Anúncio

La’veil MizeriA é uma banda de rock bem pesada que segue o estilo Visual Kei. Eles contam com um estilo marcado pelo que chamamos de “kote-kei”, que seria o estilo “tradicional” do visual kei, com uma sonoridade muito marcante e um visual muito impactante. La’veil MizeriA está na ativa desde 2012 e, apesar de ter passado por várias alterações nos membros da banda durante esses anos, segue firme e forte.

Nessa entrevista introdutória ao La’veil MizeriA, a banda fala um pouco sobre si, sobre suas músicas e também fala um pouco sobre o ano e planos para o futuro!


Como essa é nossa primeira entrevista, por favor, podem se apresentar?

Kikyo: Sou o vocalista, Kikyo.

Makoto: Sou o guitarrista, Makoto.

Nazuki: Sou o guitarrista, Nazuki.

Anúncio

Miria: Sou o baixista, Miria.

Para nossos leitores que ainda não conhecem a banda, por onde vocês recomendam que comecem a ouvir La’veil MizeriA?

Kikyo: Nosso single Soukoku contém três músicas com um bom balanço. Acho que é uma boa ideia começar por ele.

Makoto: “Décadence”.

Nazuki: Recomendo as três músicas de Soukoku.

Miria: “Décadence”. Essa música é parte de nosso single Soukoku, que foi lançado no começo desse ano. Mesmo sendo pesado, também tem uma bela melodia. Acredito que é fácil de entender o mundo de La’veil MizeriA ouvindo essa música.

Quando perguntados sobre a formação da banda, vocês já disseram terem sido “unidos pelo destino”. Como o destino uniu vocês?

Kikyo: Nos dias de imoralidade, os escravos oraram e lamentaram em desespero por um longo tempo.
[…]
Um dia, uma sombra emergiu do luar rachado e sussurrou…
[…]
Mais uma vez, o estágio sangrento da tragédia lentamente abriu suas cortinas…
[…]
Como se tivesse sido liderado pelo destino…

Makoto: Eu fui um membro do La’veil MizeriA desde o dia em que vim para esse mundo. Isso, por si só, foi destino.

“La’veil MizeriA” soa tão Visual Kei, como vocês escolheram esse nome?

Kikyo: De uma história cruel de pura miséria.

Como uma banda com estilo anos 90, imaginamos que vocês tenham várias influências legais dessa década, o que vocês gostam de ouvir, assistir ou ler?

Kikyo: As músicas de meus colegas de banda são as mais inspiradoras.

Makoto: Sou fortemente influenciado pelo trabalho de Shinji Nojima nos anos 90. Minhas músicas tem inspiração daí.

Nazuki: No final, é música. Eu gosto de música dos anos 90, é bem legal e continua atual mesmo ouvindo agora.

Miria: ××××

Nós adoramos seu estilo bem anos 90, mas imaginamos que há pessoas que podem achar “ultrapassado”. Vocês tiveram alguma dificuldade em fazer a música que gostam?

Kikyo: Sei que as pessoas têm dificuldade em aceitar esse tipo de música.

Makoto: O fato de uma coisa ser legal não está relacionado a uma era. Se alguém acha que algo está ultrapassado então isso a torna ruim? Não entendo o significado por trás dessa pergunta.

Nazuki: Pode ser difícil ganhar a atenção das pessoas com um estilo anos 90 hoje em dia. Mas estamos confiantes com a música que fazemos, então não nenhuma dificuldade acontece.

Miria: ××××

Kikyo, notamos que sua conta no Twitter está privada, isso é bastante incomum entre artistas, por que decidiu isso?

Kikyo: Eu aprecio o esforço extra que existe para enviar uma solicitação. Desse jeito, sinto que estou me comunicando com indivíduos que estão interessados no que estou escrevendo em vez de estar apenas enviando [posts] para várias pessoas aleatórias.

Vocês estão na ativa desde 2012 mas seu primeiro álbum foi lançado somente no ano passado (2019), podem falar um pouco sobre seu primeiro álbum higyakushoku no shuen (悲虐色ノ終焉)?

Kikyo: O lamentável fim de uma vida cheia de tristeza. Por favor, experimente todas as emoções contidas neste álbum.

Nazuki: Nós sempre pensamos sobre lançar um álbum antes, mas pareceu que o momento certo foi somente quando anunciamos a turnê pelas 47 prefeituras. Ele contém músicas que lançamos anteriormente junto de outras novas escritas especialmente para esse álbum. O objetivo era trazer um trabalho com muito conteúdo diversificado.

Soukoku foi o primeiro lançamento desde que Makoto entrou na banda, certo? Como foi trabalhar nesse single? Falem um pouco sobre as músicas contidas nele.

Kikyo: O prelúdio de uma tragédia que se repete indefinidamente. Resumindo, é uma obra com uma variedade de emoções tingidas de sangue fresco.

Makoto: Todas as músicas do Soukoku foram escritas pelo Kikyo e compostas pelo Nazuki. No entanto, para permanecer fiel à visão de mundo atual do La’veil MizeriA, trabalhei na mixagem de uma forma que nunca havia feito antes. Acho que ficou muito bom.

Nazuki: Para esse lançamento, era importante poder adicionar o toque talentoso do Makoto. Embora todas as músicas em Soukoku tenham sido compostas por mim, confiei nos meus colegas para inserir os versos que eu criei e também para fazer as partes onde eu não conseguia reunir ideias de inicio. O começo de “Décadence” também foi feito com a ajuda de Kikyo. O resultado foi um trabalho interessante.

Miria: O alcance da expressão do La’veil MizeriA se expandiu mais do que nunca depois que o Makoto se juntou a nós. Se você ouvir Soukoku, acho que será capaz de entender nosso mundo e as emoções neste single.

[soukoku no spotify: 葬刻 – Single by La’veil Mizeria | Spotify]

Já tem planos para próximos lançamentos?

Kikyo: Há sempre uma história cruel perto de você.

Makoto: Quero fazer algo novo assim que um novo conceito for decidido.

Nazuki: Não temos planos para um novo lançamento por agora, mas novas músicas estão gradualmente se acumulando. Por favor, esperem por isso!

Miria: ××××

2020 foi um ano difícil para o mundo, como ele foi para vocês?

Kikyo: Nas profundezas do sofrimento, dancei com uma aparição fantasmagórica e entrei em uma espiral de tristeza. No entanto, certamente estaremos cercados por um mundo ainda mais cruel e bonito.

Makoto: Nós tivemos que remarcar nossa turnê e mais outras coisas, então esse ano foi bem decepcionante. De qualquer forma, nós temos a intenção de performar ao menos as datas que foram adiadas e seguir em frente como novos planos.

Nazuki: O adiamento da nossa turnê de divulgação de Soukoku causou um grande dano, mas não tivemos escolha a não ser proteger nossos fãs e proteger a nós mesmos. Estou fazendo várias músicas para apresentar assim que pudermos entrar em turnê novamente.

Miria: Tivemos que cancelar todas as datas da nossa turnê e outros shows.

Algum plano para 2021?

Kikyo: Criar para vocês, um mundo manchado de sangue, preenchido com miséria e sofrimento.

Makoto: A tragédia do enterro que aguarda é desumana.

Nazuki: Estou esperando que tenhamos shows sem restrições como era antes. Quero entrar em turnê novamente também.

Miria: Espero que possamos voltar a ativa e que mais pessoas ao redor do mundo nos conheçam.

Algum plano de se apresentar pelo mundo depois que a pandemia de COVID-19 terminar?

Kikyo: Sim, se recebermos alguma oferta.

Makoto: Eu vi pessoas de outros países no Twitter e em outros sites chamando por nós. Com certeza, eu gostaria de fazer turnê no exterior algum dia!

Nazuki: Sim, seria ótimo fazer turnê pelo exterior se tivermos a chance!

Miria: Eu quero fazer uma turnê no exterior se tiver a oportunidade!

Por favor, deixem uma mensagem para nossos leitores e seus fãs brasileiros.

Kikyo: Obrigado. Espero que possamos nos encontrar algum dia…

Makoto: Espero que um dia possamos nos apresentar na frente de vocês. Até esse dia, vamos cuidar uns dos outros.

Nazuki: Para os leitores do Suco de Mangá e fãs brasileiros: o mundo está enfrentando um momento difícil, mas vamos trabalhar juntos para superar essa situação. Por favor, fiquem de olho no La’veil MizeriA, nós vamos continuar a entregar música para pessoas que nos apoiarem.

Miria: Muito obrigado por ler até o final. Contamos com o seu apoio.


Links:

OHP: mizeria.jp
Twitter: @MizeriA_info
YouTube: La’vel MizeriA
Spotify: La’veil MizeriA

Anúncio