O Mundo dos Pequeninos, ou no original, Karigurashi no Arrietty, é um filme do Studio Ghibli, dirigido pelo Yonebayashi Hiromasa, mesmo diretor de grandes animações recentes como “Memórias de Marnie” e “Maria e a Flor da Bruxa”. Foi lançado em 2010.

A animação de fantasia é uma releitura de uma história de 1952, chamada “The Borrowers”, escrita por Mary Norton.

Quem tiver interesse de assistir, é possível encontrar o filme na plataforma da Netflix, assim como vários outros do Studio Ghibli.

Muito menor que um ser humano!

O filme acompanha Arietty, um ser pequenino, muito menor que um ser humano. Ela, ao lado de seus pais, Homily e Pod, vive em baixo do chão de uma casa em que uma família de humanos mora. Esses seres pequeninos são chamados de coletores, pois se aventuram no mundo dos “gigantes” para coletar alimentos e objetos para si.

Essa família de pequeninos não sabe se há outros iguais a eles, então vivem como se fossem os últimos da espécie, sempre tomando cuidado nas coletas para não serem vistos pelos humanos ou não serem pegos por insetos e animais.

No primeiro dia de coleta de Arietty, ela e seu pai são vistos pelo garoto que mora na casa, o Shou, o que vai mudar completamente a vida dessa pequena família. Com medo do perigo que correm agora, eles começam a pensar em se mudar dali. Mas mal imaginam o que está por vir.

Um universo bem construído

A história é bem interessante, e apesar de não contar a origem desses pequeninos, o universo do filme parece bem construído. A forma como que os coletores adaptam os objetos e comidas de humanos para seu mundinho é bem criativo. A relação entre cada personagem é bem-feita, e a interação entre os pequeninos e os humanos é muito legal, transitando entre medo, amor, compaixão e perigo.

A maioria dos personagens são cativantes, sendo fácil de se apaixonar por eles. Mas tem uns que só dão raiva mesmo, servindo como vilões da história, mesmo que seus objetivos não fiquem muito claros.

História rica em detalhes

O estúdio fez um trabalho espetacular em relação à animação, que está rica de detalhes, principalmente quando se trata dos pequenos espaços por onde Arietty e sua família passam.

Nos créditos finais, toca uma música muito linda, feita especialmente para o filme. “Arrietty’s song” é como foi chamada e foi cantada pela Cécile Corbel. Ela também canta a música de abertura, a “The Neglected Garden”, que é muito bonita.

O Mundo dos Pequeninos é um filme muito lindo e emocionante, figurando entre os melhores filmes do estúdio. É perfeito para todas as idades, podendo facilmente agradar qualquer um. Não é um dos mais falados da coletânea Ghibli, mas vale muito a pena assistir.

ASSISTA AGORA NA NETFLIX