obra maravilhosa dentro do que é um drama adolescente romântico, lapidado por um talentoso elenco, desenvolvido em bom roteiro e tudo isso melhorado na mão de uma grande diretora, a franquia sempre esteve viva e está muito bem obrigado, o que resta agora é esperar a sequência vir para saber a continuação desse linda história de amor, enquanto o fandom leitor dos livros se deleitam com mais uma obra prima da franquia After.

Anúncio
Anúncio
REVIEW
After - Depois do Desencontro
Artigo anteriorAs garotas do STAYC dão um show no Weekly Idol
Próximo artigoSonic Colors: Ultimate chega no Brasil com versão física
Editor, escritor, gamer e cinéfilo, aquele que troca sombra e água fresca por Netflix e x-burger. De boísta total sobre filmes e quadrinhos, pois nerd que é nerd, não recusa filme ruim. Vida longa e próspera e que a força esteja com vocês.