sony_crunchyroll
Anúncio

O site The Information reportou nesta quarta-feira (12/08) que a empresa AT&T fez uma proposta de venda da Crunchyroll para a Sony por US$1.5 bilhões (aproximadamente R$8.1 bilhões), citando “três pessoas familiarizadas com a situação”. Entretanto, a Sony “recusou” o preço, que  avalia efetivamente o serviço de streaming em US$500 (aproximadamente R$2720) por assinante. De acordo com “outra pessoas familiar com o assunto”, a AT&T anteriormente avaliou a Crunchyroll pelo equivalente a US$400 (aproximadamente R$2176) por assinante.

O site The Information comenta que as discussões podem mostrar “a disposição da AT&T de vender recursos valiosos para reduzir sua dívida de US$151 bilhões (aproximadamente R$821 bilhões)”. O site informou em maio que a WarnerMedia, uma subsidiária da AT&T, estava considerando vender a Crunchyroll. No entanto, a WarnerMedia supostamente tomou a decisão de permitir que seu novo CEO Jason Kilar, que assumiu a função em maio, “avaliasse o negócio e a estratégia”.

A Sony Pictures Television e a Aniplex consolidaram três empresas de aquisição e distribuição de anime de propriedade da Sony – Funimation com sede nos Estados Unidos, Wakanim com sede na França e Madman Anime Group com sede na Austrália – em uma empresa comum, em setembro. A Sony Pictures Television Networks adquiriu uma participação majoritária na Funimation por US$143 milhões (aproximadamente R$777 milhões) em 2017. A Funimation encerrou sua parceria de compartilhamento de conteúdo com a Crunchyroll em novembro de 2018 e assinou um acordo de streaming de primeira vista com a Hulu.

A Crunchyroll passou dos três milhões de assinantes e dos 70 milhões de usuários registrados no dia 28 de julho. O serviço de streaming alcançou mais de dois milhões de assinantes em outubro de 2018 e mais que um milhão de assinantes em fevereiro de 2017.

Em 2006 a Crunchyroll surgiu como um serviço de streaming de animes sem autorização. O site obteve US$4,05 milhões (aproximadamente R$22,03 milhões) no seu primeiro financiamento de Venrock e começou a licenciar títulos para streaming em 2008.

O Grupo Chernin adquiriu uma participação majoritária na Crunchyroll em Dezembro de 2013. O Grupo Chernin e a AT&T formaram a empresa conjunta Otter Media em 2014, e a Otter Media investiu mais US$22 milhões (aproximadamente R$119,6 milhões) na empresa mãe da Crunchyroll, Ellation, em novembro de 2015. A AT&T anunciou então, em agosto de 2018, que adquiriu toda a Otter Media.

Crunchyroll e Viz Media Europe fecharam negócio para que a Crunchyroll se tornasse a proprietária majoritária do Viz Media Europe Group em dezembro do ano passado. Sendo asism, as empresas anunciaram o acordo em setembro de 2019. A Viz Media Europe SAS (Société par Actions Simplifiées ou Sociedade Anônima Simplificada) anunciou em abril que mudou o seu nome para Crunchyroll SAS.