Ainda faltam alguns meses pra esse ano acabar, mas já temos muitas bandas novas pra conferir, algumas delas são de figurinhas carimbadas da cena Visual Kei!!

Nessa lista vamos conhecer 5 bandas de rock japonesas que começaram em 2019, mas são veteranos na cena (e de quebra, podemos conhecer também várias bandas do passado desses artistas, algumas que já acabaram e outras que estão na ativa até hoje!!)

Veja também: 5 bandas japonesas de humor, besteirol e fofoquinhas!

Nessa lista eu vou falar um pouco sobre o histórico das bandas, comentar algumas referencias que esses artistas tem, baseado na trajetória deles.

Gulu Gulu

Gulu Gulu começou em Abril de 2019 e conta com o ex-vocalista da Kuroyuri to Kage, ex-guitarristas da MIZTAVLA e llll-Ligro-, baixista que era do GRIEVA e ex-baterista da BALALAIKA.

Todas eram bandas de metal, algumas com pegadas mais alternativas outras com um pezinho mais firme no metalcore, tem também referencias ao punk e alguma influência do kote-kei (sub-vertente do visual kei mais voltada para o estilo de bandas dos anos 80 e 90, no geral numa leitura japonesa de música punk e gótico, com visuais bastante elaborados e excêntricos, por assim dizer) mas, no geral, todas bem pesadinhas.

Se você não é conhece muito esse histórico, tudo bem!! O que você precisa saber é que Gulu Gulu vem com seu metal visual kei e algumas referencias bastante obscuras!!

The guzmania

Pra quem gosta de coisas mais leves e animadas temos THE GUZMANIA, que surgiu em Maio de 2019, com ex-membros do DIV e BABOO.

Pra quem não lembra ou não conheceu, DIV era uma banda de rock visual kei (considerada Oshare kei, por terem visuais super coloridos e alegres) que esteve em atividade entre 2012 e 2016, eram bastante populares entre as pessoas que gostavam de rocks mais leves e com ritmos mais animados.

BABOO teve menos tempo de atividade mas tinha a mesma ideia de banda com motivos divertidos e animados (incluindo muito furitsuke!!)

Ashmaze.

Em Ashmaze. temos um som bem limpo, mesmo que pesado. O histórico dos membros vem de bandas como BLESSCODE, LACK-CO, IGGY e Far East Dizain.

Temos um excelente baixista que saiu do Far East Dizain com a dissolução da banda agora em 2019, era uma banda de metalcore bastante linear até.

Do LACK-CO temos o baterista, essa era uma banda de rock, mas era bem mais alternativa e experimental. Tem bastante coisa pra olhar dessa banda, porque, como eles gostavam de experimentar, tem algumas coisas bem diferentes entre a própria discografia da banda. Eles entraram em hiato não definido em Maio de 2019, mas estavam em atividade desde 2016.

BLESSCODE era uma banda que faz um rock bem limpo, esses acabaram em 2017 mas também tem bastante coisa que vale a pena dar uma olhada!!! BLESSCODE é pra quem valoriza bastante a estética das músicas, eles tem melódicos bem limpos e gostosos de ouvir.

Roman kyuko (ロマン急行)

Algumas pessoas que conheciam o Izumi (ex-vocalista do Sibilebashir) ficaram felizes em ver a nova banda dele, ロマン急行 (ROMAN kyuko), que tem membros que foram de outras bandas bastante relevantes como SEX ANDROID e NoGoD.

Daqui, vale a pena dar uma conferida em todas as ex-bandas desses caras!! Por exemplo, NoGoD é uma banda ativa desde 2005, recentemente (em Abril de 2019) lançaram um mini álbum chamado “shingeki” e junto desse lançamento planejaram várias turnês e eventos até o fim do ano, mesmo tendo perdido o baixista pra Roman Kiuko eles ainda estão a todo vapor!

SEX ANDROID é uma banda de 1995 (!!!) com referencias de punk e o que chamamos de “angura kei” (que seria uma sub-vertente do visual kei voltada pra movimentos mais “undergrounds”, no sentido de irem contra a maré de influencias estadunidenses, ou seja, na música deles a tendência é que coloquem vários elementos da cultura japonesa) eles entraram em hiato indefinido em 2017, nem preciso dizer que tem muito material deles pra você dar uma olhada, né?!

A única banda que não está mais em atividade daqui é a do vocalista: Sibilebashir. Essa esteve em atividade entre 2012 e 2018. Eles eram uma banda muito… “louca”, por assim dizer, eram conhecidos por performar os clipes no meio da rua fazendo algumas excentricidades nada convencionais e terem shows com performances bastante intensas. Eu não esperaria que isso mudasse em Roman Kyuko!!

NUL.

Pra encerrar, talvez uma das mais relevante dessa lista: “NUL.” é a nova banda de Hizumi, ex vocalista da banda D’espairsRay, mas ele não está sozinho, ele conta também com a ajuda de Toshiyuki Kishi que era do Abingdon Boys School e do Masato que era do desfpiral, todas bandas de responsa!!

Pra lançar o hype, vamos conhecer um pouco as bandas anteriores desses caras!

Correndo o risco de estar sendo um pouco parcial, aconselho você a dar uma olhada no trabalho do D’espairsRay, banda que teve suas atividades entre 1999 e 2011. D’espairsRay transitava entre estilos como o gótico industrial, metal e um metal mais alternativo. Essa banda alcançou alguns feitos importantes como tocar no Wacken Open Air (grande festival de metal que acontece na Alemanha, anualmente), em 2006, e na turnê da Taste of Chaos, nos Estados Unidos, em 2008.

Baseado na prévia que a NUL. lançou agora em Agosto de 2019 para o CD que lançaram no mesmo mês dá pra dizer que essas influências ainda se mantém. Obviamente com um olhar mais atual, mas parece que a tendência é que se mantenham numa linha similar a que trabalhava o D’espairsRay.

Já Abingdon Boys School tinha uma pegada mais levezinha, um rock menos denso sabe?! Eles começaram em 2005 e ainda estão em atividade, essa banda deve ser mais conhecida para os leitores aqui do SDM pois várias de suas músicas foram usadas em diversos animes, como a “Innocent Sorrow” que é a primeira abertura de D. Gray Man, “Howlling” que é a primeira abertura de Darker than black, e no mesmo anime só que na segunda temporada, temos como encerramento “From Dusk Till Dawn”.

Por fim, talvez a banda menos popular entre a bagagem que NUL. carrega, temos defspiral, banda que começou em 2010 e também continua em atividade até hoje, talvez possamos dizer que é o intermediário entre o que faz o Abingdon Boys School e o D’espairsRay, falando só do “peso” das músicas. Defspiral é uma banda de rock, tem algumas músicas mais leves e outras mais pesadinhas mas se mantem linear.

E aí, o que achou das bandas de visual kei? Pra quem curte rock tem muuuita coisa nova saindo fresquinha do Japão!! Aqui falamos de artistas com experiência mas tem muita gente começando agora, bora conhecer a cena musical do Japão!!!