Anúncio

Sob a direção de Soichi Masui e com roteiro de Hajime Kamoshida – renomado autor de Sakurasou no Pet na Kanojo – Rascal Does Not Dream of Bunny Girl Senpai (ou Seishun Buta Yarou wa Bunny Girl-senpai no Yume wo Minai) expõe e sustenta a simplicidade de seu enredo, não somente a simplicidade, mas os demais aspectos que tornam os fatos para o “aceitável”.

O anime estreou na Temporada de Outono 2018 e conta com a produção do estúdio CloverWorks, além disso, está disponível na plataforma de streaming Crunchyroll com legendas em português.

O pé de Coelho da CloverWorks

De início eu pensei que a animação tratava-se de algo semelhante ao que o personagem de Ruby Sparks – A Namorada Perfeita (2001) lidava no filme, porém, quando o anime foi abordando os pontos-chave, seja com metáforas – a metáfora da fantasia de coelhinha – ou com questões do e no âmbito escolar, eu me dei conta de que realmente a premissa era outra.

Não que a comedia-drama mencionada ou mesmo o animê demonstre ser confuso, muito pelo contrário, a unicidade e simplicidade que Rascal Does Not Dream of Bunny Girl Senpai emite na narrativa é tão simples e sutil que você sente o episódio fluir – e mais importante – consegue compreender.

Rascal Does Not Dream of Bunny Girl Senpai
Rascal Does Not Dream of Bunny Girl Senpai (Imagem Divulgação)

Visual Surpreendente

A parte visual me surpreendeu, pois quando eu soube que vários dos lugares mostrados – e que ainda surgirão no animê como um todo – são lugares reais, eu me recordei de várias animações do gênero ou semelhantes que usam desta técnica.

Ponto positivo para a trilha sonora que não só é sutil como também se tem a percepção de quando a narrativa e animação fica mais e menos tensa. A abertura na voz de The Peggies –banda que possui pouco tempo de carreira profissional – pegou bem para a animação, e sinceramente, o encerramento não me agradou muito.

Anúncio

CloverWorks, Soichi Masui que já dirigiu Sakura Quest, Hajime Kamoshida e uma staff competente trabalhando de forma uníssono, eu serei franco: não consigo imaginar esse anime tendo uma má gestão nos próximos episódios.

ASSISTA AGORA NA CRUNCHYROLL

Anúncio