Anúncio

Quem é está animado com o retorno dos meninos do VAV? Confirmando cinco capitais brasileiras, Goiânia, Belém, Recife, Porto Alegre e São Paulo (COMPRE AQUI), o grupo k-pop promete uma performance memorável aos Vampz.

Em uma entrevista exclusiva com o Suco de Mangá, os integrantes revelam suas paixões, o que mais gostam no Brasil e o que prepararam na tour por aqui. Confira!

 

Faz um tempo desde que vieram para o Brasil a última vez. Qual a memória mais marcante e do que mais sentiram falta no país?

Lou: Acho que tanto a memória mais marcante quanto o que mais sinto falta sejam os Vampz. Estou sempre muito grato por estarem torcendo por nós de tão longe. Por isso penso muito que quero voltar o mais rápido possível.

Ayno: Tenho memórias de ter visitado o Cristo Redentor, e também das carnes gostosas. Mas sem dúvida a memória mais marcante é o grito dos Vampz.

A culinária brasileira e a coreana são muito diferentes. Qual prato brasileiro gostaram mais? Pretendem experimentar algo específico na próxima viagem?

Baron: Eu como de tudo! Eu quero provar todas as comidas que eu possa experimentar no Brasil! Eu amo comida brasileira.

Ziu: No Brasil, tem o churrasco estilo brasileiro. Eles tem pedaços bem grandes de carne nos espetos gigantes e servem pedaços na mesa. Era muito divertido. Da próxima, quero provar comida caseira brasileira!

O single mais recente do grupo, Senorita, têm muita influência latina. Ter viajado para a América do Sul e conhecido o Brasil ajudou a se preparar para o Comeback?

Ace: Sim. Na nossa turnê pelo Brasil, nós ficamos pasmos com a paixão e a alegria dos Vampz brasileiros. Por isso quando estávamos preparando o álbum do Senorita, trabalhamos muito pensando que Vampz brasileiros poderiam se divertir muito mais conosco se mostrássemos uma música de estilo Pop Latino.

St.Van: Com certeza foi de grande ajuda. Como durante a nossa estadia no Brasil vimos e ouvimos muita coisa, acho que conseguimos nos aproximar mais da música com estilo latino. E também apresentando uma música latina, tivemos a certeza de que fãs brasileiros também iam gostar bastante.

O VAV completou no final do ano passado três anos desde o debut. O que mudou de lá pra cá? E o que podemos esperar no grupo em 2019?

St. Van: Acho que crescemos comparado à época do Debut. O talento de cada um evoluiu bastante também. Por isso acredito que em 2019, podemos produzir uma cor única do nosso grupo e mostrar.

Baron: Eu acredito que não houve mudanças. Só existe uma amizade que cresce cada vez mais e acho que em 2019, vocês também poderão ver uma amizade masculina bem forte.

Qual single já lançado é o favorito de vocês? Qual foi o mais difícil de preparar? E o mais divertido?

Ace: O álbum favorito é o Senorita. Sendo a música que tem recebido maior carinho, acaba se tornando meu favorito. E também o o MV ultrapassando 20 milhões de visualizações, acho que é um álbum de grande presente para nós.

E o álbum mais difícil, pessoalmente foi o Spotlight. Talvez por ser o primeiro álbum que tentamos a música “Title duplo”, mas fisicamente tivemos uma pressão maior comparado aos outros. Mas relembrando agora, Spotlight foi o álbum que nos fez crescer muito então foi o mais difícil mas também de maior satisfação.

E por último, o álbum mais divertido durante o preparo, foi Senorita para mim. Tem uma energia natural das músicas latinas e lembro que nós também nos divertimos muito durante o preparo do álbum.

Ayno: Pessoalmente, acredito que a música ‘Flower’ seja a nossa música pérola escondida. Foi uma música que não tivemos apresentações nas redes televisivas mas tivemos uma boa reação do público. E ‘Venus’ que foi a música que eu entrei no VAV e ficamos no palco todos juntos! Com a ideia de finalmente subir nos palcos, lembro que foi muito divertido.

Se não fossem idols, quais outras profissões pensariam em seguir?

Lou: Eu estava fazendo a graduação na faculdade com foco em Atuação. Acredito que se não tivesse virado idol, teria continuado com a atuação.

Ayno: Eu acho que teria virado Cabeleireiro ou Produtor Musical.

Vocês devem ganhar muitos presentes dos Vampz. Quais foram mais marcantes nestes 3 anos de carreira? E que presente dariam para os Vampz se pudessem?

Baron: Para mim, o pessoal manda muitos produtos e alimentos de saúde. Acho que como sempre digo que a saúde é um primeiro lugar, pessoal acaba associando. Por isso, acho que desta vez, vou abusar mais de Guaraná (Risos). Presente que gostaria de dar para fãs… Quero sempre mostrar músicas que possa deixar as pessoas felizes independente de situação.

Ace: Eu amo futebol então lembro que recebi camisetas de futebol. Ainda mais durante a turnê no Brasil, eu recebi uma camiseta da seleção brasileira e eu uso até hoje. E se eu pudesse dar um presente aos Vampz, quero fazer uma música somente para os Vampz porque estou praticando muito violão ultimamente.

Os fãs brasileiros já aguardam ansiosos o próximo show no Brasil. Como vocês se sentem por voltarem e como estão se preparando para o show?

St.Van: Primeiro, com a oportunidade de poder ir novamente ao Brasil, estou muito ansioso e feliz. Na primeira vez que fomos para as apresentações, nunca pensamos que poderiam vir tantos fãs então estou esperançoso para ver quantos mais virão desta vez. E pensar que vou ver mais uma vez os fãs brasileiros de perto, estou muito ansioso.

Além de tudo, estamos preparando uma apresentação mais divertida que da outra vez, e que fãs poderão aproveitar junto conosco.

Lou: Sempre antes das turnês, a ansiedade é grande. Pensar quantos Vampz poderão vir, o quanto nós poderíamos mostrar, etc. Vamos preparar uma apresentação que todos vocês poderão vir e esquecer o estresse.

Ziu: Primeiramente já faz 1 ano que encontramos os Vampz brasileiros pela primeira vez, e estou muito muito feliz em revê-los.E nós do VAV estamos ensaiando para mostrar uma apresentação ainda melhor!!!

Essa foi nossa entrevista com o grupo e esperamos contar com a presença de todos vocês na passagem deles por aqui, pois com certeza estaremos por lá!

LINKS

SITE OFICIAL

FACEBOOK

TWITTER

INSTAGRAM

YOUTUBE