Por Paulo Victor

Dizem que o ano no Brasil só começa depois do carnaval. Bem, não é exatamente verdade, mas como tive a ideia de fazer essa lista durante o carnaval, ela está saindo somente agora. Como estamos no fim de fevereiro, resolvi contar apenas jogos com lançamento a partir de março. Como toda lista de alguma coisa, ela reflete o gosto do autor. Não é uma lista imparcial dos que vão ser os melhores de 2015, mesmo porque como podemos julgar os melhores de algo que ainda não jogamos nada? Sem mais, segue a lista dos meus jogos mais esperados desse ano.

The Witcher 3

The Witcher 3 (Imagem Divulgação)
The Witcher 3 (Imagem Divulgação)

O que é: The Witcher é um RPG de fantasia inspirado na obra literária do polonês Andrzej Sapkowski. É ambientado em um mundo sombrio onde os elfos e anões são perseguidos pelos seres humanos e tem seu próprio movimento de guerrilha, camponeses são esquecidos entre a vontade dos governantes e monstros vorazes e os magos e feiticeiras tem seu próprio jogo político. Entre eles há os Witchers, ou Bruxos, na tradução portuguesa: mutantes com habilidades extraordinárias que vivem caçando monstros em troca de dinheiro, se mantendo neutros para o que ocorre no mundo. Porém, o herói Geralt de Rivia descobre que é difícil se manter neutro quando todos enxergam uma utilidade para suas habilidades sobre-humanas nos esquemas políticos.

Por que: Os primeiros jogos da franquia apresentaram ótimos enredos e um universo vivo e cativante. O segundo jogo corrigiu o maior problema da franquia, seu sistema de combate, e terminou com um gancho empolgante para a história. Não obstante, a conclusão da trilogia, pela primeira vez, se passará num mundo totalmente aberto, que será 30 vezes maior que o segundo jogo. Junto a isso, o jogo promete escolhas que realmente influenciam na história e diversos finais diferentes.

Quando: 19 de maio de 2015 para PC, Xbox One e Playstation 4.

Bloodborne

Bloodborne (Imagem Divulgação)
Bloodborne (Imagem Divulgação)

O que é: Bloodborne é um RPG de ação desenvolvido pela From Software em parceria com o Japan Studio da Sony. Apesar de ser uma propriedade intelectual nova, Bloodborne pode ser considerado um sucessor espiritual de Demon’s/Dark Souls, da mesma produtora. Abandonando o estilo espada e escudo, o jogo se passa na cidade de Yharnam, que segue uma ambientação gótica e vitoriana.

Por que: A From Software já provou que sabe fazer jogos com mecânicas incríveis de combate e narrativa indireta acima da média. Além do jogo em si, a discussão da comunidade a respeito da história é uma atração à parte. Além disso, a ambientação escolhida é incomum para jogos de videogame, o que é um atrativo a mais a favor do jogo. Por fim, a ênfase num combate mais agressivo que os predecessores e a inclusão de armas de fogo como arma secundária vai trazer uma nova experiência, mesmo para os fãs de longa data.

Quando: 25 de março, exclusivamente para Playstation 4.

Quantum Break

Quantum Break (Imagem Divulgação)
Quantum Break (Imagem Divulgação)

O que é: A nova aposta da Remedy Entertainment, produtora dos dois primeiros Max Payne e da série Alan Wake, é um jogo de tiro em terceira pessoa cuja trama se passa em uma universidade fictícia nos Estados Unidos, onde um experimento de viagem no tempo dá errado. Com o isso, ocorre uma ruptura no tempo e os protagonistas da trama ganham poderes para manipulá-lo, cada um à sua maneira.

Por que: Tenho que admitir, histórias envolvendo manipulação do tempo e espaço me fascinam. Porém, a Remedy já provou que sabe fazer bons jogos de ação. O uso do chamado Bullet Time em Max Payne foi uma característica marcante. O jogo também marcou por uma excelente história, característica compartilhada com Alan Wake. O que poderia dar errado com uma boa história e mecânicas de manipulação do tempo?

Quando: Exclusivo para Xbox One (com uma versão para PC, talvez?), Quantum Break promete sair ainda em 2015, mas sem data definida até o momento.

No Man’s Sky

No Man's Sky (Imagem Divulgação)
No Man’s Sky (Imagem Divulgação)

O que é: Eis a grande questão, o que é No Man’s Sky? Desenvolvido pela produtora independente Hello Game, da série Joe Danger, No Man’s Sky será um jogo de exploração espacial em um universo gerado proceduralmente. Embora o objetivo principal do jogo seja chegar ao centro do universo, o principal atrativo será explorar os 18 quintilhões de planetas diferentes que podem ser gerados pela engine do jogo.

Por que: Sabe quando você usa seu personagem para olhar para cima e o céu parece um papel de parede? São os chamados skyboxes. Em No Man’s Sky não haverá skyboxes, tudo o que você olhar no espaço pode ser atingido através de sua nave. Com inacreditáveis 10 funcionários, a produtora enfrentou a destruição de seus equipamentos por conta de um alagamento em seu escritório no final de 2013, mas isso não os impediu de continuar o desenvolvimento do jogo. Ademais, além de um universo enorme para se divertir, o jogo possui um dos visuais mais lindos em um jogo de videogame.

Quando: Previsto para 2015, No Man’s Sky sairá para PC e Playstation 4, com exclusividade temporária para o videogame da Sony.

Persona 5

Persona 5 (Imagem Divulgação)
Persona 5 (Imagem Divulgação)

O que é: É o quinto jogo da série de RPG japonês Shin Megami Tensei: Persona, desenvolvido pela Atlus. O jogo promete manter a ambientação contemporânea de seus antecessores, com personagens jovens dividindo seu tempo entre criar links sociais com seus colegas e explorar dungeons geradas aleatoriamente. O combate permanece por turno onde os personagens se utilizam de “Personas” como armas.

Por que: Ao contrário de seus antecessores, Persona 5 promete um protagonista que não é o típico herói japonês. Os protagonistas, nas palavras do diretor Katsura Hashino, “são delinquentes juvenis que estão tentando rir da cara de um mundo que tenta algemá-los”. Ademais, o jogo promete manter e melhorar as mecânicas consagradas no excelente antecessor, Persona 4, com a presença dos social links, exploração de dungeons, que serão uma mistura de partes predefinidas ligadas à história e ambientes gerados aleatoriamente, além do mesmo combate do antecessor que mistura o uso de armas com Personas.

Quando: Em alguma momento de 2015, ainda sem data anunciada, para Playstation 3 e Playstation 4.

Hotline Miami 2

Hotline Miami 2
Hotline Miami 2 (Imagem Divulgação)

O que é: O segundo jogo independente da lista é um jogo de ação frenética com visão de cima para baixo produzido pela Dennaton Games. O jogo é uma sequência direta de seu predecessor e manterá os elementos que fizeram dele um sucesso. A história também será uma sequência direta de Hotline Miami e terá eventos que se passam antes e depois do primeiro jogo.

Por que: Hotline Miami foi uma das grandes surpresas de 2012. Com visual retrô, visão que lembra os primeiros GTAs e muita violência frenética embalada com uma excelente trilha sonora eletrônica, o jogo estreou como um dos melhores do ano. A chance de voltar e repetir a dose de violência psicodélica é o suficiente para deixar o jogo entre os mais esperados do ano.

Quando: Prometido para o primeiro trimestre de 2015, um certo número de telefone suspeito tuitado pela produtora indica o lançamento para 10 de março. O Jogo sai para PC, Ps3, Ps4 e PsVita.

Xenoblade Chronicles X

Xenoblade Chronicles X (Imagem Divulgação)
Xenoblade Chronicles X (Imagem Divulgação)

O que é: A sequencia espiritual do sucesso cult do Wii, Xenoblade Chronicles, X (cross) também está sendo desenvolvido pela Monolith Soft, sob a direção de Tetsuya Takahashi, criador do lendário Xenogears de Playstation 1. O jogo conta a história de sobreviventes da Terra que saem em busca de um novo planeta para habitar e acabam sofrendo um acidente e pousando no planeta Mira, onde tentam estabelecer um novo lar. X é um RPG Japonês em um mundo aberto, com ênfase em exploração e manterá boa parte dos elementos de Xenoblade Chronicles.

Por que: ROBÔS GIGANTES. Após terem sido deixados um pouco de lado, os mechas, aqui chamados de Dolls, voltarão a ter um enfoque, podendo ser usados para exploração e combates no vasto mundo de X. Além disso o jogo terá um sistema de cooperativo através do qual poderá ser jogado com até três amigos, novidade na série até então.

Quando: Xenoblade Chronicles X sai dia 29 de abril de 2015 no Japão e ainda esse ano no ocidente, exclusivamente para Wii U.

Metal Gear Solid 5: The Phantom Pain

MGS 5: The Phantom Pain (Imagem Divulgação)
MGS 5: The Phantom Pain (Imagem Divulgação)

O que é: Obra prima do gênio Hideo Kojima, a série Metal Gear Solid dispensa apresentações. The Phantom Pain será o primeiro a ser ambientado em um mundo aberto, porém mantendo a característica jogabilidade stealth. A trama se passa em uma sequência direta dos eventos de Peace Walker e Ground Zeroes e promete fechar o ciclo do Big Boss, mostrando sua trajetória até se tornar o vilão do primeiro Metal Gear. O jogo também incluirá o novo Metal Gear Online, que está sendo produzido pela divisão de Los Angeles da Kojima Productions.

Por que: Bem, é um novo Metal Gear Solid. Embora para quem não goste ou conheça a série isso possa não ser um argumento muito convincente, é certo que, ao longo de quase 30 anos, esse nome virou sinônimo de história complexa e inteligente, personagens carismáticos e mecânica furtiva de qualidade. Com a adição de um mundo aberto à essa formula, são esperadas novidades na forma de jogar até para os jogadores mais experientes.

Quando: Para Playstation 3, Playstation 4, Xbox 360, Xbox One e PC, The Phantom Pain sai em 2015, ainda sem data definida.