Anúncio

Se você está procurando um notebook para jogar em 2020 e está com dúvida na escolha, seja por buscar gráficos exuberantes ou altas taxas de quadros por segundo, planejamos um guia de como chegar num veredito que caiba em seu bolso.

Nós verificamos alguns modelos disponíveis no mercado brasileiro, mas de diferentes faixas de preços, além de também abordar os componentes essenciais que você deve prestar atenção na hora da compra.

O que você quer rodar? 

Antes mesmo de procurar por um processador, você deve pensar em quais jogos quer rodar na sua futura máquina. Caso seu foco seja em jogos casuais ou MOBAs leves, você não precisará exagerar neste aspecto e uma boa economia pode ser feita por aqui.

Quem busca jogar títulos de plataforma, indies, e com gráficos simples, pode optar por modelos com GPUs integradas como a Intel HD Graphics 620 ou modelos de entrada da NVIDIA e AMD – principalmente se você não liga em jogar na resolução HD (1366×768 pixels).

Sua placa de vídeo dará conta? 

Buscando um nível adicional de performance, você poderá optar por modelos com placa de vídeo dedicada, como uma RX 540, da AMD, ou munido com algum da linha MX da NVIDIA, seja a MX 110, MX 130 ou MX 150; esta última já com a arquitetura Pascal e disponível em duas versões, com 2GB ou 4GB de memória GDDR5.

Para quem gosta de modelos mais parrudos e procura performance gamer, o ideal é buscar por produtos que já venham abastecidos com a linha GTX, seja a GTX 1050, GTX 1050 Ti, ou até mesmo com uma GTX 1060. Elas darão conta dos jogos mais atuais, alinhando taxa de quadros e qualidade nas texturas reproduzidas. Acima disso, seja com modelos GTX ou RTX, o ideal é buscar por telas Quad HD (1440p), ou 4K, ainda raras aqui no Brasil.

Processando altas taxas de quadros

Depois de definir sua placa de vídeo, o processador será sua escolha, já que ele é o responsável em mostrar os quadros produzidos por sua GPU. Atualmente, os processadores da AMD contam com um ótimo custo-benefício, principalmente em se tratar dos modelos Ryzen.

Do lado da Intel, temos os modelos Celeron, Pentium e Core. Já que estamos falando em games, o indicado é começar com o terceiro da linha, apesar de alguns Pentium G trabalharem bem em jogos ou aplicações simples – que necessitam de 2 ou 4 threads. Outro detalhe é prestar atenção nos sufixos, no qual o U representa os processadores energeticamente econômicos, e o HQ ou H são mais voltados à performance. Além disso, existem também os modelos HK, que são mais propensos para o overclocking.

notebook para jogos

Transformando seu Notebook em um Videogame

Se você não está interessado em rodar os jogos com uma alta taxa de quadros, e quer focar na resolução – entre 30 e 60 frames – busque por processadores de entrada como um Intel Core i3 7300H, de 2,5 GHz. Versátil, além de fazer um Home Office de respeito, você terá uma fluidez considerável. Caso se depare com outros modelos que se encaixem em seu orçamento, opte por 4 núcleos reais, em vez de 4 threads.

Já do lado da AMD, temos o Ryzen 2700U, com 4 núcleos e 8 threads, sendo a velocidade de clock base em 2,2 GHz e 3,8 GHz em boost. O interessante é que sua arquitetura permite temperaturas baixas, o que dá margem para a produção de laptops mais finos, como o caso do Lenovo Ideapad 330S.

Desempenho e Longevidade

Sabemos que combinar um ótimo processador com uma placa de vídeo dedicada em notebooks é para poucos, mas se você busca uma maior longevidade em seu equipamento, já investir em um Core i7 – Intel Core i7 7920HQ, 7820HK, 7820HQ ou 7700HQ, por exemplo – pode ser o ideal.

Apesar dos preços serem extremamente caros, este processador dará conta de rodar seus jogos em uma alta taxa de quadros – acima dos 60 – ou seja, busque por uma tela que permita uma atualização maior que o padrão. Outra dica é: caso esteja procurando por uma máquina que rode jogos de mundo aberto, como um Red Dead Redemption 2, não economize e faça a melhor escolha!

Onde devo armazenar meus jogos? 

Sabemos que hoje em dia os jogos estão cada vez maiores, alguns passando até mesmo dos 100GB. Mas também sabemos que os notebooks munidos de um HD de 5400RPM são extremamente lentos na inicialização dos aplicativos – uma forma de conter o superaquecimento.

Logicamente, pensamos que a melhor saída para um notebook gamer seja o SSD – no mínimo um de 120 GB para o sistema operacional e seu MOBA favorito. Caso não tenha a possibilidade de arcar com um sistema de armazenamento maior, a dupla SSD + HD pode ser uma opção. Entretanto, considere sempre adquirir um SSD mais potente, seja SATA ou M.2.

Menos Travamentos = Mais Memória

Esquece aquele modelo com i7 e 4 GB de RAM. Sabemos que é tentador. Mas Esquece! Hoje em dia, principalmente para quem busca um notebook gamer, está praticamente impensável um sistema com apenas 4 GB, mesmo que tenha uma tecnologia DDR4.

Opte por configurações de pelo menos 8 GB, e caso pretenda usufruir de jogos mais pesados e de mundo aberto, cenários com 12 GB ou 16 GB são os mais indicados. Já os modelos com 32 GB ou mais são indicados para usuários do setor da Arquitetura, Animação, entre outros. Por ora, para os gamers (mesmo os que buscam o 4K), este tipo de configuração é um desperdício – com raríssimas exceções.

Mobilidade 

Quem busca um notebook gamer já está preparado para seu alto custo – pela sua entrega de desempenho. Entretanto, muitas vezes esquecemos da flexibilidade e mobilidade ao utilizar a máquina.

Design, cores, leds são sempre atraentes, e logo de cara a primeira coisa que nós vemos. Mas é importante frisar a qualidade de dissipação de calor e da resistência de sua carenagem. Não queremos aqueles estufamentos indesejados durante a jogatina, não é mesmo?

Na sequência, preze por uma boa bateria. Mais do que a informação de fábrica, é importante ver relatos de outros usuários e análises na internet. 

Em terceiro, e caso lhe incomode, tem o fator  peso e tamanho. Se você é do tipo de pessoa que leva o notebook para todo o canto, é importante atentar-se neste quesito. Caso jogue em cima de uma mesa ou plataforma, este tópico pode ficar um pouco de lado – o que deve dar uma boa economia.

notebook anime girl

Periféricos e Detalhes

Quando jogamos, muitas vezes o processador e a placa de vídeo estão trabalhando muito próximo do poderio total, o que acaba gerando maiores temperaturas e consumo de energia.

Uma base para Notebook pode propiciar – além de conforto – uma jogatina com mais performance, pois, quão menor a temperatura da sua placa, maior vai ser a velocidade de clock, o que significa uma melhor performance.

Pensando nisso, modelos simples com várias ventoinhas já conseguem aliviar um pouco da temperatura, como os produtos da Multilaser WARRIOR, ou outros mais parrudos como o Cooler Master Ergostand IV.

Para quem tem espaço e quer maior produtividade, ergonomia e distância entre tela e usuário, um teclado externo pode ser uma boa pedida. Como estamos falando em um equipamento para jogos, a tendência é optar por modelos mecânicos para maior precisão e durabilidade.

Em relação ao mouse, talvez um dos periféricos mais importantes para o gamer, a necessidade é inteiramente pessoal, já que o custo x benefício é relativo ao tipo de jogo que busca, da pegada e do nível de sua casualidade. Indicamos modelos de marcas já estabelecidas no mercado nacional, como a Cooler Master, HyperX, Razer e Logitech.

Pronto para a jogatina no Xbox Game Pass?

Com toda essa ajuda, o hardware de sua máquina estará pronto para uma boa jogatina! Mas, por onde começar?

Sabemos que o universo dos games é vasto e conta com muitas plataformas, a exemplo do Xbox Game Pass, que muita gente não sabe, mas já está disponível no Brasil e para Windows 10. Como funciona?

É um sistema de assinatura no qual você terá acesso a uma grande biblioteca de games – ainda não tão grande quanto a do console – por apenas R$ 1,00 no primeiro mês e depois R$ 13,99. Para exemplo, alguns dos jogos disponíveis até o momento:

  • Final Fantasy XV
  • Wolfenstein Youngblood
  • Forza Horizon 4
  • Gears 5
  • Metro Exodus
  • Rage 2
  • Recore
  • Ori and the Blind Forest
  • The Outer Worlds
  • Moonlighter

xbox game pass

Está preparado para sua compra? Já sabe  como escolher um notebook para jogos? Com todas essas dicas, você vai conseguir jogar os principais games de computador e ainda ter performance para uma infinidade de aplicativos em sua máquina.