Anúncio

Os heróis viajaram pelo mundo para combater a Humanrise, organização que busca acabar com todos aqueles que possuem individualidades. Esse é o plot central do terceiro filme de My Hero Academia, chamado de My Hero Academia: Missão Mundial de Heróis. O longa estreou no Japão no dia 6 de agosto de 2021 e será lançado nos cinemas brasileiros no dia 6 de janeiro.

O Suco teve acesso antecipado ao filme que foi um sucesso ao redor do mundo, tendo arrecadado mais de 40 milhões de dólares e ultrapassando o último filme da franquia ‘My Hero Academia: Heroes Rising’. Então vamos às nossas impressões do anime.

Enredo

Missão Mundial de Heróis começa nos apresentando a Humanrise e suas motivações, assim como a Teoria do Juízo Final das Individualidades. Assim, em um ataque a uma cidade, a organização ativa a bomba de Ativação das Individualidades, fazendo com que elas saiam de controle e instaurem o caos. Em relação a isso, gostei da forma que o filme começou, já trazendo muita ação e mostrando a linha que o enredo irá seguir.

Então, os nossos queridos heróis entram em cena, espalhados por 25 países ao redor do mundo para encontrar todas as filiais da Humanrise e destruir as bombas utilizadas. É claro que como estamos nos primeiros 5 minutos de filme a missão não é bem-sucedida, fazendo com que os heróis permaneçam nos países onde estão.

Assim, o foco vai para o trio maravilha de My Hero Academia, acompanhando Midoriya, Bakugou e Todoroki em Otheon, um país fictício da trama. É aí que os três presenciam um assalto a uma joalheria e não pensam duas vezes antes de ajudarem a pegar os vilões e proteger os cidadãos. Dessa forma, perseguindo a maleta de joias, Midoriya vai atrás de Rody, o garoto responsável por fazer a entrega do assalto. No entanto, as coisas dão errado para o Deku: a polícia o acusa de cometer um assassinato em massa e agora ele precisa fugir enquanto tenta encontrar o líder da Humanrise.

My Hero Academia Missão Mundial de Heróis

Anúncio

Novos Personagens

Particularmente, uma das coisas que eu mais gostei em Missão Mundial de Heróis foram os novos personagens apresentados, principalmente o Rody. Ele é um garoto que perdeu os pais ainda muito jovem e atualmente precisa se virar como consegue para sustentar os dois irmãos mais novos.

Creio que Rody traga uma profundidade necessária para o enredo. A forma que ele encara a vida, as coisas que está disposto a fazer para manter sua família, a relação que possui com os heróis, tudo é algo que nos faz refletir sobre essa dura realidade. Além disso, é gratificante ver a evolução do garoto ao longo da história, principalmente com o paralelo traçado entre o começo e o final do filme.

My Hero Academia Missão Mundial de Heróis
Imagem Divulgação

Além de Rody, outra personagem que me chamou a atenção foi Beros, uma arqueira misteriosa com um visual incrível. Extremamente habilidosa e inteligente, Beros está atrás de uma maleta a serviço da Humanrise, acabando por enfrentar Midoriya algumas vezes. Apesar de ter me apaixonado pela personagem, creio que ela foi pouco explorada e isso me incomodou um pouco.

Mesmo possuindo individualidade, Beros trabalha para a organização como uma forma de salvação, e acredito que tal fato poderia ter sido mais explorado no enredo. Não é nada que afete a trama ou a qualidade da obra, mas apenas um detalhe que creio poderia ter sido melhor aproveitado.

My Hero Academia Missão Mundial de Heróis
Imagem Divulgação

Os três mosqueteiros

Bom, não poderia deixar de falar do protagonismo de Midoriya, Bakugou e Todoroki, como já citei anteriormente. Em Missão Mundial de Heróis os três ganharam muito palco pra mostrarem como evoluíram individualmente e como uma equipe. Mesmo com seu jeito esquentado, até mesmo Bakugou trabalhou em perfeita harmonia com os outros dois, proporcionando um trabalho em conjunto de encher os olhos e o coração.

My Hero Academia Missão Mundial de Heróis
Imagem Divulgação

Ainda, as lutas que eles encenaram foram de tirar o fôlego, nos fazendo roer as unhas e quebrar a cabeça pensando como iriam sair dessa. Ainda em relação as lutas, algumas delas são simplesmente obras de arte, muito bem produzidas e renderizadas. São cenas que dão gosto de assistir, então mais uma vez, meus parabéns para a Funimation e o Estúdio Bones, pelo capricho no trabalho.

My Hero Academia Missão Mundial de Heróis
Imagem Divulgação

Considerações Finais

De modo geral o filme me agradou bastante, entregou aquilo que prometia entregar, sabendo mesclar bem os momentos cômicos com momentos tensos e reflexivos ou sentimentais. Como disse acima, a trama traz algumas reflexões para os telespectadores com a história de Rody, mas também com essa dualidade entre ser o que é, mas rejeitar e negar a sua essência. Além de mostrar também a ruína e a corrupção das pessoas, em especial dos policiais.

Outra coisa que me surpreendeu de uma forma positiva foi a quantidade de sangue presente no filme. Obviamente não é um anime gore, nem explícito, mas achei que eles deixaram mais claro a violência e o sangue do que normalmente.

My Hero Academia Missão Mundial de Heróis
Imagem Divulgação

Esse não é um filme perfeito, achei que algumas coisas deveriam ser melhor explicadas, outras melhores aproveitadas e algo que particularmente me incomoda em shonens é a resolução milagrosa de lutas quase perdidas.

De qualquer forma, Missão Mundial de Heróis é um prato cheio para os fãs de My Hero Academia, seguindo muito bem a linha e a atmosfera do anime. Então prepare seu traje e sua pipoca pois dia 6 de janeiro os heróis vão chegar no Brasil!

My Hero Academia Missão Mundial de Heróis
Imagem Divulgação

Plus Ultra!

My Hero Academia: Missão Mundial de Heróis – Trailer

Anúncio
REVIEW
My Hero Academia: Missão Mundial de Heróis
Artigo anteriorCentro Cultural Coreano mostra bastidores dos trainees de k-pop
Próximo artigoPiticas lança Katon, restaurante temático de animes, no Shopping Metrô Santa Cruz
Um pouco avoada, a doida das teorias da conspiração e leitora compulsiva do Nome do Vento. Adoro escrever sobre aleatoriedades, observar a natureza e ser engraçadinha em momentos impróprios, afinal esse é meu jeito ninja de ser.
my-hero-academia-missao-mundial-de-herois-reviewIzuku Midoriya, Katsuki Bakugo e Shoto Todoroki, alunos de ensino médio do colégio U.A., enfrentam a maior crise da história de My Hero Academia. Eles terão apenas duas horas para salvar o mundo! Durante o sonhado estágio sob a tutela do reverenciado herói Endeavor, Deku e seu novo amigo Rody veem-se em apuros ao serem procurados por um crime que não cometeram. Será que o bem-intencionado Deku e seus amigos conseguirão deter os Humarise e seus planos para eliminar todos os “Individualidades”?