Anúncio

Embora possua certas semelhanças com Death Note – semelhança essa de estrutura narrativa, ou seja, forma e conteúdo – Platinum End pode ou não satisfazer quem teve contato com a obra mais famosa da dupla.

Adaptado do mangá homônimo pelo estúdio Signal.MD – FLCL Progressive, MARS RED e Recovery of an MMO Junkie – a obra cria contrastes bem interessantes entre o personagem Mirai Takehashi e a/o anjo de classe especial Nasse.

Enquanto Mirai no início demonstra sua falta de esperança com a vida pelo fato de ter perdido os pais e o irmão mais novo em um suposto acidente, Nasse é extremamente estoica(o) quanto à felicidade do rapaz.

Platinum End Imagem 2
Imagem Divulgação

Mas ai? É só isso?

Não. A premissa de unir um rapaz e um ser sobrenatural pode aparentar ser batido, visto que Death Note possui essa mesma estrutura narrativa, porém, Platinum End tem seu charme com humanos e anjos num pequeno ­battle royale para decidir quem herdará o trono de Deus.

O clímax intenso que é marca da dupla se faz presente e se você viu Death Note nem que tenha sido apenas uma vez, provavelmente irá entender do que estou falando.

Anúncio

Vale ressaltar que esse texto não é um paralelo pra dizer que tal obra é melhor ou pior que a outra, longe disso, pois o cerne é apresentar Platinum End e expor suas pequenas semelhanças de estrutura narrativa com Death Note.

Platinum End
Imagem Divulgação

Em suma, Tsugumi Ooba e Takeshi Obata são autores brilhantes que mesmo apresentando obras semelhantes em forma e conteúdo ainda sim conseguem cativar o expectador/leitor, seja com pequenos momentos intensos na narrativa ou expressões faciais na arte.

ASSISTA NA CRUNCHYROLL

Anúncio