Reino Gelado é uma franquia constituída em três filmes, terceiro filme esse lançado nesse ano, após trazer muitos problemas quanto a tramas simplistas e furos de roteiro que ultrapassam o nível de uma história infantil, dessa vez se mostra algo, de certa forma, mais conciso em trama e expansão de mundo.

Complementando a franquia, mas ainda se mostra muito problemática no quesito diversão, sendo esse focado apenas para o público infantil, mas ainda muito bobinho para uma evolução de trama.

Superando expectativas

Um filme infantil que se mostra melhor que seus antecessores, conseguiu manter padrões infantis que te conquistam para uma sequência dessa história. Como filme sozinho ele também consegue entreter sem precisar explicar acontecimentos passados ou personagens já existentes na franquia. Isso deve a simplicidade do longa, por ter padrões infantis, conseguindo te conquistar com uma história emocionante e feliz.

É bem nítido que o público alvo infantil deverá adorar esse filme, mas um público mais velho pode se chatear, talvez o terceiro filme da franquia de Reino Gelado possa ser esquecido pelo público e só ser assistido em TV aberta, serviço de streaming ou algo do gênero.

Personagens em um mundo mágico

O maior ponto desse filme continua sendo os personagens, a evolução de seus poderes em um mundo mágico e todo o amadurecimento vindo dos outros filmes, e isso vale para a Rainha da Neve, a vilã se vê obrigada a trabalhar ao lado dos heróis e isso escala sua personalidade para o lado do bem, uma feiticeira que se mostra poderosa e sensível quanto aos seus sentimentos, mas bate de frente com o desenvolvimento falho de relações entre os personagens.

A única certeza é que as crianças irão adorar esse novo filme, um grande avanço para a franquia, possivelmente gerando sequências.

O Reino Gelado: A Terra dos Espelhos é uma história linda que trás de volta os heróis conhecidos de filmes antigos e conquistará as crianças nos cinemas.