Anúncio

A Temporada de Verão 2018 foi ao fim e fomos bem servidos de um gênero bem aclamado: dos Animes Históricos.

Aqueles que tiveram o prazer de assistir animes como Samurai X, Samurai Champloo, ou filmes como O Conto da Princesa Kaguya, sabem que a história japonesa, seu passado e suas mitologias, servem de material para ótimas histórias.

Desta vez, venho recomendar dois animes que apesar de muito bons, não tem recebido sua merecida atenção. E cada um deles lida com tempos diferentes, um de modo mais comum, como um épico. O outro foge à regra.

Angolmois: Record of Mongol Invasion

Primeiro, vamos falar de Angolmois: Genkou Kassenki ou Angolmois: Record of Mongol Invasion. Publicado como mangá em 10 volumes, de 2013 até agosto deste ano, foi escrito e desenhado por Nanahiko Takagi. Sua adaptação para anime é realizada pelo estúdio NAZ (responsável pelo remake de Captain Tsubasa) e ela surge num momento muito oportuno, já que Ghost of Tsushima foi recentemente anunciado na E3, gerando grandes expectativas. Tanto o jogo quanto o anime se passa na primeira invasão mongol ao Japão, em 1274.

angolmois poster

A história conta a saga de Kuchii Jinzaburou. Ele é levado como prisioneiro junto a vários outros homens até a ilha de Tsushima, que ouve rumores de uma nação que tomou a Coreia e está prestes a invadir a terra de Yamato. O anime tem uma animação simples e sua falta de recursos é evidente nas lutas entre os exércitos mongóis e japoneses, mas ele compensa bastante com sua história bem elaborada e suas lutas individuais bem executadas. É uma ótima viagem a um dos períodos mais difíceis do Japão, e essa dificuldade é bem narrada na luta pela sobrevivência de poucas dezenas de homens mobilizados contra o exército imponente do Império Mongol.

Anúncio

ASSISTA AGORA NA CRUNCHYROLL

We Rent Tsukumogami

A segunda recomendação fica com We Rent Tsukumogami ou “Tsukumogami Kashimasu”, ou “Emprestamos Tsukumogami”, numa tradução livre. Ele é a adaptação de um livro homônimo escrito pela romancista Megumi Hatakenaka, em setembro de 2007. Sua história é uma mistura muito peculiar de uma mitologia japonesa do dia-a-dia, das “crendices” das pessoas comuns e um retrato da vida social japonesa na Era Edo (1615 – 1868).

we rent tsukumogami poster

O anime se passa em Edo, atual Tokyo e conta o dia a dia dos irmãos Seiji e Oukou. Eles são donos do Izumoya, uma loja que empresta várias quinquilharias, das mais variadas. Como boa parte das casas japonesas são feitas de madeira, com papel cobrindo suas portas, incêndios eram muito comuns. Tão comuns que não valia a pena ter mais pertences além do que se podia carregar. Por isso essas lojas eram frequentes, satisfazendo as necessidades do momento. Um pente, uma boneca, uma pintura para cerimônia do chá, presilhas, cachimbos, enfim, de tudo se empresta.

Mas alguns desses objetos têm algo de especial. No folclore japonês, um objeto, quando usado por muito tempo, podia vir a ganhar consciência própria e se tornar um tsukumogami, ou um “espírito do uso”, em tradução livre. No Izumoya, há vários desses tsukumogami. Eles praticamente moram com os jovens irmãos e os ajudam a solucionar os mistérios que volta e meia surgem com alguns de seus clientes.

O anime de Tsukumogami Kashimasu foi feito pelo estúdio Telecom, responsável por séries como Lupin, Orange e Planet Survival. Por ser recheado de várias curiosidades do dia a dia de um dos períodos mais ricos da história japonesa, tenho certeza que essa será um agrado enorme para os amantes da terra do sol nascente!

ASSISTA AGORA NA CRUNCHYROLL

Anúncio