Anúncio

Todo mundo quer buscar um espaço nas indicações do Oscar, a categoria Filme Estrangeiro chega a ter uma superlotação de produções logo no início do 2º semestre, e claro que não podia faltar o Brasil batendo cartão aqui. Mas calma. Antes de alimentar as esperanças, Taís e Taiane tenta trazer alguma crítica referente a assédio e racismo, mas se mostrou mais ofensivo do que esperava, além de mal trabalhado e pouco convincente em roteiro, direção e elenco, a obra ainda se mostra questionável por seu passado glorioso.

Filme cult têm em sua essência a reflexão, a ideia de gerar o debate referente a algo que é um tabu no mundo, normalmente envolvendo minorias, mas também existem reflexões como classe baixa, repressão policial, supremacia política e outros pontos importantes que não deveriam ser ignorados por quem quer ser ignorante, contudo a cultura pop têm cada vez mais trabalhado esses conceitos. Animes e mangás cada vez mais trazem essas discussões ao público para ensinar sobre qualquer um dos tabus criados pela sociedade, com isso os tradicionais filmes cult ainda são valorizados, mas cada vez mais perdem espaço, e acredito sim numa futura extinção desses filmes em cartaz nos cinemas, jogados cada vez mais em serviços de streaming e muitas vezes esquecidos, por mais que seja um gênero de nicho, não significa que será eterno na sétima arte.

Taís e Taiane poderia ser esse tipo de filme que discutiria o tabu, mas nem passou perto de acontecer isso, o que era para ser uma visão crítica do machismo, virou uma visão muito mais preconceituosa, pois não é só a direção como o elenco não trabalha bem para fazer isso, além de ser um roteiro bem precário em viradas de plot e peso dramático, se mostrou muito artificial e gratuito, fazendo cenas de assédio e sexo sendo algo quase que sem contexto, por mais que há sim uma história por trás, nada convence e só torna uma imagem muito errada de duas garotas no meio do nada sendo desejadas sexualmente por homens de várias idades. O filme aparenta ser bem independente, então não acredito em uma produção executiva vendo esse filme e fazendo mudanças, isso é grave pelo o que foi entregue e esse filme será julgado por isso.

Contudo não esquecemos que estamos na temporada das produções que visam indicações, e Taís e Taiane não só já teve indicação como prêmios no passado, pequenos festivais, mas dos mais relevantes foi indicado a Melhor Roteiro no Film Festival: India/Mumbai 2020, Melhor Filme de Ficção Latino-americano no United Latino Film Festival de 2019 e até algumas indicações de Melhor Atriz. Indicações em festivais do Oriente Médio mostra para mim que esse filme têm sim seu merecimento, muito que bem, porque é algo muito difícil de assistir, não só por ser gatilho mas pela ruindade, é fraco, desgastante e incômodo, o conjunto da obra não funciona em nada, fatalmente muitos desistirão de assisti-lo por inúmeros motivos, além dos possíveis gatilhos.

Anúncio