Fala galera! Participamos de mais um Piticas Day e agora, com um dos filmes mais aguardados pelos fãs de Stephen King, A Torre Negra, estrelado por Idris ElbaMatthew McConaughey.

Confira também: Planeta dos Macacos: A Guerra | Review

A Torre Negra é uma série literária do respeitado Stephen King e é incrível como seus livros se adequam ao perfil cinematográfico. Todos os livros já adaptados para as telonas, O Iluminado, Carrie – A Estranha, o antigo It – A Coisa – que terá um remake para esse ano -, e outras obras fantásticas foram ao cinema e marcaram os fãs do autor, e dos cinéfilos também (como Um Sonho de Liberdade e A Espera de um Milagre), mas para ter sucesso, é preciso que o roteiro seja ótimo – e faltou isso nesta última adaptação.

O diretor e roteirista Nikolaj Arcel, possui sua carreira (roteirista de “Os Homens que não Amavam as Mulheres”) construída em sua terra natal, Dinamarca, e eis que surge a grande responsabilidade em dirigir uma obra de Stephen King para as telonas.

Columbia Pictures THE DARK TOWER

Do Andamento

A aposta foi feita e sinceramente o roteiro dele é ruim, fraco, desapontante. O início do filme é bem cansativo de assistir, a ponto de bocejar, e o que pode ter salvo de forma mediana o longa, foram as cenas de ação e atuações. Ressaltando também que os efeitos especiais são comuns, nada de excepcional, muito pouco para uma adaptação que todos esperavam quando foi anunciado o filme.

Grandes Atuações

As atuações de A Torre Negra estão fantásticas, o protagonista foi bem, o pequeno ator Tom Taylor fez seu papel, não foi marcante, mas não foi apagado, e Idris Elba, o pistoleiro, ficou sensacional – de verdade fez uma grande atuação. Este último, trouxe a sensibilidade do que viveu o pistoleiro em seu passado, o desejo de vingança e o apego de cuidar do garoto que passa por grandes traumas.

Os holofotes foram virados para um personagem no filme, o homem de preto, feito por Matthew McConaughey. Com certeza as melhores cenas, ele está envolvido, passando um vilão cruel, ganancioso, e sem nenhuma compaixão, mata qualquer um em sua frente independente de gênero ou idade, e a cobiça dele é o poder do garoto, e sua luta contra o pistoleiro é curta, mas também sensacional, pois ele passa aquele vilão imbatível e temido – a morte – como ele mesmo se rotula no filme.

Columbia Pictures THE DARK TOWER

Expectativas

A Torre Negra já estreou nos Estados Unidos e está sendo muito criticado de forma negativa, como já foi dito, o roteiro é cansativo, mesmo com as grandes atuações do pistoleiro e do homem de preto, além de alguns efeitos visuais bacanas, o filme não é aquilo que todos esperavam.

Isso se dá pela esperança das antigas adaptações das obras de Stephen King e acredita-se também, que todos estavam dando o braço a torcer por esse filme, que com toda a sinceridade, pode fracassar nas bilheterias.

Walter (Matthew McConaughey) e Roland (Idris Elba) – Columbia Pictures THE DARK TOWER.

É triste ver, o que para muitos é considerado a mais importante obra de Stephen King, a qual todos esperavam que fosse um filme de explodir a cabeça de tão fantástico que seria, não empolgar. A série de livros é fantástica, muito bem elogiada, acredito que o diretor não tenha feito um roteiro que, em sua consciência era bom, mas que ele não percebeu o peso que teve nas costas de adaptar uma obra de extrema importância como essa.

Aos fãs de Stephen King – que devem prestigiar o filme nos cinemas – reparem na grande quantidade de easter eggs dentro filme, que conta com referência não só dos livros, mas como das obras cinematográficas também.