Boon Joon Ho, de Parasite, em Cannes
Boon Joon Ho, de Parasite, em Cannes (Foto: Valery Hache/AFP)

Na última sexta-feira (31), na França, o diretor Bong Joon-Ho recebeu o prêmio de maior prestígio do Festival de Cannes, o “Palma de Ouro”, pelo seu filme Parasite.

Ao receber o prêmio, o diretor disse que nunca pensaria que algo assim aconteceria, ficando profundamente agradecido e emocionado. O que deixa a vitória ainda maior é o fato de que a decisão para tal foi unânime, ou seja, todos os 285 jurados concordaram.

O enredo conta a história de duas famílias de classes sociais e econômicas bastantes distintas, que vivem suas vidas independentes até que um acidente interlaça seus destinos.

O premiado cineasta Alejandro Iñárritu (diretor de Birdman e O Regresso) comentou sobre a importância desse acontecimento para a indústria: “Compartilhamos o mistério da maneira inesperada como esse filme nos levou a diferentes gêneros, falando de maneira engraçada, divertida e carinhosa sobre o julgamento de algo tão relevante, urgente e global”.

Joon-Ho já havio sido indicado anteriormente pelo filme Okja, produção original para a Netflix, que narra a realidade da indústria alimentícia numa visão fantasiosa.

Parasite traz no elenco grandes nomes, como Song Kang Ho (O Motorista de Táxi)Lee Sunkyun (Golden Time)Cho YeoJeong (I need a Romance) e Park SoDam (Cinderella With Four Kighnights).

O filme também foi indicado ao prêmio de “melhor filme” no Festival Sidney de Cinema, que ocorrerá no dia 16 de Junho.