Anúncio

A Netflix finalmente atendeu os pedidos de diversos fãs de livros. A Seleção, primeiro livro da coleção da autora Kiera Cass, vai virar filme. Publicado em 2012, o livro se passa numa distopia futurística onde as pessoas de Iléa são divididas em oito castas. O príncipe de Iléa, Maxon Schreave, está procurando uma noiva e sempre que há um novo príncipe no trono há a Seleção, evento no qual 35 garotas de diferentes castas competem pela mão do futuro rei e pela chance de virar rainha e mudar de casta.

America Singer é da casta 5 e quando é escolhida para participar da Seleção se sente relutante, mas ao saber que sua família receberia dinheiro caso fosse, America aceita. Dentro do castelo e no meio de diversas meninas e realidades diferentes, a autora trabalha com busca por poder, desigualdade social e, é claro, romance.

Haifaa Al-Mansour é uma diretora da Arábia Saudita que estourou em 2012 com o filme Wadjda que garantiu a ela uma aclamada crítica e a nomeação de Best First Feature no festival Indie Spirit.

“Nós estamos ansiosos em trabalhar com a Netflix e trazer esses amados livros a vida para fãs tão apaixonantes e leais. A autora Kiera Cass criou uma fantasia cativante com uma mensagem de empoderamento e autenticidade que é mais do que relevante nos dias de hoje”, afirma Denise Di Novid, produtora do filme.

As únicas informações divulgadas até agora pela Variety e pela Netflix é que Di Novid e a produtora de Divergente, Pouya Shahbazian irão produzir o filme e Margaret French Isaac será a produtora executiva, continuem acompanhando nossas matérias para mais notícias.