Anúncio

Os reinos da América Latina se juntaram em uma corte épica. Com a presença de Alexander Oltner, o líder de design por trás de Crusader Kings III e a oportunidade de conversar sobre a futura expansão: Royal Court. O SUCO foi convidado para participar da tabula redonda e vamos aproveitar para falar das novidades que vem no jogo.

Então para você Sucogamer compreender o que anda acontecendo nos reinados e ducados de Crusader Kings III temos que começar pelo anúncio no final de Maio desse ano. A Paradox e a equipe de CK III anunciaram uma expansão nomeada Royal Court, sem data ainda, mas com previsão para este ano ainda. Trazendo novidades em questão de gameplay e interação com personagens:

A Sala do Trono que fará você mostrar sua riqueza perante seus vassalos e cortesão que virão a sua procura em busca de opiniões e respostas. Além disso quanto maior a qualidade de vida melhor no sistema de Esplendor, que trará artistas, artesões e pensadores a mesa. Artefatos e obras de arte retrarão seu poder a outros povos e a influencia de uma boa sociedade.

Mas falando em sociedade é na expansão Royal Court que a divergência cultural tomará forma a seu gosto. Você poderá adaptar uma cultura a outra elemento culturais e assim criar algo único a sua visão. Então você poderá ter uma vastidão de cultura hibridas sendo formadas em suas mãos.

Durante a mesa redonda, perguntei sobre a futura possibilidade de Crusader Kings abraçar outras culturas como asiática e suas características históricas. Alexander comentou que eles não pensaram nisso ainda e que o enfoque está em consolidar o sistema de corte primeiro na expansão e que extrapolar para outra regiões e formas de domínio pode ser que apareça no futuro do jogo.

Anúncio

Outro ponto foi alto da mesa redonda foi sobre os algoritmos do jogo e a forma que ele pode comprometer a jogabilidade de um jogador novo e frustrar o mesmo. Por mais que o tutorial mostre a forma que o jogo desenvolve não mostra tudo que o jogo oferece. Esse processo entra na questão de aprender e descobrir. Alexander comentou sobre a questão de que tudo no jogo tem uma probabilidade de ocasionar um trigger com pesos referentes a dificuldade ou por aleatoriedade. Da mesma forma seria interessante em dificuldades menores da gameplay abaixar o peso de alguns eventos que possam atrapalhar novos jogadores.

Falando um pouco mais da expansão, perguntei se havia a possibilidade futura da localização, mas ainda é um não e sem previsão. E agora algo que você que é jogador de Crusader Kings deve se atentar, eles sempre estão olhando os fóruns atrás de feedback e sugestões para implementar e melhorar o jogo. Então aproveite para dar suas ideias ou comentar sobre sua jogatina e mecânicas.

Por fim Alexander Oltner comentou sobre a inspiração de The Sims no projeto Crusader Kings que ele faz parte desde a expansão Holy Fury de Crusader Kings II (2015). Além disso as dificuldades que os tempos de pandemia causou no desenvolvimento e trabalhos em Crusader Kings III e que anseia a volta presencial da equipe para conhecer novos integrantes que juntaram no projeto.

Gostaria de agradecer o convite do Romulo Mathei para a mesa redonda da América Latina com Alexander Oltner de Crusader Kings III da Paradox. Se você não conhece esse mega jogo de estratégia corre para a review do Suco e confira aqui meu nobre Sucogamer para obter as terras de seu condado!

Anúncio