Anúncio

A DreamWorks Animation se colocou no pedestal das animações em 2020 e nos entrega mais uma sequência de seus grandes títulos, Os Croods 2: Uma Nova Era carrega no mesmo nível de humor e qualidade da primeira animação, trabalha vários conceitos de forma divertida, se contrasta com muitas cores e excentricidade da pré-história, mas sofre com um ritmo desequilibrado que pode te jogar para fora do filme, tanto pelo decorrer da trama como o acúmulo de plots, fazendo dessa animação uma divertida bagunça.

O segundo filme da franquia deve muito a dublagem brasileira, na verdade muitos filmes animados originais não têm a carga emocional que têm se não fossem as vozes brasileiras, com a presença de Juliana Paes e Rodrigo Lombardi, muitas referências sustentam momentos mais pacatos na trama, cenas de ação se mantém nessa mesma linha de qualidade e o conjunto da obra engrandece mais ainda quando assistida dublada, fazendo você esquecer a hipótese de assistir com o áudio original.

Por mais que a dublagem sustente boa parte do filme, a mistura de plots envolvendo ação, romance, comédia e drama refaz aquele ritmo dinâmico do primeiro filme e cai para a loucura total, um ponto que sofreu bastante na trama. Ao invés de duas, temos mini histórias paralelas que constrói todo o filme para ser engraçado; do casal Eep e Guy, que acaba gerando um novo conflito pessoal para Grug, o qual conhece o casal Bemelhor, que querem separar Guy da Eep para casar com sua filha Aurora, que sempre viveu encarcerada em casa. Nisso agrega algumas histórias do Trunck, da filha bebê e da vovó, até aí não se vê grande zona, ao jogar isso na prática, o filme se torna uma grande confusão até para níveis de animação, sendo salva (mais uma vez), no arco final.

O primeiro filme têm toda aquela carga emocional de Grug salvando um monte de animais de um vulcão em erupção, passa pelo terror de perder a família e temos um final maravilhoso e emocionante que engrandece Os Croods. A sequência faz a mesma coisa, mas a emoção sai do drama e se torna um filme de ação a nível herói, só que mais amarrado na trama, Girl Power total envolvido no filme com referência a Flash Gordon e David Bowie, parece uma maluquice sem cabeça, mas acredite, foi incrível em tanta ação contra uma grande tribo indígena que faz referencia a King Kong. Nesse momento o filme sobe de patamar, mesmo tendo alguns pontos malucos e sem sentido.

Independente dos pontos fora da curva, Os Croods 2 se mantém em alta de diversão e loucura, engrandece em qualidade por causa da dublagem, e do mesmo jeito que não se esperava um segundo filme, não se espera um terceiro, provavelmente ele virá e trará o mesmo nível de diversão. A DreamWorks não têm medo de trazer um filme parecido, desde que ele acerte o público de forma certa, divertido, alegre e gostoso de ser assistido sozinho, com o crush ou com a família.

Anúncio
Anúncio