Anúncio

Você vai ao cinema sem ter decidido o que assistir, pretende ver o que está em cartaz, eis que se avista um deles que mostra um homem abraçado a um cachorro. Sejamos sinceros, com tantos filmes de cachorro que você já deve ter assistido, já lhe vem as lágrimas aos olhos, certo? Pois bem, Dog – A Aventura de uma Vida constrói um laço entre um ex-militar e seu cachorro em uma viagem pra lá de tensa, mas que consegue ser um filme gostoso e emocionante de se assistir com a família.

A trama se baseia unicamente nos protagonistas, tanto a cadela Lulu quanto o ex-militar Briggs (Channing Tatum), são personagens quebrados que vivem os traumas da guerra. Acredito até poder trabalhar uma certa crítica aí, até onde a glória e a honra da guerra levam o homem, esse filme prova que não dura muito, principalmente se é afastado por invalidez, além de também trabalhar o lado emocional da cadela que não é perceptível, mas muito bem demonstrado e consegue-se entender ao decorrer do filme, é nisso que faz com que a trama que parecia algo mais dramático se aprofunde mais ainda ao desenvolver a relação de ambos, vai se encurtando e cada um vai trabalhando seus problemas emocionais com a presença do outro, sem dúvida a construção de personagens desse filme é o que mais chama a atenção.

Entretanto essa obra é algo mais simplista, claramente por sem mais fácil de interpretação mas bem comodista quanto a fórmula, não é muito diferente de outros filmes que envolvem laços afetivos com um bichinho de estimação, quem já teve um animalzinho e o trata como parte da família sabe o quanto de amor se tem por eles, então é fácil se vincular a história, mas de tantos filmes desse tipo, achei esse bem leviano, isso divide um pouco a opinião pois por mais que ele seja gostoso de assistir, ele não causa um grande impacto emocional, logicamente isso varia de pessoa para pessoa, mas dentre os filmes de cachorro já feitos até hoje, esse é o menos emocional que já vi.

Para um filme tão leve de assistir, achei ele um tanto arrastado em certas cenas, como se quisessem enfiar mais tempo de dela para algumas situações que não havia necessidade ser prolongadas, como por exemplo o momento que a cachorra foge para a floresta, achei longa demais a perseguição para algo que já estava demonstrado em tela. Em compensação o passado de Briggs quanto a família não foi nada desenvolvido, achei a montagem do filme bem precária quanto a isso, um roteiro bem picotado em relação a obra entregue, deixou a desejar.

Algo a se destacar aqui que foi bem problemático foi a legenda, sei que muitas vezes a tradução pode perder o contexto original do filme, mas se tem que adaptar para a cultura a qual está sendo transmitida, pois nem todo mundo sabe inglês. Tive a percepção de que a legenda foi muito diferente de alguns contextos e fez com que algumas cenas perdessem o impacto. Torço para que a versão dublada seja melhor trabalhada, pois críticas a parte, é um ótimo filme.

Dog – A Aventura de uma Vida se prende demais a fórmula de filmes de cachorro, mas consegue alcançar seu objetivo e pode emocionar aos mais sensíveis. Dentro de um mês com poucos filmes marcantes, inclusive os da cultura pop, acho que essa obra tem uma chance de se destacar. Para quem foge dos filmes de heróis, é uma boa chance de curtir uma história linda de união de dois amigos que superam seus problemas na base da amizade.

Anúncio
Anúncio
REVIEW
DOG: A Aventura de uma vida
Artigo anteriorCarioca Geek 2022 | Especial Cosplay
Próximo artigoFIRE FORCE | 3° temporada é anunciada
Editor, escritor, gamer e cinéfilo, aquele que troca sombra e água fresca por Netflix e x-burger. De boísta total sobre filmes e quadrinhos, pois nerd que é nerd, não recusa filme ruim. Vida longa e próspera e que a força esteja com vocês.
dog-a-aventura-de-uma-vida-reviewEm Dog - A Aventura de Uma Vida, o ex-soldado Jackson Briggs (Channing Tatum) recebe a missão de levar a pastor-belga do exército Lulu ao funeral do melhor amigo humano do cão, o treinador de cachorros Riley. Por estar tentando conseguir uma vaga em uma empresa de segurança privada, tendo seu futuro nas mãos de seu antigo comandante, que o evita - o único capaz de escrever a recomendação necessária para tal - o funeral do treinador de cachorros do exército pode ser a oportunidade perfeita para deixar seu ex-comandante sem saída, e conseguir o documento que precisa. Mas, ao longo do caminho, Briggs e Lulu enlouquecem um ao outro, quebram um punhado de leis, escapam da morte por pouco e para conseguir chegar a tempo do enterro, a dupla precisará aprender a conviver em harmonia, e driblar as confusões e conflitos, enquanto atravessam a costa do Oceano Pacífico.