Anúncio

Fala galera! Vamos com mais um artigo de expectativas da temporada, trazendo o “Termômetro”, que cabe ao redator dar suas opiniões em apenas um (1) parágrafo do anime tão aguardado, nesta que é a Temporada de Outono 2020, ou a Temporada de Outubro dos Animes. Muitos deles estão disponíveis na Crunchyroll e colocamos um link logo abaixo para você já assistir – caso tenha estreado.

Neste termômetro participaram: Baraldi, Eriki, Doka e Gonzaga.

Adachi and Shimamura

Gonzaga (+1): Com elenco de peso nas vozes das personagens, um roteiro adaptado da light novel e uma animação bacana, Adachi to Shimamura vai cair no gosto de muita gente. A receita é simples: Slice of Life e Romance Escolar.

Sinopse: A história foca em duas alunas do ensino médio, Adachi e Shimamura, que passam o tempo a jogar ténis de mesa no ginásio da escola, ou a falar sobre a sua série de TV favorita ou comida, enquanto pensam uma sobre a outra.


Akudama Drive

Gonzaga (+1): Eis uma produção original com toques de Sci-Fi para a temporada. Akudama Drive pelos trailers promete muita pancadaria, um designer de personagens pra lá de encantador e um elenco fantástico a ponto de termos um personagem interpretado por Takahiro Sakurai. Valha-me Deus, mas esse homem tem uma voz que dá um tcham em todos os personagens que ele interpreta.

Sinopse: A história acompanha os países “Kantō” e “Kansei” que por sua vez tiveram uma guerra que dividiu o mundo. Mas no final da guerra, Kansei se tornou um vassalo para Kantō. No entanto, o governo e a força policial de Kansei declinaram e o crime se tornou desenfreado. Os criminosos são chamados de “Akudama”.


Dogeza de tanondemita

Eriki (0): Toda temporada tem que ter aquele anime de gosto duvidoso para manchar ainda mais a nossa nada boa imagem. Quem já caiu nesse buraco e viu que ecchi simplesmente virou rotineiro poderá ver essa intrigante série sobre um homem que larga toda a dignidade e se prostra no chão implorando por uma visão de… calcinhas… pois é. Zero Dignidade. Vida de otaku (também) é isso.

Sinopse: O personagem principal Dogesuaru, que quer ver as garotas safadas, tem um último recurso para convencê-las. Ou seja, rastejar na frente deles. Com a intenção de ter seus pedidos lascivos ouvidos, ele persevera na reverência. As heroínas são frequentemente surpreendidas, envergonhadas e confusas por sua ação repentina. Existe algo impossível antes do dozaza ?! As garotas vão mostrar a ele o lado arrogante ?!


Dragon Quest: The Adventure of Dai

Gonzaga (+1): Eu tinha poucos meses de vida quando em setembro de 1993 foi lançada a animação de Dragon Quest no Japão – conhecido no Brasil como Fly e exibido pelo SBT a animação teve 46 episódios e só agora em 2020 é que ganhou um remake. Eu estava sempre atento aos anúncios e quando soube que realmente ia ser exibido, não tardei em colocar no termômetro.

Sinopse: Há muito tempo, o mundo era ameaçado pelo Lorde das Trevas Hadlar, mas um bravo espadachim se sagrou herói ao restaurar a paz ao lado de seus companheiros. Livres do controle do Lorde das Trevas, os monstros passaram a habitar Delmurin, uma ilha solitária no Mar do Sul. Dai é o único humano da ilha, e vive em paz entre os monstros, mas sua vida muda completamente com a ressurreição de Hadlar. Dai então parte numa missão para salvar o mundo, conhecendo novos professores, colegas e o seu próprio destino: voar por terras distantes e ser um herói de verdade!

ASSISTA AGORA NA CRUNCHYROLL


Golden Kamuy 3rd Season

Eriki (+2): Assistir Golden Kamuy era uma promessa antiga já; ele era muito bem recomendado pela sua história, mas seu fogo de After Effects e seu urso absolutamente mal feito me espantavam. Aprendi a superar isso e fui presenteado com uma das melhores histórias já feitas sobre uma das regiões do Japão mais desconhecidas para o grande público, que é Hokkaido. Essa terceira temporada é aguardadíssima e se você quer saber o porquê, é só chegar mais que o tio aqui explica.

Gonzaga (+2): Golden Kamuy é aquela animação que atiça a sapiência de todo estudante de Letras, de todo Linguista ou amante de línguas. É uma das obras mais ricas em cultura ainu e linguagem. A expectativa? É tão alta que a Vera e o Erick – amigos de redação – sabem do que eu estou falando.

Sinopse: Esta história se passa nos campos nortenhos de Hokkaido, durante a turbulenta Era Meiji. Sugimoto, um soldado que sobreviveu à Guerra Russo-Japonesa e ficou conhecido como “”O Imortal,”” precisa de uma grande quantia de dinheiro… Sonhando fazer fortuna do dia pra noite durante a Febre do Ouro de Hokkaido, Sugimoto encontra um mapa de tatuagens nas costas de fugitivos da Prisão Abashiri, que pode levar a um tesouro secreto! As magníficas paisagens de Hokkaido, fugitivos violentos e Asirpa, uma garota Ainu cheia de pureza!! Começa uma batalha de sobrevivência pelo tesouro escondido!

ASSISTA AGORA NA CRUNCHYROLL


Haikyuu!!: To the Top 2nd Season

Baraldi (+2): Não têm muito o que falar, apenas sentir. O melhor anime de esporte da última década está de volta! O retorno de Haikyuu é a boa notícia que os otakus precisavam e o hype é impossível de segurar, não só por causa do adiamento que tinha ocorrido como nesse meio tempo aconteceu o arco final no mangá, e do jeito que foi seu final, só engrandece o anime e nosso hype por essa obra. Este é o nosso momento!

Sinopse: Depois de perderem para o Aoba Jousai no intercolegial, o time de voleibol do Colégio Karasuno está se empenhando ao máximo rumo ao torneio de primavera. Por isso, foi decidido que eles irão a Tóquio para um treinamento intensivo de amistosos contra Nekoma e demais times fortes da região de Touhoku. No meio de um treino de resistência, Hinata e Kageyama acabam correndo mais do que deviam e se perdem, encontrando uma pessoa inesperada no caminho..

ASSISTA AGORA NA CRUNCHYROLL


Higurashi: When They Cry – New

Doka (+2): Essa é a segunda adaptação animada da Visual Novel de mesmo nome. Como uma fã do jogo, e da primeira animação, é um dos meus títulos mais antecipados. Eu adorei os novos designs e estou pronta para o melhor do AmorzinhoxGore que só Higurashi pode entregar.

Gonzaga (+1): Eu torço o nariz quando o assunto é animações adaptadas de visual novel, mas essa me chamou a atenção não só pelo gênero, mas por se tratar de um remake. Em temporadas passadas, eu sentia falta de um bom thriller e os trailers da animação despertaram certo interesse. Por que não?

Sinopse: Keiichi Maebara acaba de se mudar para a pacata vila de Hinamizawa no verão de 1983 e rapidamente se torna amigo inseparável das colegas Rena Ryuuguu, Mion Sonozaki, Satoko Houjou e Rika Furude. No entanto, a escuridão se esconde sob a vida de aparentemente tranquilidade que eles levam.


Ikebukuro West Gate Park

Eriki (+1): Ao que dá a entender, Ikebukuro se passará no momento mais hardcore do submundo do crime no Japão. Porradaria entre gangues, yakuza maluco, coisa que tem muito em filme e em vídeo-game (olá Yakuza!) mas que em anime já fazia uma certa falta. Se o anime seguir a premissa em sua sinopse, vai ser bem bacana.

Gonzaga (+1): Outro estúdio que também está com duas animações numa mesma temporada e particularmente me encanta com todo o trabalho de designer de personagens é o Doga Kobo. Eu vi os trailers e de imediato reconheci os traços e de quem pertenciam. IWGP como é popularmente conhecido traz muitos elementos das ruas e isso me lembra vagamente o universo de Durarara!!, embora este último tenha tanto personagem que a atenção tem de ser dobrada. Outro ponto importante é que a banda The Pinballs (Quem se lembra da abertura de Junji Ito Collection?) vai dar música a animação.

Sinopse: Ikebukuro West Gate Park é um drama urbano que se passa no elegante bairro de Ikebukuro em Tóquio. A história gira ao redor de Mokoto, um dos membros da gangue G-boys. Mokoto, normalmente hábil em contornar situações difíceis e manter seus amigos fora de perigo, é obrigado a lidar com mais do que ele pode aguentar. Sua nova namorada acaba de ser assassinada e uma guerra por território está aumentando a tensão entre gangues rivais.


I’m Standing on a Million Lives

Gonzaga (0): Um isekai que promete trazer um conceito diferente do que muitos propõem, um herói que odeia a cidade em que vive e um mundo onde se você bater as botas, bateu de verdade. Fiquei um bom tempo pensando se seria uma nova proposta ou só mais uma balela pra pegar a gente.

Sinopse: Yusuke Yotsuya, um aluno do fundamental distante e racional, é transportado para um mundo paralelo similar a um videogame. Ao lado de suas colegas de classe Iu Shindo e Kusue Hakozaki, ele é obrigado a encarar uma perigosa missão. Yusuke é frio e calculista, examinando cada situação sem se deixar levar pelas emoções, muitas vezes brincando com a vida de seus companheiros. Será que ele conseguirá proteger seu grupo dos monstros, armadilhas e esquemas que os ameaçam, e enfim vencer o jogo?

ASSISTA AGORA NA CRUNCHYROLL


Is It Wrong to Try to Pick Up Girls in a Dungeon? (DanMachi)

Gonzaga (+1): Um dos grandes nomes na temporada volta com as aventuras do menino Bell, mas pra falar a verdade eu estava com saudades era da Hestia que, aliás, traz a voz da fofa da Inori Minase – a Rem em Re:Zero -. DanMachi ainda continua sendo aquela obra que me deixa eufórico pela inteligente mistura de Deuses numa única história.

Sinopse: Baseado na light novel de mesmo nome escrita por Fujino Omori e ilustrada por Suzuhito Yasuda, Dungeon ni Deai o Motomeru no wa Machigatteiru Darou ka se passa no mundo de Orario, onde aventureiros se unem para caçar tesouros em labirintos subterrâneos conhecidos como Dungeon. No entanto, para Bell Cranel, fama e dinheiro estão em segundo plano; o que ele mais quer encontrar, na verdade, são garotas! Mas ele logo descobre que dentro de uma Dungeon tudo pode acontecer e, no fim, ele que acaba sendo a donzela em perigo!

ASSISTA AGORA NA CRUNCHYROLL


Is the Order a Rabbit?

Eriki (+2): O final boss das garotas fofas fazendo coisas fofas, GochiUsa vem desde 2011 entregando sorrisos com sua cidadezinha tão bem decorada de cafés por todo o canto, onde a Rabbit House é a estrela do show. Cocoa, Chino e suas amigas seguem em mais uma temporada trabalhando na cafeteria dos coelhos e se metendo em situações cômicas. Esse será O moe não só de outono, mas do ano!

Sinopse: Kokoa chega à sua nova cidade na primavera para começar seus estudos no ensino médio, mas ela se perde e acaba entrando em um café chamado “Rabbit House”, que acaba virando o lugar onde ela irá morar. Todas as pessoas de lá são tão fofinhas: a pequena, porém adorável Chino, a soldado Lize, a gentil japonesa Chiyo e a sofisticada porém realista Sharo. Elas se juntam às colegas de classe de Chino, Maya e Megu, e ao fiel cliente do café, Sr. Aoyama. Tudo é tão fofinho todos os dias no Rabbit House

ASSISTA AGORA NA CRUNCHYROLL


Iwakakeru -Sport Climbing Girls-

Baraldi (-1): Só pelo trailer já te cativa pela curiosidade, um anime de escalada não é algo que se vê todo dia. Admito estar tentado a assistir, mas com hype negativado, pois espero que não seja o que estou pensando. Um anime de esporte com várias garotas de roupa curta escalando uma parede e não conseguir ver nada ecchi no trailer, vou dar uma chance – pois vai que funcione a ideia e consiga impressionar com algo simples e divertido.

Eriki (+1): Iwa Kakeru é um anime que agrada a gregos e troianos. Você quer esporte? O anime vai te mostrar desde o primeiro episódio a riqueza da escalada esportiva. Você quer… esporte [( ͡° ͜ʖ ͡°) ] , pode crer que terá. Afinal, garotas bem torneadas tem um baita nicho, quando não serve de inspiração para alguém começar a malhar (olá Dumbbell!). Seja de uma forma ou de outra, Iwa Kakeru é sério em sua paixão pelo seu esporte, além de oferecer um olhar criativo sobre o mesmo.

Gonzaga (+1): Eu sempre estou aberto a sugestões e novas experiências e desde Dumbbell Nan Kilo Moteru? – animação sobre musculação e fisiculturismo – qualquer coisa diferenciada é aceito, ainda mais uma animação sobre escalada de competição. Eu não conheço outros trabalhos do estúdio BLADE e provavelmente irei procurar mais informações sobre o mesmo.

Sinopse: Escalada é um esporte que exercita tanto o corpo quanto a mente. Kasahara Konomi, mestre de charadas, descobre que sua escola tem uma parede de escalada e enxerga nela um colorido quebra-cabeças. Este acaso do destino vai mudar profundamente a vida da Konomi! Acompanhe a jornada de Konomi rumo ao topo, com suas colegas do Clube de Escalada do Colégio Feminino Hanamiya!

ASSISTA AGORA NA CRUNCHYROLL


Jujutsu Kaisen

Doka (+1): Um dos queridinhos da temporada, eu estou bem animada desde que tive a oportunidade de ler o primeiro volume do mangá. Os trailers até agora só aumentaram a ansiedade, e com uma temporada de 24 episódios, eu só espero o melhor desse título.

Gonzaga (+1): O MAPPA está com tudo, três animações numa mesma temporada não é pra qualquer um. Jujutsu Kaisen estréia numa temporada de grandes nomes como Shingeki no Kyojin, Haikyuu!, Golden Kamuy e Dungeon ni Deai wo Motomeru no wa Machigatteiru no Darou ka. Será que no meio de tanta animação de peso no nome, a adaptação do mangá de mesmo nome vai se sobressair?

Sinopse: Sofrimento, arrependimento, vergonha: os sentimentos negativos dos humanos tornam-se Maldições, causando terríveis acidentes que podem levar até mesmo à morte. E pra piorar, Maldições só podem ser exorcizadas por outras Maldições. Certo dia, para salvar amigos que estavam sendo atacados por Maldições, Yuji Itadori engole o dedo do Ryomen-Sukuna, absorvendo sua Maldição. Ele então decide se matricular no Colégio Técnico de Feitiçaria de Tóquio, uma organização que combate as Maldições… e assim começa a heróica lenda do garoto que tornou-se uma Maldição para exorcizar uma Maldição.

ASSISTA AGORA NA CRUNCHYROLL


Kuma Kuma Kuma Bear

Doka (+1): Apelidado carinhosamente como “o anime baseado em mim mesma” essa animação promete ser mais uma daquelas que misturam vários elementos surreais com comédia e fantasia, fazendo com que a gente não tenha certeza do que está assistindo, mas não queira parar ao mesmo tempo.

Eriki (+1): Todo jogador de rpg uma hora ou outra já enfrentou esse dilema em sua vidinha: equipar um item bacana mas com stats ruins ou equipar um item brega de doer, mas beeeeem roubado. Kuma Kuma Kuma Bear parece ser uma história sobre isso. Como é começo de temporada e tudo parece interessante, vejamos se um anime sobre uma menina lutando em um roupão de ursinho pode ser algo divertido.

Sinopse: Yuna, uma menina de 15 anos, que começou a jogar o primeiro VRMMO do mundo. Ela ganhou bilhões de ienes em ações e limita-se a ficar em casa a jogar o jogo sem ir à escola. Mas o equipamento é tão embaraçoso que ela não pode usá-lo nem no jogo.


Maesetsu! Opening Act

Eriki (+1): Mais anime sobre comédia. Não, não de comédia; quero dizer, também, mas Maesetsu é um desses animes onde você acaba quebrando a quarta barreira e conhecendo um pouco sobre o mundo do entretenimento no Japão. Dessa vez, tal qual Joshiraku, somos apresentados a um grupo de garotas que pretendem trabalhar com comédia, algo como um stand-up que antecede programas televisivos, chamados de… Maesetsu. Curiosidade sobre este show está a mil!

Sinopse: O projeto centra-se em quatro meninas no auge de sua juventude, tentando realizar seus sonhos, mesmo quando lutam galantemente.


Moriarty the Patriot

Eriki (+1): A Production I.G, que já é sinônimo de anime bom por definição, já conseguiu um bom feito recentemente com Kabukichou Sherlock, uma mistura engraçada, mas muito bem executada, de um comediante de rakugou com Sherlock Holmes. Dessa vez, em mais uma adaptação do universo de Holmes para os animes, o protagonista da vez é o vilão, matemático e astrônomo, James Moriarty, arqui-inimigo de Sherlock. Yuukoku no Moriarty se passa na Inglaterra do século 19, muito bem ambientada visualmente e sonoramente, tudo em seus trailers tem sido bem chamativo para sua estreia.

Gonzaga (+2): Há tantas releituras sobre as obras de Sir Arthur Conan Doyle que muitos pensam o quão mais do mesmo isso é, porém, Yuukoku no Moriarty foge dessa mesmice e traz uma nova perspectiva quando Moriarty – o maior vilão das obras de Doyle – assume o papel de protagonista. Eu acompanho o mangá – lançado oficialmente no Brasil pela Editora Panini – e essa animação não poderia ter ficado de fora do termômetro.

Sinopse: Albert, filho mais velho do conde Moriarty, tem aversão ao sistema social enraizado no império. Tem início a história desconhecida do profes-sor Moriarty, o pior inimigo do famoso detetive Sherlock Holmes!


Noblesse

Doka (+1): Mais uma adaptação de Webtoon de sucesso. Noblesse é a continuação das OVAS Noblesse: The Awakening, e pretende adaptar em 13 episódios a segunda (e talvez terceira?) parte da Websérie. Eu tive meus problemas com o ritmo da websérie, mas estou esperando coisas extraordinárias do anime, e espero que as mudanças sejam para melhor.

Sinopse: Raizel awakens from his 820-year slumber. He holds the special title of Noblesse, a pure-blooded Noble and protector of all other Nobles. In an attempt to protect Raizel, his servant Frankenstein enrolls him at Ye Ran High School, where Raizel learns the simple and quotidian routines of the human world through his classmates. However, the Union, a secret society plotting to take over the world, dispatches modified humans and gradually encroaches on Raizel’s life, causing him to wield his mighty power to protect those around him…

ASSISTA AGORA NA CRUNCHYROLL


Ochikobore Fruit Tart

Gonzaga (+1): Quem me conhece, mas conhece mesmo, sabe que eu amo musicais, sim, tudo o que é relacionado à musical eu provavelmente já vi e revi. Ochikobore Fruit Tart – mesmo estúdio de Yahari Ore no Seishun Love Come wa Machigatteiru – promete entregar boas risadas e um musical de qualidade.

Sinopse: A história segue Ino Sakura, uma aluna do ensino médio que se muda para Tóquio com sonhos de se tornar um idol. Lá, ela vai morar em um dormitório para artistas conhecido como “Mouse Manor” e faz amizade com: Roko Sekino, uma atriz infantil anteriormente popular; Hayu Nukui, uma música; e Nina Maehara, uma modelo.


Taiso Samurai

Baraldi (+1): Muitos imaginam que devem ter animes de todos os tipos, um anime de ginática é algo que eu não imaginava existir, e muito menos me prender, alguns precisam de poucos pra ter um mínimo de curiosidade, e para mim foi a trilha sonora, se só isso me bateu a curiosidade, meu sentimento é de medo de ser algo ruim, só que não aparenta ser um anime do gênero shounen, podemos ter aqui algo muido mais lápidado em trama e diálogo do que grande ação em meio a competições, talvez explorem até um romance, só por poucos instantes, já me cativou em muitas possiblidades, mas o hype tá controlado para uma possível decepção.

Gonzaga (+1): Outra animação voltada para os esportes, mas com certa carga dramática no enredo e que promete entregar bons episódios e tirar algumas lágrimas das pessoas traz uma proposta interessante para quem quer algo além do simples foco esportivo. A piadinha do MAPPA pode até rolar aqui: Se não se encontrar, não tema, o MAPPA tem o mapa.

Sinopse: A história da série se passa no ano de 2002 na outrora poderosa equipe japonesa de ginástica. Shōtarō Aragaki, o ex-membro da equipe japonesa que dedicou sua vida à ginástica, não é mais capaz de competir com suas expectativas


Talentless Nana

Gonzaga (+2): Outro thriller que chamou minha atenção nessa temporada, mas diferente de Higurashi, esse eu acompanho o mangá. Eu venho comentando com o pessoal do Suco que essa animação vai surpreender muita gente e o estúdio trabalhou muito bem nos trailers da animação em relação à surpresa que a obra possui.

Sinopse: O ano é 20XX. O planeta Terra foi atacado por alguns monstros conhecidos como os “Inimigos da Humanidade”. Para lidar com essa ameaça, escolas especiais compostas de adolescentes com habilidades extraordinárias foram criadas ao mesmo tempo que esses adolescentes começaram a ser chamados de “Talentosos”, principalmente por possuírem habilidades que desafiam as leis da natureza/realidade. Entre esses indivíduos super-poderosos, estava um forasteiro, alguém que foi enviado para uma dessas escolas apesar de não possuir nenhuma habilidade especial, e nem nada do tipo. Esse é a história de nosso protagonista, que pretende derrotas os Inimigos da Humanidade com o uso de inteligência e manipulação.


The Day I Become A God

Gonzaga (+2): Se há um autor que consegue nos surpreender quando o assunto é contar histórias é Jun Maeda. Por quê? Lembrem-se de Angel Beats!, Clannad e Charlotte. Quem viu os trailers e prestou atenção já deve ter se tocado com o aviso de um dos personagens da animação que a coisa vai ser semelhante às outras obras do autor.

Sinopse: Hina, uma menina que desperta como um Deus, prenuncia o “fim do mundo”. Então, ela escolhe um jovem solitário como o companheiro que passará seu tempo com ela até o fim. 


TONIKAWA: Over The Moon For You

Gonzaga (+1): Nada como uma comédia romântica depois de um dia de expediente infernal. Acompanho o mangá faz um bom tempo e até hoje – ainda continua lançando capítulos – ele me traz a sensação de leitura leve, contudo, espero que a adaptação para animê consiga realizar o mesmo.

Sinopse: A comédia sobre a vida de casados criada por Kenjiro Hata, autor de “Hayate the Combat Butler”, é finalmente adaptada para anime! Após um encontro com a misteriosa Tsukasa, Nasa Yuzaki se apaixona à primeira vista. Nasa decide se declarar pra garota, mas ela responde: “Só vou sair com você se a gente se casar.” Assim começa a vida cativante e amorosa destes dois recém-casados!

ASSISTA AGORA NA CRUNCHYROLL


Sleepy Princess in the Demon Castle

Eriki (+1): Vocês já se perguntaram o que a Princesa Peach fazia enquanto ficava presa no castelo do Bowser, esperando o Mario chegar para resgatá-la? Maoujou de Oyasumi conta uma história mais ou menos do tipo. Temos Kaymin, uma princesa raptada e sem nada pra fazer em seu cativeiro. O que resta? Tirar um sono. Mas a pobre princesa nem isso consegue, insone do jeito que é. Como irá funcionar essa comédia? A premissa esquisita me deixa ansioso por essa estreia.

Gonzaga (+1): Se o trailer de uma animação do gênero comédia lhe faz rir, atente-se por que você vai rir muito com muito mais do que alguns minutos. Lembro que na época os trailers de Gugure! Kokkuri-san, Mahoujin Guruguru e KonoSuba me tiraram boas risadas e consequentemente – na minha seleção pessoal – estão entre os meus favoritos.

Sinopse: O estilo de vida luxuoso da princesa Syalis está causando estragos no orçamento do Castelo Demoníaco. Quando o Rei Demônio reduz as despesas para que ela não seja mais mantida com as mordomias que está acostumada, a princesa precisa encontrar outras estratégias para satisfazer seus gostos extravagantes.


The Journey of Elaina

Eriki (+2): Num mundo aonde ficções cada vez mundanas deixam a imaginação cair num deserto, animações fantásticas como Majo no Tabitabi são como colírio para os olhos, assim como foi Mahoutsukai no Yome, ou Somali to Mori no Kamisama. Há algo de intrinsecamente belo e valioso em si mesmo no fantástico e não é diferente nesta história sobre um mundo de bruxas. Este anime muito bem animado conta a história de Elaina, A Bruxa das Cinzas. Uma jovem prodígio que sonha em viajar mundo afora como uma bruxa, conhecendo lugares e pessoas novas. O mais lindo da temporada para mim até agora.

Gonzaga (+2): Desde o remake de Kino no Tabi –The Beautiful World– The Animated Series em 2017 eu não via uma animação com foco nas aventuras de uma personagem e eu sentia falta disso. A adaptação de Majo no Tabitai – Wandering Witch: The Journey of Elaina me proporcionou esse prazer e como venho acompanhando a light novel a algum tempo, estava ansioso pela exibição do animê. Fiquei um pouco triste com o adiamento de Fumetsu no Anata e – animação semelhante à Majo no Tabitai – para o ano que vem, mas felizmente poderei ver as aventuras da pequena bruxa Elaina.

Sinopse: Um país que apenas aceitava mágicos, um gigante amante de seus próprios músculos, uma princesa deixada sozinha no país em ruínas, e claro temos a história da própria bruxa – que levava dessas pequenas histórias grandes lembranças.


Yashahime: Princess Half-Demon

Doka (+2): A continuação espiritual de InuYasha que pretende trazer a história das filhas do Sesshomaru e InuYasha em uma aventura pelo Japão Feudal. O meu mais esperado dessa temporada, com expectativas lá nas alturas.

Eriki (+1): Continuação de Inuyasha, algum de nós esperava por isso? Jamais. Estamos agradecidos por isso? Completamente! Com um episódio já no ar até o momento, tudo o que tenho a dizer, apesar de todas as expectativas nostálgicas é: cuidado. A história é nova, os personagens são novos, então é bom tomar cuidado para o hype da nostalgia não acabar fazendo com a gente espere de Yashahime além da conta.

Sinopse: As filhas de Sesshoumaru e Inuyasha partiram em uma jornada que transcende o tempo! No Japão Feudal, os gêmeos meio-demônios Towa e Setsuna são separados um do outro durante um incêndio na floresta. Enquanto procura desesperadamente por sua irmã mais nova, Towa vagueia por um túnel misterioso que a envia ao Japão atual, onde ela é encontrada e criada pelo irmão de Kagome Higurashi, Souta, e sua família.Dez anos depois, o túnel que conecta as duas eras foi reaberto, permitindo que Towa se reunisse com Setsuna, que agora é um Demon Slayer trabalhando para Kohaku. Mas para o choque de Towa, Setsuna parece ter perdido todas as memórias de sua irmã mais velha. Junto com Moroha, filha de Inuyasha e Kagome, as três jovens viajam entre as duas eras em uma aventura para recuperar seu passado perdido.

ASSISTA AGORA NA CRUNCHYROLL


Como funciona o grau de hype do Termômetro? 

  • (-2) Morrendo
    Este estágio aqui é próximo do abandono da série. Não se surpreenda se ela não estiver no próximo termômetro. Sabe quando você vê aquela série e não sabe do porquê continua vendo? Ou aquela série que você tem vergonha de contar para os seus amigos? *Ok, se for aquela série que ficou “ruim” sóóó na sétima temporada… damos um desconto.
  • (-1) Tá ruim, mas tá bão!
    Tem episódio que até dormimos no meio e aí temos que colocar ele depois de acordarmos. É a típica série que você assistiu no impulso e por ter um TOC — tipo o meu — não consegue largar antes do fim. *Esta também, é daquelas que tá sempre na corda bamba pra cancelar.
  • (0) Chove e não molha
    Esta é aquela série que poxa, tem uns episódios bem “bosta”, mas não há nenhum motivo de dropar. Normalmente é aquele naipe: “Ah, assisto porquê gosto da história; de tal personagem; de tal plot; da ideia. Ou o pior: A trilha sonora é legal :v”
  • (+1) #Quero #SóVem
    Acompanhamos semana a semana, e TEMOS que assistir no dia que o episódio saiu para comentar com os amigos. Normalmente, é aquele típico gênero que você costuma ver.
  • (+2) Desisto da vida, mas não desisto dela :v
    Tem série que cativa de tal maneira que O.O’ Este nível aqui, é daqueles que varamos a madrugada, daquelas em que recebemos o alerta do Netflix “vá ler um livro” por assistir muitos episódios seguidos. Do tipo: “Em um relacionamento sério”.

As Cinco Mais Aguardadas

  • Golden Kamuy 3rd Season +4
  • The Journey of Elaina +4
  • Higurashi: When They Cry – New +3
  • Moriarty the Patriot +3
  • Yashahime: Princess Half-Demon +3