Anúncio

Namaikizakari é um mangá shoujo atualmente em publicação da autora Miyuki Mitsubachi.

Confira também: Dead Tube | Primeiro Gole

Ele estreou em 2013 e atualmente conta com quase 70 capítulos, originalmente a série foi iniciada com uma one-Shot de mesmo nome e com o mesmo plot.

A one-shot se tornou tão popular que a autora foi convidada a tornar o romance em uma história continuada, e com alto número de visualização, boas críticas e lançamentos de CD-Dramas, é muito possível a série logo ganhe uma versão animada.

Clube de Basquete

A história gira em torno da protagonista, Machida Yuki, que se torna assistente do clube da basquete do colégio porque está apaixonada pelo capitão do time, Kido.

Porém, Yuki está muito longe de se declarar, com cinco irmãos mais novos Yuki se acostumou a esconder o que sente e deixar seus desejos e necessidades para segundo plano. As coisas começam a mudar quando o talentoso novato, Naruse Shou, se apaixona por ela e deixa sua vida mais e mais complicada.

Namaikizakari
Namaikizakari, de Miyuki Mitsubachi (Imagem Divulgação)

Mais complexa e densa do que parece 

Namaikizakari pode parecer muito similar a tantos outros mangás de romances que temos por aí, mas não se engane, a obra é muito mais complexa e densa do que parece.

O romance entre os dois protagonistas é só um cenário de fundo para muitas outras questões que todos passamos na vida: o fim da escola, a universidade, escolher seguir seus sonhos, fazer o que gosta e saber se posicionar com o que desejamos.

Yuki é muito similar ao modelo de vários estudantes japoneses onde os estudados e dedicação são cobrados ao extremo. Como irmã mais velha ela se dedica a cuidar de sua família como se fosse a própria mãe, ainda mais com seu pai morando em outro país e sua mãe sempre trabalhando fora.

Para ela, demonstrar seus sentimentos é uma tarefa difícil, e ela raramente expressa o que deseja – quando confrontada com Shou, seu total oposto, que diz na lata tudo que quer, ela obviamente se vê em um conflito. Será que ela também pode colocar para fora o que deseja? Será que ela também pode ser egoísta? Não só isso: será que ela consegue ser assim?

Amadurecimento 

Talvez o mais interessante sobre o mangá é que ele – diferente de muitos outros – não arrasta tanto o passar do tempo, e em poucos capítulos podemos ver os personagens amadurecendo, passando por todas as fases da vida e enfrentando seus conflitos de frente.

Além disso, muitos mangás que retratam esportes acabam caindo em ciclo constante de “Nosso time é o melhor e sempre vence”, mas Namaikizakari é mais complexo e retrata as dificuldades e superações dos treinos e exercícios para sempre estar competindo e buscando melhorar.

Leitura leve e divertida

Ademais, os personagens principais e secundários são extremamente cativantes, e não demora muito para estarmos apaixonados pelo casal, além de torcer para que tudo de certo por eles.

Para qualquer fã de shoujo é uma super pedida, além de leitura leve e divertida. Recomendadíssimo para fãs de outros shoujos famosos como Special A e Kaichou wa Maid-Sama.

Namaikizakari
Namaikizakari, de Miyuki Mitsubachi (Imagem Divulgação)