j allen brack
Imagem Divulgação
Anúncio

Após o processo do Estado da Califórnia contra a Activision Blizzard em relação à discriminação e assédio sexual no ambiente de trabalho, J. Allen Brack anunciou nessa terça-feira (03) que deixará a presidência da empresa para “buscar novas oportunidades”.

J. Allen Brack foi apontado no processo como ciente e omisso em relação ao assédio perpetrado por funcionários contra as mulheres da empresa – em especial, as condutas de Alex Afrasiabi, então Senior Creative Director da Blizzard Entertainment.

Com isso, Jen Oneal e Mike Ybarra foram apontados como “co-líderes” da Activision Blizzard, trazendo, em comunicado, que ambos estão “fortemente comprometidos com todos os nossos empregados; para trabalhar adiante a fim de garantir que a Blizzard é o local de trabalho mais seguro, mais acolhedor possível para mulheres”.

Enquanto isso, a Blizzard sofre outra grande perda com o anúncio, nessa segunda-feira (02), da saída de Craig Morrison – Principal Designer da empresa. Responsável por diversos trabalhos em World of Warcraft desde 2013, Morrison era, recentemente, Principal Designer das expansões Shadowlands e Burning Crusade Classic.

O processo judicial contra a Activision Blizzard demorará para alcançar um desfecho – enquanto isso, poderemos observar quais atitudes a empresa tomará para conter os danos, principalmente à própria imagem. Quanto à co-liderança de Oneal e Ybarra, somente saberemos se cumprirá o prometido nos próximos anos de gestão.

Caso queira entender melhor sobre o processo – o que está sendo alegado e quais as repercussões até o momento – temos uma matéria completa no site, que você pode encontrar clicando aqui!

Anúncio
Anúncio