Anúncio

Em mais um guia aqui do Suco de Mangá, e com os recentes lançamentos da NVIDIA e AMD, seja em processador ou placa de vídeo, as dúvidas na hora de fazer um upgrade na sua máquina acabam vindo à tona, e nada mais propício do que investir nesta Black Friday para começar 2021 a todo vapor – e rodando todos os jogos que você quiser!

Para quem não está tão habituado com  esses termos do universo do hardware, tente imaginar o processador como o cérebro da sua máquina, enquanto que a placa de vídeo é todo o sistema ocular e visão de seu corpo. É uma assimilação fácil de fazer, né? Então sem mais delongas, vamos ao que interessa!

Já está na hora de você fazer um upgrade?

Primeiro, a pergunta que você deve ter em mente é quando fazer seu upgrade. Apesar de parecer simples, nem sempre é tão fácil identificar que seu equipamento está começando a ficar obsoleto. Placas e componentes novos aparecem no mercado ano a ano, e não diferente é com os processadores e placas de vídeo.

Caso você tenha um perfil mais gamer, a primeira questão é de quando aquele jogo que você quer jogar roda com uma baixa taxa de quadros e/ou exige que você abaixe a qualidade gráfica. Além disso, outro fator que leva a se considerar o upgrade de sua máquina é quando ela começa a apresentar instabilidade, seja por superaquecimento, travamentos ou até mesmo queima de dispositivos. Neste último, costuma-se fazer a troca à força, inevitavelmente.

Com isso em mente, tenha ciência dessas duas possibilidades:

  1. A tecnologia avança muito rápido e às vezes é necessário fazer a troca de vários componentes disponíveis – ou até todos. Normalmente, isso acontece quando sua máquina já conta com seus 4 anos ou mais, e em um caso desses, um simples upgrade de processador e placa de vídeo não faz mais sentido pelo custo x benefício.
  2. Se o seu equipamento possui uma longevidade maior – e o foco deste artigo – aí sim você consegue garantir uma sobrevida ao seu PC. Um exemplo é você ainda possuir um processador robusto com pelo menos 4 núcleos e uma placa de vídeo pelo menos da série 1000 da NVIDIA.

Desempenho vs. Cinemático

Hoje em dia é possível dividir o público gamer em dois grandes grupos: dos que buscam maior desempenho e dos que almejam mais qualidade gráfica, o dos “cinemáticos”. Tendo em mente esses dois perfis, podemos delimitar qual componente priorizar no momento de fazer um upgrade.

Para quem busca estar diante das mais novas tecnologias de streaming, resoluções mais altas, performance em renderização de vídeos e opções gráficas avançadas, a placa de vídeo é sua principal escolha. Um exemplo é quanto ao Ray Tracing, disponível nas linhas RTX da NVIDIA e nas RX 6000 da AMD: uma tecnologia desenvolvida por mais de dez anos e que cria melhores efeitos de luz, reflexos e torna os jogos ainda mais realistas. Vale lembrar que essa tecnologia já estava disponível na indústria das animações, mas contemplar o usuário de PC com essa tecnologia em tempo real em um jogo era uma limitação técnica até pouco tempo atrás.

Do lado desempenho da Força, temos o processador como principal força motriz da sua máquina, já que é ele que propiciará altas taxas de quadros em seu jogo – algo essencial em títulos de FPS e cenário competitivo no eSports. Ressaltamos que, para esse público, um cuidado com os periféricos como monitor de alta frequência (120Hz, 144Hz, ou superior), teclados mecânicos e mouses de rápida resposta proporcionam maior fluidez em combinação com o que é exibido.

Processador ideal para suas necessidades

Com a alta do dólar e a instabilidade do mercado de hardware no país, a escolha por um processador que caiba em seu bolso pode se tornar penosa. O que devemos ter em mente é qual patamar queremos chegar, seja com base no que você queira jogar ou com o que trabalhar.

Para quem precisa economizar, a melhor opção de entrada fica com o Intel Core i3-9100F, um processador com 4 núcleos e 4 threads, uma boa opção para jogos mais leves, alcançando margens próximas (para mais ou para menos) dos 60 quadros por segundo.

Já na linha por maior estabilidade para quem usufrui multitarefas em seu windows, o AMD Ryzen 3 3100 é uma boa escolha e dificilmente travará quando você abrir mais abas em seu navegador ou deixar programas em segundo plano enquanto joga. Sabe aquele “Alt+TAB” ágil? Então, esse é um modelo custo x benefício que lhe auxiliará nestes processos!

Para uma máquina robusta, no segmento intermediário temos os modelos Intel Core i5-10400F e AMD Ryzen 5 3600, indicados para quem trabalha com edição de vídeo e streaming, pois ambos possuem 6 núcleos e 12 threads, o que possibilita uma carga maior em multitarefas.

Dentro da linha mais entusiasta e para quem busca rodar jogos pesados com altas taxas de quadros, modelos como AMD Ryzen 7 3700X e Core i7 10700 trarão grande conforto ao usuário, pois ambos dispõem de 8 núcleos e 16 threads, um poderio que vai suprir qualquer necessidade dentro dos games por vários anos.

Ressaltando: jogos mais complexos exigem mais processamento, vide os títulos de mundo aberto, como GTA V,  Assassin’s Creed: Odyssey e outros. 

Resolução e Qualidade Gráfica com sua Placa de Vídeo

Dentro dos modelos de entrada, não vamos considerar a AMD RX 550 ou NVIDIA GT 1030, pois já que estamos falando de upgrade, consideramos estas placas aquém de um resultado satisfatório até mesmo em jogos casuais.

Vamos então partir para modelos que entregam bom desempenho já em 1080p (também conhecido como FullHD), seja em jogos competitivos e até mesmo em lançamentos recentes, como Watch Dogs: Legion. Placas como como uma AMD RX 570 e NVIDIA GTX 1650 Super, conseguem executar esses jogos entre as qualidades Médio até o Alto.

Para um jogador que busca a qualidade Ultra na resolução FullHD, as opções de placas como a GTX 1660 Super e GTX 1660 Ti, da NVIDIA, ou a RX 5500 XT, da AMD, são boas escolhas. Por aqui, é possível arriscar até mesmo 1440p (ou também chamado de QuadHD) na qualidade Médio de um jogo recente.

Ainda em QuadHD, os modelos RTX 2060 Super, da NVIDIA, e RX 5700 XT, da AMD, trarão um bom custo-benefício, possibilitando  qualidade Alta e até Ultra nos jogos. Já mirando em um hardware mais topo de linha, com foco em 4K, tenha em mente modelos como as RTX 2070 Super e RTX 3070, da NVIDIA, enquanto que do lado da AMD, a nova linha RX 6000 será a melhor opção nesta resolução requisitada.

Ressaltando: quanto maior a resolução, melhor deve ser sua placa de vídeo. A qualidade gráfica está diretamente ligada a esse componente, além de tecnologias como Ray Tracing e DLSS.

Detalhes ao fazer seu upgrade

Antes de fazer qualquer mudança no seu desktop, fique atento nas configurações de sua placa-mãe, visto que ela é que delimitará o processador que você irá utilizar. Observe se o soquete do processador que você deseja é compatível com o de sua placa-mãe, além das velocidades e modelos de memória RAM.

Dependendo do modelo de placa de vídeo, os requisitos de energia podem ser essenciais em sua escolha, desde a presença de pinos para ligá-la, até o quanto ela consumirá de energia. Observe no site do fabricante se a sua fonte conseguirá suportar a demanda de sua placa de vídeo.

Dica: Black Friday KaBuM!

O Black Friday 2020 do KaBuM! é a oportunidade perfeita para fazer o seu upgrade.  Uma boa pedida é baixar o app do KaBuM! na App Store ou Google Play, fazer o seu cadastro e já ir favoritando os produtos que está buscando, para aumentar as chances de garanti-lo.

Leia também: Como escolher um notebook para jogos