Yo! Como o mundo avançaria se a humanidade não interferisse nele por milênios? O Twitter seria um lugar melhor? Seria o fim das tretas no YouTube? As ações da Nutella cairiam? E mais, você conseguiria guardar o amor por sua crush por tanto tempo?

Confira também: Fukumenkei Noise – MANGÁ | Primeiro Gole

Embarque nesse ambiente hostil digno de uma aventura do Bear Grylls ou de um episódio de Black Mirror, onde o futuro da humanidade está, como sempre, totalmente nas mãos de jovens colegiais. Esse é Dr. Stone.

Enredo

O mangá se inicia aos berros, quando o jovem Taiju Ooki declara a seu colega, o cientista Senkuu, que irá revelar todos os sentimentos mantidos por ele durante cinco (CINCO!!!) anos para Yuzuriha, seu crush de longa data. A confissão estava marcada e ocorreria debaixo de uma arvore de cânfora, logo ao lado da escola. Os dois estavam lá, mas antes que Taiju conseguisse dizer qualquer coisa, um evento cataclísmico e improvável ocorre e todo o mundo é varrido por uma onda de luz misteriosa.

Revelando toda sua vocação para protagonista shounen, Taiju usa seu corpo para proteger sua amada, mas ao ser atingido sua visão escurece, ele se torna incapaz de se movimentar, e todos os seus outros sentidos desaparecem, como se virasse uma estátua; seus esforços agora estão todos focados em não perder a consciência antes de declarar todo seu amor a jovem Yuzuriha.

Quase 4 mil anos se passam e nosso herói finalmente consegue se libertar de sua prisão de pedra, desorientado, nu e totalmente abalado ele busca entender o que teria acontecido e o mais importante, como estaria sua amada. Por sorte, a árvore de cânfora onde a confissão deveria ter ocorrido, protegeu a garota ainda petrificada por todos esses anos, e de bônus ainda conseguiu unir Taiju ao seu colega Senkuu que teria despertado meses antes (cânfora é foda).

Agora esses dois jovens tem a missão de levar esse mundo em decadência à era moderna de onde ele nunca deveria ter saído, enquanto tentam descobrir o que raios aconteceu quatro mil anos atrás.

Science B!tch!

Você que faz maratonas do Nerdologia só para corrigir seus tios no churrasco em família, você que tenta reproduzir todos os experimentos do Manual do Mundo mas falha miseravelmente, Dr. Stone é o mangá ideal para sua leitura.

Além de conter todos os elementos que um bom shounen precisa ter, Dr. Stone é uma verdadeira aula de ciências gerais, graças ao cientista Senkuu você pode ter um combate contra leões e ainda aprender sobre as características químicas do cobre no mesmo mangá. Afinal, em um mundo onde a tecnologia já se extinguiu a ciência é a única coisa que pode contribuir para a evolução da humanidade.

Informações Técnicas

A obra foi criada pela parceria entre os mangakás Riichiro Inagaki e Boichi. Inagaki entra como roteirista e é famoso por sua obra Eyeshield 21, enquanto Boichi atua como desenhista e traz em seu currículo obras como Origin, Terra Formars Gaiden: Asimov e uma participação em Trigun: Multiple Bullets (uma série de histórias no universo Trigun).

O mangá atualmente conta com sete capítulos e está sendo publicado semanalmente pela Shounen Jump.

Considerações Finais

Pelo que li dos sete capítulos atuais, Dr. Stone tem o potencial de se tornar um grande shounen, possui personagens carismáticos que te inserem na história de maneira simples e instintiva, apenas por sua curiosidade em saber como eles levarão o mundo de volta ao que era e quais consequências serão deixadas; apenas o fato de poder reescrever a evolução humana já instiga a curiosidade do leitor e abre espaço para várias teorias conspiratórias.

Enfim, esse é o mangá perfeito para quem busca uma história um pouco mais complexa, mas não quer deixar para trás o velho estilo shounenzão.

Até a próxima, eu acho.