Anúncio

A Netflix ultimamente parece empenhada em agradar os fãs de livros, depois de anunciar as adaptações de Os Bridgertons e A Seleção, podemos adicionar mais uma coleção a lista: A Escola do Bem e do Mal. O livro foi escrito pelo cineasta americano Soman Chainani e o primeiro volume estreou em 2013 e foi publicado no Brasil pela editora Gutenberg.

No primeiro livro da saga acompanhamos a história de Sophie e Agatha, que moram no vilarejo de Gavaldon, onde a mais de dois séculos dois adolescentes somem misteriosamente a cada quatro anos. Os moradores do vilarejo acreditam que esses desaparecimentos acontecem por conta de uma lenda antiga, no qual esses dois jovens são levados para a Escola do Bem e do Mal e estudam para se tornar os heróis e os vilões das histórias de contos de fadas. 
Sophie sonha com sapatinhos de cristal e vestidos cor de rosa e quer fazer de tudo para ser escolhida para a Escola do Bem. Apesar de Agatha, sua melhor amiga ser totalmente oposta, ela é a unica que a realmente entende e fará de tudo pra proteger Sophie. Quando o diretor da escola realmente aparece no vilarejo o destino parece pregar uma peça com elas quando Agatha é escolhida para a Escola do Bem e Sophie para a Escola do Mal. Com o desenrolar da história veremos as duas garotas descobrirem que realmente são e ter sua amizade posta em prova para saber se o diretor errou ou não em sua escolha.
O filme original da Netflix será dirigido por Paul Feig (Um Pequeno Favor), junto com os produtores Joe Roth, Jeffrey Kirschenbaum, Jane Startz e Laura Fischer e produtores executivos Zack Roth, Patricia Riggen, and Chainani. O roteiro ficará a cargo de David Magee (As Aventuras de Pi) e Laura Solon (Deixe a Neve Cair).
O autor elogiou a escolha do diretor “Ter um dos meus diretores preferidos na direção da adaptação do meu livro para a Nettflix é uma honra e um sonho realizado. Paul Feig é um diretor brilhante e um consegue transmitir o tom perfeito para as reviravoltas de A Escola do Bem e do Mal. Sem dúvidas ele fará um clássico filme de contos de fada.
Feig também falou sobre a adaptação “Eu estou muito animado para trazer essa obra incrível, tocante, engraçada e empoderadora para o mundo, Soman criou um mundo maravilhoso em seus livros. Me sinto como um sapo que acabou de virar um príncipe.”