Anúncio

É hora de pegar a estrada em busca da liberdade. Viva sua jornada até a fronteira da Road 96, lute por um ideal ou apenas ignore. Você toma as rédeas das decisões e assim vivencie uma experiência de autoconhecimento.

Em Road 96, você assumirá o papel de um jovem que busca a liberdade de um pais em um caos politico. A ditadura imposta reflete em uma situação onde o país não tem futuro, a policia é corrupta, a imprensa manipula as noticias e os direitos civis estão apenas no papel.

Vivencie a jornada de jovens que buscam atravessar a fronteira para a liberdade, estritamente proibida. Além dessa jornada de auto conhecimento você terá a oportunidade de conhecer pessoas importantes que podem mudar uma decisão ou trazer um momento belo de reflexão.

A jornada

Em Road 96 você tomará a persona de um jovem, você terá encontros e decisões ao longo da jornada. A forma como você viaja é uma delas, por carona, ônibus, taxi, ou até mesmo andando. Ela tem influencia com o fator tempo e ocorrências com outros personagens. A jornada começa no 1º de junho e estende até as eleições de 9 de setembro de 1996.

Mas não se apegue tanto, a jornada de um termina para outro começar. E assim você vai se aproximando da data das eleições. Imagine que a cada ciclo, você conhece um pedaço da história e do enredo de Petria, e que pode agir de forma livre ou ter um pouco da consciência do ultimo viajante.

Já que cada ciclo é único, você perceberá que os personagens agem de formas diferentes com você. De forma que eles se abram contigo, ou que apenas te auxiliem na jornada sem muitas informações. Por exemplo, Zoe é uma jovem que busca atravessar a fronteira assim como você, além de proporcionar um dos momentos e mini game mais divertido do jogo com seu trompete.

Anúncio

Conforme você encontra um dos 7 personagens durante sua rota, uma atribuição de progressão é dada a história do mesmo. Então a cada ciclo de um novo jovem você agregará uma narrativa e ela chega num ponto final daquele personagem atingindo 100%. Você também descobrirá os fatos que levaram ao impasse politico em Petria, com o acidente de 1986, que é o motor da narrativa.

Road 96
Imagem Divulgação

Sou um pássaro livre

Vale lembrar que você pode controlar, explorar e interagir com diversas fontes. Os NPC’s das narrativas podem contribuir com habilidades que trespassar para o progresso do jogo. Por exemplo Stan e Mitch são uma dupla misteriosa, que pessoalmente me faz rir muito, que entrega uma habilidade que pode mudar a maneira de explorar. Abrir fechaduras pode contribuir com áreas e informações cruciais sobre a narrativa.

Vale lembrar que toda a ação acarreta uma resposta a curto ou longo prazo, você pode manifestar contra um dos políticos pichando o cartaz dele, ou roubar de um motel ou posto de gasolina, ou até mesmo fingir que nada está acontecendo e deixar uma situação incômoda para o ambiente.

Lembre-se que são tomadas de decisões suas e que elas tem influencia na história, as principais escolher serão exibidas na tela como um ponto chave da narrativa. Além disso, sobrevivência é importante, você deve se alimentar e descansar, cada passo na narrativa consome sua energia, e sem ela você acaba ficando pelo caminho.

Os controles do jogo são simples, já que boa parte dele você estará apenas respondendo e escolhendo opções, o zoom é importante para se atentar a detalhes e alguns itens vale a pena ver de todos os ângulos. Ai entra os mini games que são bem intuitivos, como dirigir e desviar de carros ou até mesmo jogar Pong!

Importante é lembrar cada jovem tem seu caminho, e é influenciado pelo anterior. Alcançar a fronteira pode ser um desafio, e atravessar também! Sucesso ou falha são importantes para a jornada, por mais que você não queira ver o fracasso, que pode ser a prisão ou a morte.

O Toca Fitas e a Revolução

Você terá que conviver uma situação atípica com uma politica autoritária, um grupo considerado terrorista e idealistas no caminho. Cada um tentando provar seu ponto nesse caos, você pode interferir a bem querer em qualquer parte. Mas se você se atentar ao cenário verá que é um local em sua maior parte desértico e que vive da indústria do petróleo.

Então nada como o marco da fronteira ser uma grande montanha banhada por um parque e uma caverna. Porém a viagem e sua ambientação é contemplada com a maravilha da trilha sonora em Road 96, durante a jornada você pode procurar por colecionáveis K7 com musicas que podem ser tocada durante uma viagem de carro. Então aproveite a jornada e encontre.

Enfim Road 96 vai te testar bastante, as decisões, o momento, como você se dá com o personagem que cruza seu caminho. Tudo isso vem de 2 anos de desenvolvimento desse sistema narrativo de Yoan Fansine, que trabalhou por 11 anos na Ubisoft e seu primeiro projeto foi Beyond Good and Evil. Então Road 96 é um titulo que merece muita atenção.

Algo que pode acontecer é você enjoar na premissa de uma novo jovem, já que a ideia é que você seja ele mas cada vez diferente. Alguns personagens que cruzam seu caminho apresentam suas personalidades e nem sempre bate a empatia. Ou você pode ficar esperando um  personagem especifico e enjoar quando outro aparece.

A ideia por traz da viagem por estrada dá o enfoque de uma geração e é o tema: liberdade. Não sei dizer o quão atrativo pode ser para núcleo mais jovem esse tipo de narrativa de cinema. Porém o assunto é de extrema importância, por mais que suas pequenas atitudes parece que não influenciam tanto assim como os pontos chaves da história no contexto politico do jogo.

Road 96 é um jogo de narrativa e aventura. Nada é igual em cada viagem e cada momento é seu. Disponível para PC (Steam e Epic Games) e Nintendo Switch, embarque na estrada em um narrativa baseada nos anos 90 e icônicas referencias do cinema e música. Mas a liberdade vem a que custo? Desenvolvida pela equipe da Digixart, o Suco agradece a oportunidade de jogar antecipadamente esse grande projeto.

Leia também: Yoan Fanise, de Valiant Hearts e Road 96 | Suco Entrevista

Anúncio