Anúncio

Disponível na Netflix, I Am Mother é mais uma produção de Sci-Fi e Fantasia da plataforma de streaming, que está apostando cada vez mais em longos de fantasia que estejam ambientados em distopias futuristas.

A trama consiste em uma jovem adolescente que foi criada desde sua gestação por um doide “Mãe”. A menina é a única remanescente da humanidade, criada em uma estação de sobrevivência, onde ela passa seus dias aprendendo sobre o mundo exterior, e como tudo foi eliminado a partir de uma praga que extinguiu toda a raça humana. As coisas tomam um rumo diferente quando, um dia, uma mulher humana bate nas portas da estação, trazendo informações bem diferentes do que a “Mãe” contou a jovem.

I Am Mother é um longa pós-apocalíptico que trata a respeito de muitas coisas: evolução, tecnologia, aprendizado, ética, humanidade e sobrevivência. Rodado praticamente todo em um só cenário, é uma trama de fantasia e mistério que não dá respostas claras a respeito do que se passa pela maior parte do filme, se revelando nas cenas finais, e mesmo assim gerando alguns questionamentos a respeito de quem é o protagonista e antagonista.

Assim como a maior parte dos longas de utopias tecnológicas, a sempre um embate entre humano e máquina, no estilo “Eu, Robô”, o que é bastante interessante levando em conta o momento histórico em que nos encontramos onde a inteligência artificial tem evoluído cada vez mais, tornando-se necessária até mesmo para a realização das atividades mais básicas.

Não espere muitas respostas do filme, ele é mais uma daquelas produções que entregam mais questionamentos que afirmações, a trama tem um foco simples e se mantem atrelada a ela, não esclarecendo realmente fatores externos muito além do ambiente que estamos.

Com um elenco minúsculo, o filme é interessante, bem feito, com um roteiro sólido e sem grandes buracos. Apesar de não ser uma obra prima do Sci-Fi, ele entrega bem o que promete, e tem um final que – particularmente – me agradou bastante.

I Am mother é uma fantasia pós-apocalíptica de uma distopia tecnológica que ninguém pediu, mas aceitamos com prazer, mostrando que a Netflix está muito séria em sua produção de longas, e com uma qualidade cada vez maior.

ASSISTA AGORA NA NETFLIX

 

REVIEW
I Am Mother
Artigo anteriorSuco no Ressaca Friends 2019
Próximo artigoPlaymobil: O Filme | Review
Doka
Bibliotecária, especialista em conservação de histórias em quadrinhos, pesquisadora na área de educação, princesa da Disney e apaixonada por Sailor Moon a mais de 20 anos.