Em 2013 estreava o filme A Batalha dos Sexos, dirigido pela Zara Hayes, esse foi o primeiro filme da diretora. Foi muito bem elogiado por todos na crítica e para o público em geral, em pleno 2019, ela está de volta, com um filme nos mesmos padrões de sua primeira produção: As Rainhas da Torcida!

Com tudo para ser o filme da família para o fim de semana, fugir dos filmes populares e imergir em uma história simples e comum que irá te fazer rir e chorar com esse maravilhoso blockbuster, mesmo parecendo com outras comédias já assistidas e que estão na ponta da língua do povo.

Um filme de comédia?

A primeira vista, é mais um filme de comédia, mas antes fosse isso algo ruim, às vezes a simplicidade basta para entreter uma mente vazia, um roteiro redondo e bem apresentado, com um arco de aposentadas e sua tentativa de começar um clube de líderes de torcida em um recanto de idosos.

A trama se desenvolve naquele estilo que todos conhecem, pensem em um filme de comédia qualquer, como se fosse um A Proposta ou a franquia O Diário de uma Princesa, para alguns é uma história bobinha, para outros bonita, trazendo sempre uma mensagem sutil sobre amor, amizade, superação e qualquer coisa nessa linha.

O humor desse filme é algo que deveria ser usado como exemplo para outras produções, todas as antagonistas em si são um tópico a parte, pelo carisma e talvez por serem aposentadas “simpáticas”, você se a pega a todos eles, e cada um trabalha com que a história caminhe leve, sem correria ou arrastado, a facilidade de absorver sua mensagem prova o quanto a profundidade desse filme é bem interpretada, pois não é necessário cair para o cult ou separar o primeiro ato inteiro para construir um personagem.

POMS_0806.RAF

A sádica Martha, de Diane Keaton

Leve e sádica de vez em quando, Martha, interpretada pela Diane Keaton, é uma personagem que vai além do protagonismo, meio obscuro no início, ela se muda para esse recanto de aposentadas após um longo período morando em seu velho apartamento, sem saber sua origem, o motivo ou apenas pelo cansaço de viver em sociedade, você consegue ignorar por completo essas questões e simplesmente assiste pela diversão que o conjunto da obra te proporciona.

Porém, em cenas engraçadas e tramas paralelas sendo construída, se vê uma profundidade da personagem trabalhada aos poucos até roubar o foco da trama principal, isso enriquece o filme além de uma mera comédia, e o plot é algo que se mostra óbvio, mas ele te acerta e escorrer algumas lágrimas no momento é comum do ser humano, se for emotivo então, se prepare.

A mensagem é uma discussão antiga dentro das famílias de todo o mundo, o povo da terceira idade estão em uma fase complexa, problemas físicos começam a surgir, limitações do organismo acontecem, alguns não conseguem mais andar, outros já geram doenças mentais e isso te coloca em uma situação complicada, alguns preferem se livrar de vez dos idosos, jogam em um asilo e dane-se, outros se tornam super-protetores, nessa história se vê a terceira idade curtindo a vida do jeito que elas podem, não vivendo em uma cama, se dopando de remédios e tomando chá, aqui o nível é além, tanto que algumas senhoras resolveram ter a ideia de fazer um clube de líderes de torcida, só prova que idade é um número e que você têm que viver tudo o que é possível, pois se não o fizer, irá amargurar para sempre.

A Mensagem

A certeza é que todo o mundo vai ver esse filme um dia, absoluta certeza que ele passará na TV Aberta e todos irão assistir e comentar sobre ele, talvez alguns portais de notícia farão dissertações sobre sua mensagem, uma obra que se mostra linda e divertida, mesmo dentro da simplicidade apresentada no filme.

As Rainhas da Torcida irá entrar na lista de favoritos de todos os amantes de comédia, para alguns será assistido até em looping, pelo simples fato de ser uma comédia água com açúcar, já conhecida pelos seus padrões, porém está longe de ser ruim e agrada a todos os públicos, com isso Zara Reyes está com saldo positivo em Hollywood, e seu próximo filme pode emocionar a todos também, enquanto não acontece, se deliciar com As Rainhas da Torcida é obrigação para quem busca diversão e também emoção de uma linda história de amizade e alegria.

REVIEW
As Rainhas da Torcida
Artigo anteriorAlissa White-Gluz, do Arch Enemy, dublará personagem em Gears 5
Próximo artigoMakoto Tezuka (Macoto Tezka) | Suco Entrevista
Baraldi
Editor, escritor, gamer e cinéfilo, aquele que troca sombra e água fresca por Netflix e x-burger. De boísta total sobre filmes e quadrinhos, pois nerd que é nerd, não recusa filme ruim. Vida longa e próspera e que a força esteja com vocês.