Anúncio

Olá~? O que acontece quando tentamos mesclar elementos fofinhos de uma típica vida colegial japonesa e zumbis?

Essa é a temática principal de Gakkou Gurashi!, ou School Life, um mangá de horror com aspectos de slice of life tão dramáticos que prendem o leitor, instigando-o à descobrir mais sobre a trama.

Criado por Norimitsu Kaihou (roteiro) e Sadoru Chiba (arte), esta obra foi serializada nas páginas da Manga Time Kirara Forward em julho de 2012 pela Houbunsha, ganhando seu anime em julho de 2015 pelo estúdio Lerche.

Clube de Vida

O mangá começa apresentando as personagens, Yuki Takeya, Kurumi Ebisuzawa e Yuuri Wakasa, que, junto com sua professora, Megu-nee Sakura, criaram o Clube de Vida escolar. Ele possui algumas regras para manter a segurança das meninas, tais como nunca andar sozinha a noite, sempre ajudar uma a outra e sempre ficar na escola.

Até aí tudo bem, apenas mais um Slice Of Life divertido, não é mesmo? Errado! Na realidade, as meninas estão em um apocalipse zumbi, refugiadas no último andar da escola. A obra retrata a luta das meninas pela sobrevivência. Meras colegiais, tentando manter a sanidade e resolver os problemas que acabam surgindo.

Apesar de conviverem bem naquele cenário apocalíptico, as personalidades das personagens são completamente diferentes. Yuki-chan é uma garota alegre, desastrada e adorável, que sempre tenta ver o lado positivo de todas as situações.

school live
School Live (Imagem Divulgação)

Aceitando a realidade…

Devido sua personalidade frágil, ela não foi capaz de aceitar a realidade, se refugiando em sua imaginação, que é mostrada logo no início do mangá. Para ela, o apocalipse jamais aconteceu.

Yuuri é calma e responsável, sempre preparando comidas gostosas e agindo como uma irmã mais velha para as demais, ao contrário de Kurumi, uma moleca impulsiva e cabeça-quente.

São elas que mantém a segurança de Yuki, deixando-a viver em sua fantasia. É perceptível como cada uma tem um papel importante para a vida da outra, tendo um cuidado e respeito mútuo, tanto fisicamente quanto mentalmente.

Enredo  nada convencional

Acredito que o aspecto que mais me chamou atenção neste mangá foi o enredo nada convencional. Encaixar garotas fofas em um cenário catastrófico, evitando clichês, não é um trabalho fácil.

A forma que o autor conseguiu misturar a inocência de jovens colegiais com uma situação tão estressante acaba sendo extremamente envolvente. A arte moe (amável e infantil) das personagens mesclada com cada mínimo detalhe repugnante do cenário a sua volta também foi um grande ponto positivo.

Além disso, ver a visão positiva e ilusória de Yuki paralela as situações dramáticas é simplesmente uma das coisas mais criativas que já vi em um mangá.

school live
Capa do primeiro volume de School Live (Imagem Divulgação)

Eu definitivamente recomendo este mangá, e com toda certeza lerei até seu último volume publicado.

Texto por Mia