IM duality
Anúncio

O rapper e maknae, que deixou os fãs em estado de ansiedade coletiva devido ao seu grande talento nas músicas já produzidas para o Monsta X, finalmente lançou na madrugada do dia 19 deste mês, o álbum “Duality” e o MV de “God Damn“.

Definido pela Starship Entertainment como um vídeo de produção a nível blockbuster, o fandom já pode assistir ao MV que é também faixa-título de DUALITY.

Com suas verdadeiras cores, autonomia e originalidade, colocando-se fora do senso comum dos lançamentos do mundo do K-pop, ChangKyun mostra seu verdadeiro “eu” enquanto deixa as suas músicas em interpretação livre para cada ouvinte em 5 faixas: “God Damn“, “Howlin‘”, “Burn“, “Happy To Die” e “Flower-ed“. 

I.M concedeu uma entrevista ao canal RADIO.COM, respondendo perguntas feitas por fãs sobre as suas músicas e o álbum. E já no início da entrevista, ele explicou que sua inspiração foi ele mesmo e as suas tentativas de encontrar o próprio “eu real”. Confira abaixo algumas das perguntas e as respostas do rapper. 

Anúncio

P: Qual foi sua inspiração e principal mensagem que quis passar com o álbum?
R:Eu me inspirei em mim mesmo, na tentativa de encontrar meu verdadeiro eu, o que sou, o que eu quero e o que quero ser. Pensei nas questões que nos movem e nos fazem querer ser pessoas melhores do que antes. Eu estava tentando continuar respondendo questões por mim mesmo. Eu não defini nenhuma mensagem dentro das músicas porque eu queria que, quem ouvisse, encontrasse suas próprias mensagens.

P: Qual o momento mais memorável que aconteceu enquanto você gravava o álbum?
R:Entrando em um real ‘eu”, descobrindo a mim mesmo, que eu não conhecia antes. Conhecer a mim mesmo de forma mais profunda. Eu sinto que conheço a mim mesmo agora, mas eu sinto que quero me sentir misterioso e curioso sobre mim mesmo porque essa é a minha ideia sobre a minha música.

P: Como preparar um álbum solo é diferente de preparar um álbum em grupo?
R:Quando estou fazendo para o grupo, eu tento encaixar todas as cores pessoais dos membros e penso na parte de encaixe das linhas, melodias e letras; Como eles emitem a vocalização. Muito complicado. E eu penso sobre o público, como eles pensam. Mas quando estou fazendo meu próprio álbum, eu apenas preciso ser honesto comigo mesmo e é isso.

Quando questionado sobre como foi a reação dos membros ao ouvir suas músicas, ele respondeu que os membros Jooheon e Hyungwon, acharam muito bom. Mas que Hyungwon disse “é muito bom, mas não é realmente o tipo de música mainstream coreana!”, e o rapper respondeu que realmente concorda com o idol

Uma das inspirações para I.M foi o filmeO Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças“. O rapper nomeou a música “Happy To Die” inspirado na linha dita por Jim Carrey no lago congelado: “Eu poderia morrer agora, Clem“. Ele completou dizendo que essa não foi a primeira vez que pegou inspiração de filmes para produzir suas músicas.

Algumas outras músicas e títulos, vieram de forma aleatória, como ele mesmo define. a música “Burn“, sua intenção era passar que queria queimar todas as coisas ruins que há dentro dele. Já na música “Flower-ed“, ele se inspirou na flor morta que há em seu estúdio como decoração, que mesmo morta, é uma flor. 

Para responder sobre o que significa “Duality“, o rapper deixou claro que a palavra significa ele mesmo. “Você está bem, mas na verdade, está fingindo estar bem. Por dentro, não está tudo realmente bem“. O rapper completou: “Eu acredito que todo mundo tem uma dualidade como essa. E eu acredito que “Duality” é a melhor forma de descrever tudo isso em apenas uma palavra.

Ao ser questionado para descrever o álbum recém lançado em apenas três palavras, I.M respondeu rapidamente: “This is me“, o que significa “Esse sou eu“. E quando um fã pediu um conselho para aqueles que estão começando a escrever músicas, ele foi bem objetivo e autêntico: “Não siga a tendência. Seja a tendência.

A entrevista completa você encontra no canal “ENTERCOM”:

Anúncio